Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

planetamarcia

planetamarcia

Janeiro 20, 2008

O Bailarino

Li este livro em 2004 e considerei excelente; comprei-o na Feira do Livro de Lisboa onde gosto sempre de ir e descobrir algumas coisas pouco conhecidas...penso que este livro não foi muito divulgado, ou então o público pura e simplesmente não o apreciou.

 

A mim agradou-me muito, li-o rapidamente.

Confesso o meu estado de ignorância em relação à vida de Rudolf Nureyev, antes de ler "O Bailarino"; por um lado até foi bom não saber praticamente nada pois dessa forma o livro foi uma total surpresa, revelou-me os pormenores da vida pessoal e profissional deste mito do bailado.

Faz um bom contexto histórico, sempre acompanhando o passar dos anos na vida de Nureyev com os desenvolvimentos políticos vividos na Russia bem como a sua influência a nível internacional.

 

"Um camponês russo que se tornou uma lenda internacional, um exilado da guerra fria que inspirou a adoração de milhões, um artista cujo nome era sinónimo de génio, sexo e escesso. A magnificência da vida e do trabalho de Rudolf Nureyev é conhecida, mas agora Colum McCann, no seu mais ambicioso e ousado romance até à data, reinventa esta figura fortemente erótica através da luz que ele espalhou nas vidas daqueles que o conheceram."

 

"McCann escreve como se disso dependensse o destino do mundo. Não nos preocupemos, o mundo está salvo: O Bailarino é uma obra-prima." Aleksander Hemon

 

"O Bailarino tem a respiração de um grande romance russo, único modo de contar a vida de Nureyev." Frank McCourt

 

Bizâncio,  2003