Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

planetamarcia

planetamarcia

Dezembro 20, 2012

Romance “Debaixo de Algum Céu”, de Nuno Camarneiro, vencedor do Prémio LeYa 2012

O Júri do Prémio Leya reuniu nos dias 13 e 14 de Dezembro, em Alfragide, para deliberar sobre a atribuição do Prémio, a que concorreram este ano mais de 270 originais, apresentados por autores residentes em Angola, Brasil, Canadá, França, Inglaterra, Moçambique e Portugal.

O Júri decidiu, por maioria, atribuir o Prémio Leya 2012 ao romance Debaixo de Algum Céu, da autoria de Nuno Camarneiro.

O Júri apreciou no romance Debaixo de Algum Céu a qualidade literária com que, delimitando intensivamente a figura fulcral do "romance de espaço" e do "romance urbano", faz de um prédio de apartamentos à beira-mar o tecido conjuntivo da vida quotidiana de várias personagens - saídas da gente comum da nossa actualidade, mas também por isso carregadas de potencial significativo.

Retrato de uma microsociedade unida pelo espaço em que vivem os personagens, o romance organiza-se a partir de um conjunto de vozes que dão conta de vidas e destinos que o acaso cruzou num período de tempo delimitado entre um Natal e um Fim do Ano. Ouvimos vozes, poemas, ladainhas, canções, que transportam memórias e sentimentos e pontuam os encontros, desencontros e tragédias de que os moradores só se apercebem quando saem à luz do dia. A escrita é precisa e flui sem ceder à facilidade, mas reflectindo a consciência de um jogo entre o desejo de chegar ao seu destinatário, o leitor, e um recurso mínimo a artifícios retóricos em que só uma sensibilidade poética eleva e salva a banalidade e os limites do quotidiano.

O júri destacou nesta obra o domínio e a segurança da escrita, a coerência com que é seguido o projecto, a força no desenho dos personagens e destaca a humanidade subjacente ao que poderá ser lido como uma alegoria do mundo contemporâneo.

O júri do Prémio LeYa 2012

Manuel Alegre (Presidente)

José Carlos Seabra Pereira

José Castello

Lourenço do Rosário

Nuno Júdice

Pepetela

Rita Chaves

Sobre Nuno Camarneiro

Nuno Camarneiro nasceu em 1977. Natural da Figueira da Foz, licenciou-se em Engenharia Física pela Universidade de Coimbra, onde se dedicou à investigação durante alguns anos. Foi membro do GEFAC (Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra) e do grupo musical Diabo a Sete, tendo ainda integrado a companhia teatral Bonifrates. Trabalhou no CERN (Organização Europeia para a Investigação Nuclear) em Genebra e concluiu o doutoramento em Ciência Aplicada ao Património Cultural em Florença. Em 2010 regressou a Portugal, onde exerce actividade de investigação na Universidade de Aveiro e é professor na Licenciatura em Conservação e Restauro na Universidade Portucalense do Porto. Começou por se dedicar à micronarrativa, tendo alguns dos seus contos sido publicados em colectâneas e revistas. Editou o seu primeiro romance, No Meu Peito não Cabem Pássaros, na Dom Quixote, em Junho de 2011.

Sobre o Prémio Leya

Com características únicas pela sua especificidade e valor - 100 mil Euros -, o Prémio Leya foi criado em 2008 no sentido de distinguir um romance inédito escrito em português. Até hoje foram distinguidas com o Prémio LeYa as obras O Rastro do Jaguar,  do jornalista brasileiro Murilo Carvalho, em 2008, O Olho de Hertzog, do escritor moçambicano João Paulo Borges Coelho, em 2009, e, em 2011, O teu rosto será o último, de João Ricardo Pedro, o primeiro autor português a vencer o prémio. Na edição de 2010 o júri decidiu, por unanimidade, não atribuir o Prémio LeYa.

Dezembro 12, 2012

Feira do Livro de Natal abre amanhã no Torreão Nascente do Terreiro do Paço

A LeYa inicia amanhã, dia 13 de dezembro, uma Feira do Livro de Natal no espaço histórico do Torreão Nascente do Terreiro do Paço. Resultante de uma parceria com o Turismo de Lisboa, esta iniciativa prolongar-se-á até 23 de dezembro e estará especialmente focada na disponibilização de boas oportunidades de compra seleccionadas a partir do catálogo de edições publicadas pela LeYa.

