Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

planetamarcia

planetamarcia

Fevereiro 28, 2008

A Filha da Floresta

 

Levou algum tempo até me decidir a ler Juliet Marillier, li vários comentários de grandes fãs desta autora, conversei com amigos que apreciam este género de literatura mas eu propria nunca me senti tentada por estas histórias de lendas e fantasias.
Decidi-me-me a ler "A Filha da Floresta". Foi uma leitura bastante rápida pois simplesmente não conseguia parar. E entusiasmou-me para conhecer outros livros da autora.
 
Confeso que a chamada literatura fantástica nunca me cativou...gosto de romances históricos pois adoro história, gosto de livros de conspiração e intriga...dedico também algum do meu tempo a literatura romântica...na verdade gosto de sentir que não me ligo apenas a um estilo pois acho que o melhor dos livros são os horizontes que nos abrem e a infinidade de coisas que podemos aprender.
 
"A Filha da Floresta" tem factos históricos muito bem “aconchegados” em lendas, tem feitiços e feiticeiras, curandeiras e guerreiros, mulheres cheias de intuição, uma história de amor que me fez estar intensivamente a ler para saber rapidamente o que que ía acontecer.
Com este livro o sono nunca chegava.
 
Recomendo a todos que gostem de ler, principalmente aos cépticos da literatura fantástica...como eu era!
 
O Filho das Sombras já está na mesa de cabeceira.
 
 
"Passada no crespúsculo celta da velha Irlanda, quando o mito era Lei e a magia uma força da natureza, esta é a história de Sorcha, a sétima filha de um sétimo filho, o soturno Lorde Colum, e dos seus seis amados irmãos.
O domínio de Sevenwaters é um lugar remoto, estranho, guardado e preservado por homens silenciosos e Criaturas Encantadas que deslizam pelos bosques vestidos de cinzento e mantém as armas afiadas.
Os invasores de fora da floresta, os salteadores do outro lado do mar, os Bretões e os Viquingues, estão todos decididos a destruir o idílico paraíso. Mas o mais urgente para os guardiães é aniquilar o traidor que se introduziu dentro do domínio: Lady Oonagh, uma feiticeira, bela como o dia, mas com um coração negro como a noite. Oonagh conquista Lorde Colum com os seus sedutores estratagemas; mas não consegue encantar a prudente Sorcha. Frustrada por não conseguir destruir a família, Oonagh aprisiona os irmãos num feitiço que só Sorcha pode quebrar. Se falhar continuarão  encantados e morrerão!
Então os salteadores chegam e Sorcha é capturada, quando está apenas a meio da sua tarefa... Em breve vai ver-se dividida entre o seu dever, que lhe impõe que quebre o encantamento, e um amor cada vez maior, proíbido, pelo senhor da guerra que o capturou."
 
"O melhor romance celta desde As Brumas de Avalon, de Marion Zimmer Bradley" Publishers Weekly
Bertrand Editora, 2007

2 comentários

  • Imagem de perfil

    marcia

    05.03.08

    Obrigada pela dica, nunca li nada de Bernard Cornwell mas já estive tentada, vou investigar essa trilogia.
    Quanto a Juliet Marillier comecei o segundo volume da trilogia Sevenwaters, O Filho das Sombras, espero que me entusiasme tanto como o primeiro.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.