Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

planetamarcia

planetamarcia

Janeiro 26, 2008

O Sétimo Selo

O Sétimo Selo de José Rodrigues dos Santos parte de um tema que me interessa muito, o aquecimento global e o futuro do abastecimento energético. Foi bem promovido, lançado na época de Natal e tem vendido bastante.

 

Mas tenho de admitir que ficou aquém das minhas expectativas. Penso que o autor se repete demasiado e torna a leitura maçuda e aborrecida; acho que o tema e a história não justificam as quase 500 páginas.

Confesso que tinha a ideia que o local de acção da trama seria na Antártida, pela própria capa do livro, pela sinopse e também pela divulgação que o livro teve no suplemento da Revista Volta ao Mundo de Novembro de 2007. Não culpo ninguém pois provavelmente fui eu que me deixar levar por essa ideia, mas a Antártida fascina-me muito e fiquem um pouco desiludida por apenas haver uma curta referência inicial.

 

Já tinha ficado com uma opinião semelhante quando li o "Codex 632". O herói de ambas as histórias é o mesmo, Tomás Noronha, um historiador que acaba por se envolver em várias aventuras, mantendo em paralelo os seus problemas da vida pessoal, o que sinceramente me parece desnecesario.

Ou seja, acho ambos os livros com uma estrutura muito semelhante.

 

Considero que o José Rodrigues dos Santos desenvolveu um excelente trabalho ao escrever  " A Filha do Capitão". Não sei se o género literário que explorado no Sétimo Selo será o mais adequado às suas capacidades, a verdade é que não me cativou muito.

 

 

"Um cientista é assassinado na Antártida e a Interpol contacta Tomás Noronha para decifrar um enigma com mais de mil anos, um segredo bíblico que o criminoso rabiscou numa follha e deixou ao lado do cadáver.

O mistério em torno do número da Besta lança Tomás numa aventura de tirar o fôlego, uma busca que o levará a confrontar-se com o momento mais temido por toda a humanidade. O apocalipse.

De Portugal à Sibéria, da Antártida à Austrália, o Sétimo Selo transporta-nos numa empolgante viagem às maiores ameaças que se erguem à sobrevivência da humanidade.

Baseando-se em informação cientifíca actualizada, José Rodrigues dos Santos volta com este emocionante romance aos grandes temas contemporâneos, numa descoberta que poderá abalar a forma como cada um de nós encara o futuro da humanidade e do nosso planeta."

 

Gradiva, 2007

 

20 comentários

Comentar post