Os livros escolhidos para o Torreão procuram agradar aos vários tipos de leitores e combinar com a grandiosidade do local. Ali estarão expostos, disponíveis e a preços convidativos, grandes títulos de grandes autores lusófonos e estrangeiros, alguns dos grandes sucessos do romance feminino, da auto ajuda, da saúde, da culinária ou da gestão, uma generosa selecção de banda desenhada e, claro está, os livros infantis e juvenis dos autores portugueses de referência.

O evento contará com um espaço dedicado às crianças onde são esperados alguns dos autores infantis e juvenis publicados pela LeYa e para onde estão previstas algumas surpresas de Natal.

A Feira do Livro no Torreão Nascente funcionará de segunda a domingo, das 12h às 20h, sendo que às sextas e sábados encerrará às 22h. A entrada é livre.

Junho 22, 2012

LEYA COEDITA CATÁLOGO DA EXPOSIÇÃO DE JOANA VASCONCELOS EM VERSALHES

 

A LeYa publica esta semana, em coedição com prestigiada editora francesa Flammarion, o catálogo da exposição VERSAILLES, da artista plástica portuguesa Joana Vasconcelos.

Com textos de Catherine Pégard, Jean-François Chougnet, Valter Hugo Mãe e uma entrevista conduzida por Rebecca Lamerche-Vadel, o catálogo reproduz um conjunto de peças em grande escala especialmente concebidas para esta exposição e que se integram no magnífico cenário do Palácio de Versalhes e dos seus jardins.

Depois do americano Jeff Koons, do japonês Takashi Murakami, dos franceses Xavier Vilhan e Bernar Venet, Joana Vasconcelos é a primeira mulher e a mais jovem artista a medir-se com a referência histórica absoluta que é Versalhes.

Com design gráfico do ateliê Henrique Cayatte, o catálogo é publicado na mesma semana em que abriu a exposição, patente desde dia 19 de junho até 30 de Setembro deste ano.

A versão editada pela LeYa, de 244 páginas, é publicada com textos em português e inglês e estará disponível na generalidade das livrarias portuguesas a um preço de 44 Eur.

A LeYa reforça assim o seu portfolio de catálogos de arte de grande qualidade, depois de ter publicado, para o Museu Nacional de Arte Contemporânea (Museu do Chiado), os catálogos Columbano (2010), Arte Portuguesa Do Século XIX (1850-1910) Arte Portuguesa do Século XX (1910-1960).

Maio 15, 2012

Resultado do Passatempo "O Teu Rosto Será o Último"

 

Já foi encontrado o vencedor do passatempo “O Teu Rosto Será o Último”. Muitos parabéns ao António José Rodrigues de Aveiro, o participante nº 113, sorteado pelo RANDOM.ORG.

 

O António respondeu acertadamente às perguntas colocadas:

Quais foram os livros e os autores vencedores dos Prémios Leya atribuídos antes de “O Teu Rosto Será o Último”? Uma pista: são dois.

Vencedor 2008  - O Rastro do Jaguar, de Murilo Carvalho

Vencedor 2009 - O Olho de Hertzog, de João Paulo Borges Coelho

Em que circunstâncias começa este romance?

“Tudo começa com um homem saindo de casa, armado, numa madrugada fria.”

De onde é natural João Ricardo Pedro?

Reboleira, Amadora

 

Agradeço a todos os participantes e, claro, à Leya por apoiar e tornar possíveis estas iniciativas.

O vencedor foi contactado por e-mail. Boas leituras!

Maio 01, 2012

Passatempo "O Teu Rosto Será o Último"

 

É com enorme prazer que o planetamarcia apresenta mais um passatempo.

Todos os passatempos são especiais mas este organizo com particular prazer. Está a concurso 1 exemplar de “O Teu Rosto Será o Último” de João Ricardo Pedro, livro vencedor do Prémio Leya 2011.

Não escondo a minha predileção pelos autores de língua portuguesa, nem a minha grande vontade de fazer mais na divulgação dos nossos escritores, e dos lançamentos na língua que considero das mais bonitas e ricas do mundo. Obrigada à Leya pelo apoio nesta iniciativa.

