Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

planetamarcia

planetamarcia

Setembro 15, 2013

Novidade Oficina do Livro - A Segunda Morte de Anna Karénina, de Ana Cristina Silva

 

Violante tinha, desde criança, um talento raro para a representação e, com a ajuda de Luís Henrique, um grande actor com quem acabou por se casar, tornou-se uma das mais aplaudidas actrizes portuguesas do princípio do século xx. Contudo, os que a vêem brilhar e afirmar o seu génio no palco dos maiores teatros nacionais desconhecem o terrível segredo que minou a sua vida e levou para longe o marido numa noite que podia ter acabado em tragédia.

A Segunda Morte de Anna Karénina é um romance sobre o amor sem limites, a traição e os custos da vingança – e também uma obra arrojada sobre as tensões homossexuais reprimidas, sobre as vidas desperdiçadas de tantos portugueses na Primeira Guerra Mundial e sobre as diferenças – se é que existem – entre o teatro e a vida real.

Nas livrarias a 17 de Setembro

Junho 27, 2013

Novidade Oficina do Livro - UM POUCO MAIS DE FÉ, de Patrícia Costa Dias

 

“É no mais escuro de nós mesmo, no sítio onde reside o medo, a culpa, a vergonha, a agressividade, que podemos encontrar a vontade de aceitar, perdoar e seguir em frente. Um acreditar que vai ficar tudo bem, mesmo depois de me revelar”.

Sobre o livro

Verídica e contada na primeira pessoa, Um Pouco Mais de Fé é uma história de sofrimento (distúrbios alimentares), fé e amor.

Quando uma jovem se vê imersa num comportamento compulsivo totalmente fora de controlo, os pensamentos de suicídio instalam-se, misturados com uma veia cínica perante a sociedade. Ao ser apanhada em flagrante pela família, a opção da morte torna-se verdadeiramente clara.

Afinal, como viver sem a máscara de «linda menina», de «boazinha», que todos pensavam que era? Como revelar não ser uma força da natureza, mas tão-só humana, com erros cometidos e segredos terríveis por revelar? Nos reveses de fugazes encontros, duas conversas inusitadas e repletas de mistério, cinco desejos lançados a Deus numa igreja que nem conhecia e uma viagem longa e confusa marcam o início de uma lenta mudança que tem lugar entre amores, desamores e personagens caricatas. E no meio de todos eles estará aquele chuvoso dia de Novembro, aquela sala suada e abafada que ela jamais esquecerá.

O leitor não ficará indiferente a este convite para partilhar uma vida que poderia ser a sua, a de um filho, familiar ou amigo. Porque nunca conhecemos realmente as pessoas, mas apenas aquilo que elas nos permitem conhecer…

Sobre a autora

Lisboa, 1980. Licenciada em Comunicação Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa, exerceu jornalismo no semanário O Emigrante/Mundo Português e na revista Negócios & Franchising. Colaborou entre 2005 e 2008 com a Editora Ésquilo, primeiro na área da Coordenação Editorial e depois como escritora. Casada e mãe de um filho, é defensora da amamentação, tendo sido segunda premiada no Concurso Montepio Desafia 2011, com o ensaio A Solidariedade entre Gerações, como promotora de uma cultura de aleitamento materno em Portugal. Desde 2007 que aprende e ensina Comunicação Não-Violenta (CNV). Fundou em Portugal a Academia Acalentar Emoções para o ensino da CNV, com especial enfoque em crianças e jovens, mas, como actualmente reside no Gana, em África, faz apenas formações presenciais quando visita Portugal, sendo mais regular o seu trabalho online, quer de CNV quer de apoio a pessoas que sofrem de distúrbios do comportamento alimentar, nomeadamente de bulimia.

PVP: € 14,90

e-book: € 10,98

368 páginas

Maio 10, 2013

Novidade Oficina do Livro - HEI-DE AMAR-TE MAIS, de Tiago Salazar

 

Hei-de amar-te mais é o diário íntimo de um escritor em viagem.

Os destinatários são a sua mulher e os seus filhos e todos os que acreditam no amor como uma forma de atravessar a vida e o mundo.

É também um livro de fragmentos, memórias, pensamentos, confissões, a par de diálogos com gente comum e grandes autores universais, como Pablo Neruda, Rabindranath Tagore ou Clarice Lispector, que lhe falam do amor em que se revê. Uma escrita sensível e delicada onde se impõem emoções intensas e contraditórias na vida de um viajante tantas vezes solitário.

PVP C/ IVA 13,90€ nas livrarias a 20 de Maio 

Maio 10, 2013

Novidade Oficina do Livro - A ÚLTIMA CRIADA DE SALAZAR, de Miguel Carvalho

 

A Última Criada de Salazar é o relato minucioso da decadência e dos dias do fim de Oliveira Salazar, com o regime em fundo. Com recurso ao testemunho direto de Rosália Araújo, a derradeira empregada doméstica contratada para o palacete de São Bento em 1965, este livro reúne ainda episódios inéditos e vasta documentação que lançam um novo olhar sobre o universo privado do ditador nos últimos anos da sua existência.

Como era Salazar na intimidade? Que estratégias e segredos usavam as criadas para sobreviver às perseguições, vigilâncias e humores da governanta? Como se geria a vida doméstica do palacete? Que episódios foram ocultados nos últimos anos de vida do chefe de Governo? Quantas versões existem da famosa «queda da cadeira»? Como tentou o regime «matar» o ditador? Ao relato da última criada de Salazar juntam-se outros testemunhos, histórias e revelações que permitem ressuscitar uma época e iluminar as facetas mais sombrias do homem que, durante 36 anos, domesticou um povo ao qual a única ambição permitida era «a dignidade de uma vida modesta».

PVP C/ IVA 15,90€ (nas livrarias a 13 de Maio) 

Abril 10, 2013

Novidade Oficina do Livro - OS ÚLTIMOS PRESOS DO ESTADO NOVO, de Joana Pereira Bastos

 

Depois de uma curta «Primavera Marcelista», o País assistiu a uma escalada da violência contra todos os portugueses que enfrentavam a ditadura. Entre 1973 e 1974, mais de 500 pessoas, pertencentes a vários movimentos políticos e oriundas de diferentes classes sociais, foram presas e violentadas pela PIDE.

No forte de Caxias, muitas eram sujeitas às mais sofisticadas e brutais formas de tortura, ensinadas através de um manual entregue pela CIA à polícia política portuguesa, enquanto lá fora se preparava a revolução de 25 de Abril. 

Sofrendo até ao fim, os últimos presos políticos do Estado Novo só conheceram a liberdade na madrugada de 27 de Abril de 1974 – dois dias depois da revolução que pôs termo a  48 anos de ditadura.

Nas Livrarias a 20 Abril

15,90€

Abril 10, 2013

Novidade Oficina do Livro - TAMBÉM HÁ FINAIS FELIZES, de Fernanda Serrano

 

Um diagnóstico terrível. Uma gravidez inesperada. E uma decisão corajosa

No dia do nascimento da sua segunda criança, por mero acaso, Fernanda Serrano tocou no peito e sentiu um caroço. O obstetra garantiu que não era nada. Mas era um cancro, como mais tarde se concluiu – e muito agressivo.

Quando soube da notícia, o sorriso mais bonito de Portugal desvaneceu-se. Mas nem o medo da morte o fizeram desaparecer.

Depois de muita luta, a actriz conseguiu ultrapassar a doença, voltar à normalidade e preparar o regresso aos palcos e à televisão. Sentia-se a renascer.

Contada pela primeira vez, esta é a história da fase mais tenebrosa na vida da actriz portuguesa. Uma história de dor e angústia, coragem e resiliência – com um final feliz. 

Nas Livrarias a 15 Abril

15,10€

Março 09, 2013

Temos o direito de escolher a forma como morremos? MORTE ASSISTIDA, de Lucília Galha

 

Dando a palavra aos doentes que gostariam de ter essa opção para acabarem com o sofrimento e poderem partir em paz, Morte Assistida é um livro cru, comovente e sincero, sobre coragem, lucidez e abnegação. Uma obra que nos faz reflectir sobre um dos temas mais controversos da nossa sociedade. Os Desejos e receios de sete doentes portugueses confrontados com o fim.

Sobre o livro

Maria, 67 anos, morreu com a ajuda da Dignitas, na Suíça. Foi a primeira portuguesa a recorrer a esta associação de apoio ao suicídio assistido. Tinha um cancro em fase terminal, um prognóstico de menos de 12 meses de vida e passava por um grande sofrimento. Preferiu procurar uma morte digna, em vez de esperar e «desaparecer aos bocados». Dois amigos, próximos da família, acompanharam-na nesta derradeira viagem e testemunharam os seus últimos momentos. Este livro relata a história de Maria através destas duas pessoas – o que os levou a acompanhar a amiga, apesar de nunca terem ouvido falar de suicídio assistido, e o que sentem por terem de guardar esse segredo como se tivessem cometido um crime.

Morte Assistida conta ainda com o testemunho de outros portugueses que se confrontam diariamente com a iminência do final da vida. Alguns não têm perspectiva de recuperação, restando-lhes apenas um tratamento paliativo, e todos gostariam que a morte assistida fosse legislada e despenalizada em Portugal. No nosso país, o incitamento ou ajuda ao suicídio é penalizado com pena de prisão até três anos.

Portugal também é dos poucos países da Europa que não tem uma associação right-to-die, que defenda os direitos dos doentes e a liberdade de escolha no fim de vida.

