Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

planetamarcia

planetamarcia

Setembro 22, 2011

O Vale dos Cinco Leões - Ken Follett - Opinião

 

Ken Follett levou-me mais uma vez por páginas de muitas aventuras e emoções, com muita adrenalina. Do que li até hoje do autor nunca saio desiludida, é brilhante no romance histórico mas com um talento especial para teorias da conspiração e histórias de espionagem. Aprecio muito os romances longos de vários volumes, mas sou uma fã dos livros isolados em que a acção se desenrola em 300/400 páginas, lidas de forma compulsiva e sedenta.

“O Vale dos Cinco Leões”é mais um romance cheio de mistérios e intriga. A acção decorre no Afeganistão na década de 80. Jane é um dos vértices de um triângulo amoroso, nos outros extremos estão Ellis e Jean-Pierre, que não só lutam pelo amor de Jane mas são também rivais em termos politico/ideológicos. Ellis é um agente da CIA e Jean-Piere espião do KGB. Jane deixa Ellis quando descobre qual a sua “profissão”, casa com Jean-Pierre sem fazer ideia dos seus segredos, para ela Jean-Pierre é médico.

No meio de todas estas mudanças, Jane acompanha o marido que parte para o Afeganistão, muda completamente a sua vida julgando que está a participar numa acção humanitária quando o papel de médico de Jean-Pierre é um disfarce para as suas actividades de espião. A trama adensa-se quando Ellis parte também para o Afeganistão, numa missão da CIA para combater o domínio Russo. Ellis nunca esqueceu Jane mas quando a revê ela está casada há um ano e tem uma filha.

A partir deste momento não pude parar de ler, entre os movimentos de espionagem e o reencontro de Elis e Jane não sei qual das situações me prendia e me aguçava mais a curiosidade. A determinada altura a vida dupla de Jean-Pierre é exposta a Jane, que se sente enganada pela segunda vez. A partir daqui tem início uma fuga complexa, se calhar um bocadinho exagerada recheada de pormenores impossíveis, mas como os heróis não existem na vida real, é bom viver com os livros estas situações de emoção ao limite.

Uma leitura que me proporcionou bons momentos de entretenimento, me divertiu, emocionou e por vezes me levou os nervos aos píncaros! Tenho em casa mais dois livros de Ken Follet para ler… ainda bem!

Sinopse

“Jane, uma inglesa corajosa e sensual, é apanhada num triângulo amoroso mortífero, entre os espiões rivais Ellis e Jean-Pierre. Amor, ódio e engano levam-nos de conspirações terroristas em Paris à guerra e aos guerrilheiros no Afeganistão.”

Bertrand, 2010

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.