Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

planetamarcia

planetamarcia

Julho 19, 2016

Roubaram-me A Boneca de Kokoschka - Discreto assumir de culpa?

Apenas uma nota, no seguimento do meu post de ontem.

Após alguns comentários no goodreads, um dos quais foi meu, Luís Blue Yorkie acrescentou o link da minha opinião do livro A Boneca de Kokoschka como fonte na "sua" review.

Podem verificar aqui.

Dá a sensação que o fez devido aos comentários sobre o plágio óbvio. Ao que parece, e citando alguns elementos da comunidade Goodreads, ainda terá bastantes reviews para atualizar. Contudo, deveria ter tido este "cuidado" logo de início, ao invés de divulgar o meu texto como se fosse seu.

No blogue continua tudo na mesma.

Obrigada a todos os que me enviaram comentários e mensagens de apoio.

 

Julho 18, 2016

Roubaram-me A Boneca de Kokoschka – Plágio na blogosfera

bonecak2.jpg

Ando por aqui há quase 9 anos e gosto deste cantinho. Sim, cantinho. O planetamarcia é um blogue à dimensão de um cantinho de leituras, daqueles que gostamos de ter na sala para partir nessa maravilhosa viagem que é ler.

Sou pequenina e não me importo. Nunca me importei. Acho que até gosto da liberdade que dá ser apenas um pequeno ponto(inho) da blogosfera.

Sempre me mantive à margem de discussões (que as há), e de qualquer lavar de roupa suja virtual. Mas agora tenho de fazer este post. Infelizmente.

Em Setembro de 2013 partilhei a minha opinião do livro A Boneca de Kokoschka, de Afonso Cruz. Ora vejam aqui.

Em 2016 a minha opinião teve honras de ser traduzida para inglês e foi publicada neste blogue. Este privilégio não fica por aqui e estende-se também ao goodreads. Confirmem aqui.

Gosto muito que me leiam. Não há motivos para continuar se não tiver leitores. E também gosto que partilhem as minhas opiniões, mas acho que o mínimo é citarem a fonte, não?

E no caso da tradução, por muito que me encante a projecção mundial, acho que o mínimo dos mínimos é mesmo pedir autorização. Depois do meu ok, eu própria traduzo, sempre será melhor do que escarrapacharem com o texto (coitado) no tradutor.

Agradeço à Carmo que me alertou para esta situação desagradável. Ao que parece o rapaz azul já é conhecido por este tipo de atitudes. E mesmo com os avisos e a “caça” que aqui e ali lhe vão fazendo, continua descaradamente a copiar textos como se nada fosse.

Amigos bloguistas, estejam atentos. Não há limites para a falta de vergonha!