Prefácio de Maria Filomena Mónica.

Sobre a autora

Lucília Galha, 28 anos, natural de Évora, é jornalista da revista Sábado desde 2009, começando por integrar a secção de Política e, depois, a de Sociedade. Licenciou-se em Ciências da Comunicação, variante Jornalismo, na Universidade Nova de Lisboa. Esteve em Siena, Itália, durante um semestre pelo programa Erasmus, onde colaborou com a rádio universitária local. Iniciou-se no jornalismo em 2006, no jornal Público, e passou também pelo diário Metro. 

13,90 €

200 páginas

Novembro 25, 2012

DEBAIXO DE FOGO, de Paulo Camacho_ Memórias e emoções de um repórter de guerra

Um livro que permite recordar alguns dos marcos mais importantes da História contemporânea, sob o olhar de Paulo Camacho. São 28 anos de jornalismo, resumidas em 12 histórias sobre reportagens que fez durante os conflitos armados, invasões ou guerras em todo o mundo.

Ao serviço da BBC, Expresso e SIC, Paulo Camacho cobriu uma boa parte dos conflitos mais importantes que ocorreram no mundo desde meados da década de 80. Esteve em Bagdad no início das duas guerras do Golfo, várias vezes na guerra civil angolana, na guerra civil de Moçambique, no caos da Somália, nos confrontos da África do Sul depois da queda do apartheid, na guerra do Congo/Zaire quando o ditador Mobutu foi afastado, nos ataques israelitas ao Líbano ou na queda dos regimes do Bloco de Leste, como na Roménia e Checoslováquia.

Neste livro, partilha as suas memórias desses tempos, as emoções de quem presenciou o inferno na Terra e a forma que encontrou para se defender de experiências extremas, como assistir à morte de crianças.  Dos anos que Paulo Camacho esteve no centro dos acontecimentos, na força do relato radiofónico, no auge do jornalismo escrito e no arranque da televisão privada.

Com prefácio de Ricardo Costa e apresentação no lançamento de Pinto Balsemão.

Paulo Camacho nasceu no Funchal em 1959. Casado, tem dois filhos e um neto. Abandonou a licenciatura em Direito para começar a trabalhar em jornais, aos 20 anos. Depois de passagens por A Capital, Tempo, A Tarde, Rádio Comercial e RTP, foi contratado pela BBC. Durante os cinco anos que viveu em Londres, foi correspondente da Agência ANOP, da Rádio Renascença e do Expresso, em cujos quadros entrou no regresso a Portugal. Foi co-fundador da SIC, onde permaneceu até 2007, tendo exercido funções de coordenador de informação, editor de internacional e apresentador de telejornais. É actualmente director de comunicação da ZON Multimédia. Debaixo de Fogo é o seu primeiro livro. 

PVP 14,90€

e-book 10,98€

280 páginas

Novembro 14, 2012

O SEGREDO DA BASTARDA, de Cristina Norton - 7ª Edição do livro e a primeira vez publicado na Oficina do Livro

Uma história de amor, traição e intriga que a corte portuguesa escondeu.

Baseando-se em factos reais, graças a cartas e documentos cedidos por várias famílias, Cristina Norton conta-nos neste romance comovente uma   história abafada por ordem régia durante mais de duzentos anos.

Eugénia de Meneses, neta do marquês de Marialva e nascida em Guimarães, foi, segundo uma crónica da época, uma mulher de tão triste destino.

Depois de passar os anos mais felizes da sua infância no Brasil, volta a Portugal e, já adulta, é escolhida para dama da corte, onde conhece um amor impossível que a leva a optar pelo celibato. Bela, inteligente, culta, alegre e independente, Eugénia vê a sua vida tornar-se um pesadelo quando a impiedosa princesa Carlota Joaquina a acusa de um crime que não cometeu e D. João VI, «o rei clemente», não fez jus ao seu cognome perante a única mulher que amou.

Cristina Kas Norton nasceu em 28 de Fevereiro de 1948, em Buenos Aires, Argentina, e reside em Portugal há mais de 30 anos.

Estudou História da Civilização Francesa na Sorbonne, Belas-Artes na ESBAL e História de Arte na ESARES, cursos que deixou incompletos. Desde os 17 anos que colabora em revistas e jornais literários de diversos países.

A sua obra está publicada em Portugal, no Brasil, no Chile e em Espanha, e engloba a poesia, o romance e o conto. Dos vários títulos que publicou, para além de O Segredo da Bastarda, destacam-se O Afinador de Pianos, O Lázaro do Porto, O Barco de Chocolate (contos infantis, Prémio Adolfo Simões Müller, 2002), A Casa do Sal e O Guardião de Livros. 

PVP C/ IVA 15,90€

368 páginas