Li este livro no decorrer de apenas um dia. É, na minha opinião, excecional. Ainda mais tendo em conta tratar-se do primeiro romance do autor. Um início muito auspicioso.

 

Para participar basta responder às perguntas:

Quais foram os livros e os autores vencedores dos Prémios Leya atribuídos antes de “O Teu Rosto Será o Último”? Uma pista: são dois.

Em que circunstâncias começa este romance?

De onde é natural João Ricardo Pedro?

 

O Passatempo decorre até ao fim da Feira do Livro de Lisboa (local onde poderão encontrar o autor frequentemente) – dia 13/05/2012 às 23h59.

As respostas deverão ser enviadas para o e-mail marciafb@net.sapo.pt  sempre com informação de nome e morada. O nome do premiado será anunciado aqui no blogue; o vencedor será também informado por e-mail.

Serão apenas aceites participações de residentes em Portugal, e uma por participante e residência.

Informações sobre o livro aqui.

Boa sorte a todos! Participem!

Março 26, 2012

Abril: Livraria LeYa na Buchholz recebe oficina de escrita com a escritora Patrícia Reis

 

A livraria LeYa na Buchholz, em Lisboa, recebe, a partir de dia 10 de abril, uma oficina de escrita orientada pela escritora Patrícia Reis. As quatro sessões desta oficina realizam-se às terças-feiras ao final do dia.

Quatro sessões para escrever, para ler e falar. Ouvir os outros também é um workshop teórico, onde se podem incluir alguns exercícios práticos. Os formandos podem interagir trazendo textos, fazendo perguntas. O começo é sempre o mesmo: para quê escrever? Como e para quem? Como muda a linguagem conforme o entendimento de cada um.

PROGRAMA

Primeira sessão (10 de abril):

> Porque é que escrevemos? Contos, blogues, diários, etc.

> Talento ou técnica?

> Ler para aprender a escrever.

> Autores de que gostamos?

> Conselhos para leitura com contextualização.

Segunda sessão:

> Crítica construtiva: o que é, como se faz.

> Leitura de um texto curto para comentários e exercício posterior.

> O que é a “voz” de um autor? As primeiras obras.

> O escritor profissional e o amador? Há diferenças?

> Leitura de textos dos alunos.

Terceira sessão:

> A importância da pesquisa, do diálogo, da caracterização das personagens e como tudo pode mudar com a utilização de linguagens distintas.

> Exercício explorando diferentes vias de diálogo.

Quarta sessão:

> O mercado editorial.

> O multimédia, o futuro nos e-books, a partilha nos blogues e outras redes sociais.

> Visita ao exterior.

Preço:

80 Euros

Pagamento no acto de inscrição.

Os participantes terão direito a um desconto mínimo de 10% na aquisição de livros de editoras LeYa na livraria LeYa na Buchholz, durante o curso.

Duração:

4 sessões (aprox. 10 horas)

Local:

LeYa na Buchholz - Rua Duque de Palmela, nº4, em Lisboa

Horário:

Terças-feiras, das 18.30 às 21horas

Início do curso:

10 Abril

Inscrições e mais informações:

leya.buchholz@leya.com

Patrícia Reis nasceu em 1970 e estudou História e História de Arte na Universidade Nova de Lisboa, e Comunicação Empresarial no Instituto Superior de Comunicação Empresarial. O seu trajecto no jornalismo iniciou-se em 1988 no semanário "O Independente". Esteve depois na revista "Sábado" e realizou um estágio na revista norte-americana "Time", em Nova Iorque. Foi jornalista do semanário "Expresso", fez a produção do programa de televisão "Sexualidades", trabalhou na revista "Marie Claire", na "Elle" e nos projectos especiais do diário "Público". Publicou Cruz das Almas (2004) e Amor em Segunda Mão (2006) e, ainda, Morder-te o Coração (2007), que integrou a lista de 50 livros finalistas do Prémio Portugal Telecom de Literatura. Escreveu e publicou ainda os livros No Silêncio de Deus (2008), Antes de Ser Feliz (2009) e Por este mundo acima (2011). É ainda autora da biografia de Vasco Santana (2004) e do romance fotográfico Beija-me (2006, em co-autoria com João Vilhena). Editora da revista “Egoísta”, é ainda sócia do atelier de design e texto 004, participando em projectos de natureza muito variada.