Domingo, 17 de Junho de 2012

Sopro do Mal - Donato Carrisi - Opinião

 

O “Sopro do Mal” foi uma das minhas mais recentes aquisições na visita que fiz, este ano, à Feira do Livro do Porto. Um livro apreciado pelos leitores, do qual só recolhi opiniões positivas, ou melhor opiniões extremamente positivas. Sabia que tinha de gostar. E assim foi. Este é um livro fantástico, que recomendo sem quaisquer reservas.

Duro e violento. Um livro que me consumiu enquanto não virei a última página, mas que me surpreendeu sempre. Completamente compulsivo, inesperado e radicalmente diferente que qualquer policial que já tenha lido, o “Sopro do Mal” tomou conta do meu tempo, do meu pensamento, da minha vida. Por isso tive de o ler rápido, sob pena de não dormir nem comer para estar sempre a ler. O resultado é que o li praticamente num dia.

Não vou descrever a história com receio de revelar demais. Para saberem do que se trata recomendo a leitura da sinopse abaixo. Tenho sempre receio de dar pistas a quem ainda não leu, apesar de, neste caso, é difícil isso acontecer. A verdade é que a única pista necessária à grande revelação está na capa do livro. É verdade e acima de tudo curioso como as coisas se tornam simples, ou melhor bastante intuitivas, depois de fechar a última página.

“Deus é silencioso, o Diabo sussurra…” Frase chave! E espero não ter ido demasiado longe.

Deixarei apenas mais algumas considerações. É um livro sobre o mal. Sobre a forma como surge nos momentos e locais mais inesperados. Como toma conta do bem, da forma como dois conceitos opostos podem facilmente misturar-se, transformar-se, sobrepor-se e esconderem-se na sombra um do outro. Sobre a forma como o ser humano facilmente se entrega à maldade, sente poder e força em matar e em fazer sofrer. O poder de um crime violento, a amargura das vítimas e daqueles que as rodeiam. A forma como fazemos tudo pelos que amamos. Tudo? Mesmo matar? Ou morrer? Ou ambas as opções?

Acima de tudo gostei de ler um livro que não me surpreendeu apenas no fim, mas que página a página me dava uma espécie de injeção de adrenalina. Que nas pausas da leitura me fazia olhar por cima do ombro e ter medo da maldade contagiosa e podre. Fez-me pensar como, no limite, qualquer pessoa que nos rodeie pode ser um potencial assassino, serial killer, violador, raptor. Isto porque o autor justifica os atos criminosos, explica o perfil de quem comete tais atos, bem como as razões que possam estar na origem da necessidade de matar. Percebendo a lógica sentimos medo, é normal. Suficientemente gráfico para entender (algum)as técnicas científicas de investigação forense, apresenta locais de crime com descrições reais atrozes. Adorei saber o que significa o quê e que pistas dá um cadáver.

A heroína é Mila e também o centro de tudo, um círculo que se fecha… ou não… que nunca mais se fecha…

Acho que escrevi demais. Termino assim, com vontade de continuar, mas não posso. Por respeito a Donato Carrissi que fez um trabalho admirável. Obrigatório ler!

Sinopse

“ACREDITAR QUE ESTE LIVRO SE INSPIRA EM FACTOS REAIS É DIFÍCIL.
ACEITÁ-LO É IMPOSSÍVEL MAS É A PURA VERDADE.
Seis braços enterrados. Seis crianças desaparecidas. Um serial killer brilhante e monstruoso, que instiga outros a matar por si.
O criminologista Goran Gavila e a sua equipa de investigação são chamados a intervir, procurando descobrir um assassino que constantemente parece pô-los à prova.
Mila Vasquez, investigadora especializada em encontrar pessoas desaparecidas, entra em cena e junta-se à caça do homicida.
Mas cada passo que dá é, na verdade, controlado por uma mente genial e implacável. Tudo se passa como num diabólico jogo da verdade, como se o Mal trouxesse consigo uma mensagem.”

Porto Editora,2010

publicado por marcia às 21:58
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Sopro do Mal - Donato Car...

.últ. comentários

Eu li "Livro" no ano passado exatamente para o COn...
Tenho o livro e é excelente as letras são boas est...
Encontrei escrito em português de Portugal, foi tr...
Acabo de ler o livro e gostei muito. Pode não ser ...
Li A Oeste Nada de Novo, era jovem. Tema interessa...
Quero! MUITO!!!
Também acho!
Demasiadas páginas que voam...
Interessante cou ler também.
Nunca cheguei a ler OS Pilares da Terra, mas vi a ...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds