Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

planetamarcia

planetamarcia

Maio 19, 2013

Um Instante de Amor - Milena Agus - Opinião

 

“Um livro pleno de sentimento e poesia.” Il Corriere della Sera

Num dia em que fiquei doente em casa, por não ter concentração para leituras profundas, decidi-me a ler um romance lamechas e previsível. “Um Instante de Amor” tem 90 páginas, uma capa com duas cadeiras num alpendre, e a citação acima.

Achei que seria o ideal para um dia menos conseguido.

Este é um exemplo típico de que as capas são enganadoras e as citações uma pura mentira. Um livro sem ponta de amor (nem mesmo um instante), sem sentimento, e muito menos sem o (desta vez) esperado viveram felizes para sempre.

Ainda gostava de saber o que é que Il Corriere della Sera entende por sentimento e poesia.

Descrições sexuais de me fazer arregalar os olhos, sem ser erótico mas também sem chegar ao pornográfico, um livro que foi uma verdadeira surpresa num dia triste. Mas nem por isso me alegrou.

Senti-me enganada e fiquei zangada. Um livro sem conteúdo. Nem as descrições das aventuras para adultos me estimularam a imaginação.

Para ajudar à festa a narradora é a neta, que nos descreve as loucuras da avó. É doentio!

“Uma vez, a propósito de não se compreenderem, conseguira arranjar coragem e com o coração a parecer sair-lhe do peito de tão forte que batia perguntara ao avô se, depois de a conhecer melhor, não que conhecê-la melhor fosse lá grande coisa, não senhor, mas, enfim, se depois de ter vivido com ela durante todo aquele tempo e já não tendo necessidade da ir à casa de passe, gostava dela. O avô esboçou uma espécie de sorriso íntimo, sem olhar para ela, e dera-lhe uma palmada no traseiro e não tinha pensado minimamente em responder-lhe. Outra vez durante uma prestação que não podia descrever ao Veterano, o avô declarara que ela tinha o cu mais bonito que ele já tinha possuído em toda a sua vida. Enfim, o que podemos nós saber, a sério, mesmo dos que nos são mais próximos?” (Pág. 47)

Sinopse

“Um Instante de Amor” conta-nos a história de uma mulher extraordinária que viveu em Cagliari, na Sardenha, durante a Segunda Guerra Mundial. A rigidez do meio onde nasceu não se compadece com a sua natureza sonhadora e romântica e, embora seja extremamente bonita, os homens estranham-na, e o amor teima em fazer-se esperar. Atormentada pelo desejo que um casamento de conveniência não aplacou, reinventa a sua própria vida, num rasgo de erotismo e poesia, belo e assombroso como o próprio romance que veio confirmar Milena Agus como uma voz única da atual narrativa italiana.”

Presença, 2010

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.