Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

planetamarcia

planetamarcia

Abril 01, 2008

Uma Casa na Irlanda

“Uma Casa na Irlanda “ foi o primeiro livro que li da Maeve Binchy, é um livro extenso mas que me deu muito prazer ler cada página. Maeve é uma contadora de histórias nata, explora os sentimentos humanos e as relações de uma forma muito própria e que me agrada muito.
 
Este livro conta a história de Ria, uma mulher simples que sonha com as coisas simples e que aos poucos constroi a vida que sonhou...dá valor a familia, ao casamento, aos filhos. Esta é a história de Ria e da forma como, com o tempo, se apercebe que vive uma vida que não é real. É uma história de ilusões e desilusões, de pessoas em quem confia mas que acabam por a trair...de amigos que estão lá quando ela precisa...e daqueles que ela julgava serem especiais e afinal revelam-se o oposto.
Quem nunca se desiludiu com as pessoas? Quem nunca acordou tarde para uma realidade? É por isso que este livro nos agarra, é uma história com muitas histórias que podiam ser a nossa.
 
Marylin é uma mulher diferente, com uma vida diferente e objectivos diferentes...mas muitas vezes na vida pessoas que habitam realidades opostas e fazem percursos diferentes, chegam ao mesmo destino! Ria e Marylin estão nesse ponto e, graças a algumas coincidências, conhecem-se e tomam uma decisão algo imprevisível e estranha: trocam de casas, de países, de amigos, de vidas.
 
“Uma casa na Irlanda” conta a história de como se pode brincar com o destino, se é que há algo destinado na vida.
Estas duas mulheres arriscam, abdicam das tristezas em que vivem para conhecerem outra realidade, viverem uma vida nova tal é o estado de desgaste e tristeza em que se encontram.
Desta decisão nascem oportunidades e novos sonhos.
Para mim esta é uma história memorável.
 
 
"Ria e Marylin não se conhecem – vivem a milhares de quilómetros de distância, separadas pelo oceano Atlântico: um numa grande e acolhedora casa vitoriana em Tara Road, Dublin, a outra numa casa moderna em Nova Inglaterra. Seria difícil encontrar duas mulheres mais diferentes; a vida de Ria centra-se na sua família e nos seus amigos, enquanto a de Marylin conheceu muito sofrimento. Mas quando cada uma delas precisa de sair do ambiente que as rodeia, uma troca de casas parece ser a solução ideal. Juntamente com as casa emprestadas surgem os vizinhos e os amigos, os mexericos e as especulações quando Ria e Marylin trocam de casas durante o Verão..."
Temas & Debates, 2006
 

5 comentários

Comentar post