Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

planetamarcia

planetamarcia

Fevereiro 20, 2011

Guia Prático das Urgências Familiares - Anne Geoffroy - Opinião

 

Tenho uma grande curiosidade por este género de livros. Se calhar a maioria das pessoas que gosta de ler não lhes dá muita importância, mas eu confesso aqui o meu interesse.

Neste caso temos um guia de fácil pesquisa, organizado por ordem alfabética, contendo informação e sugestões sobre como tratar e lidar com as mais diversas situações: feridas, dores, cãibras, borbulhas, colesterol, etc.

Desde as receitas mais antigas, daquelas que ouvimos falar às nossas avós, passando por soluções mais actuais, e tendo também informação muito útil sobre como agir em caso de catástrofes naturais e emergências médicas, este pequeno livro deve ser lido com atenção e guardado num local de fácil acesso para futuras consultas.

Certamente um livro que irei reler e consultar sempre que necessário.

Sinopse 

“Está na companhia de um amigo e, de repente, ele tem um enfarte.
Será que sabe o que fazer, que cuidados deve prestar-lhe e que poderão salvar-lhe a vida? Outro exemplo: o seu filho sofre queimaduras graves. O que fazer enquanto aguarda pela ambulância?
Tem de ser prático. A qualquer momento, pode acontecer algo que coloque em perigo a vida de alguém que lhe é próximo ou que se encontra simplesmente no mesmo local que o leitor. Este guia claro e completo, de fácil consulta, ensiná-lo-á a agir da melhor forma em qualquer situação. Se este livro estiver sempre consigo, o leitor nunca será apanhado desprevenido. Eis o que estava a faltar na sua caixa de primeiros-socorros!
Um guia útil que todos devemos ter. Para além dos conselhos que devemos seguir em caso de urgência, esta obra apresenta ainda uma série de informações sobre remédios caseiros que curam as doenças mais comuns, como, por exemplo, a obstipação nasal, a laringite, a gastrenterite, etc.
Conselhos práticos que evitarão as idas constantes ao médico!
Um guia que deve ler com toda a atenção e trazer preciosamente consigo. Ele permitir-lhe-á ora tratar dos problemas de saúde menos graves ora acudir nos casos de doenças de maior gravidade. Quem sabe se em breve não irá salvar uma vida?”

Europa-América, 2011