Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

planetamarcia

planetamarcia

Janeiro 03, 2010

O Símbolo Perdido - Dan Brown - Opinião

 

“O Símbolo Perdido” é o tão esperado livro de Dan Brown, editado numa altura do ano interessante, foi certamente um dos livros mais recebidos no sapatinho. Eu não fui excepção, o Pai Natal também me trouxe um exemplar.
Não posso dizer que as minhas expectativas fossem elevadas, pois após ter lido todos os livros do autor, há que admitir que a fórmula é sempre a mesma e as surpresas cada vez menores…de qualquer modo tenho de admitir a minha (grande curiosidade) em relação a este novo livro, tão promovido e anunciado.
Gostei de o ler. Cumpre o seu objectivo muito bem: entretém, fornece bastante informação de modo a manter o leitor atento para poder acompanhar o desenrolar da história, e claro, para tentar “apanhar os truques” e desvendar o mistério. “O Símbolo Perdido” é um livro de pistas, gráficos e mapas, teorias de conspiração, perseguições, fugas e disfarces; nem sempre o que parece é, mas muitas vezes o que parece ser é-o mesmo.
Entramos no mundo da Maçonaria, ou assim nos faz crer o autor, que eu sinceramente falando não posso avaliar a veracidade das explicações. Penso que a Maçonaria não terá os seus segredos abertos ao mundo num livro do Dan Brown… contudo, e como não posso nem quero aprofundar tais segredos, embarquei nesta leitura com o espírito que ela merece: não acreditar um tudo como uma lei, mas claro, deixar-me levar pelos mistérios da narrativa, caso contrário não teria graça nenhuma.
Não me arrependi minimamente, achei acessível e com uma escrita fluida, parágrafos pequenos e com bastante acção para dar sempre vontade de passar à página seguinte.
Foi agradável voltar à personagem Robert Langdon (que inevitavelmente agora associo sempre ao Tom Hanks, é a magia do cinema, enfim…), esse misto de intelectual e agente secreto que se veste mal, não é charmoso por aí além, e nunca fica com a miúda…este professor tem a minha simpatia, se calhar mesmo por não ser o típico herói. Acho que o autor sabe aproveitar esta personagem.
Em resumo, um livro que recomendo a quem quer passar momentos de leitura agradáveis, quem gosta de seguir pistas, decifrar enigmas e ter algumas surpresas.
Sinopse
“Washington, D. C.: Robert Langdon, simbologista de Harvard, é convidado à última hora para dar uma palestra no Capitólio. Contudo, pouco depois da sua chegada, é descoberto no centro Rotunda um estranho objecto com cinco símbolos bizarros.
Robert Langdon reconhece-os: trata-se de um convite ancestral para um mundo perdido de saberes esotéricos e ocultos.

Quando Peter Solomon, eminente maçom e filantropo, é brutalmente raptado, Langdon compreende que só poderá salvar o seu mentor se aceitar o misterioso apelo.

Langdon vê-se rapidamente arrastado para aquilo que se encontra por detrás das fachadas da cidade mais poderosa da América: câmaras ocultas, templos e túneis. Tudo o que lhe era familiar se transforma num mundo sombrio e clandestino, habilmente escondido, onde segredos e revelações da Maçonaria o conduzem a uma única verdade, impossível e inconcebível.

Trama de história veladas, símbolos secretos e códigos enigmáticos, tecida com brilhantismo, O Símbolo Perdido é um thriller surpreendente e arrebatador que nos surpreende a cada página.
O segredo mais extraordinário e chocante é aquele que se esconde diante dos nossos olhos…”
 
Bertrand, 2009

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    marcia

    06.01.10

    Eu já li "A Ordem Negra" e gostei. Dos livros de Ken Follet que li gostei muito, mas ainda não li "A Ameaça". Boas leituras!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.