Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

planetamarcia

planetamarcia

Julho 17, 2011

A Ameaça - Ken Follet - Opinião

 

Já o referi diversas vezes: Ken Follet não desilude!

É esta a sensação após a leitura de “A Ameaça”, um livro de muita emoção sobre o assalto a um laboratório e o roubo de um vírus mortal. Conspiração, terrorismo e muita acção, só deixam que o livro se feche na última página.

Apesar de preferir o trabalho do autor no registo do Romance Histórico, são inegáveis as suas capacidades de criar ambientes de suspense, argumentos inteligentes e personagens interessantes.

Dou por mim sem muitas palavras para acrescentar, dado já ter lido vários livros de Ken Follet e todos merecerem, quanto a mim rasgados elogios. Adoro e pronto! Quando pego num livro dele já sei que vou gostar e absorver informação sobre qualquer que seja o tema. Ler é conhecer, viajar e aprender!

Quero ler todos os livros dele, dos vários géneros, deixar-me levar pelas vidas e percursos de personagens sempre cativantes e cheias de características particulares.

“A Ameaça” não foi dos que gostei mais mas é, como seria de esperar, excelente. Não me vou alongar, quem quiser ler só tem a ganhar se pouco ou nada souber. Para se entusiasmarem deixo a sinopse, não demasiado reveladora (ainda bem!)

Sinopse

“Unanimemente considerado um dos mestres actuais do policial, Ken Follett tem a capacidade única de, a cada novo romance, reinventar o próprio thriller. Em A Ameaça, um poderoso agente antiviral desaparece misteriosamente das instalações da Oxenford Medical, uma empresa farmacêutica que está a desenvolver um antivírus para uma das mais perigosas variedades do Ébola. Quem o poderá ter roubado? E com que obscuras intenções? Toni Gallo, responsável pela segurança da empresa, está profundamente consciente da terrível ameaça que o seu desaparecimento pode significar. Mas o que Toni, Stanley Oxenford, o director da empresa, e a própria polícia vão encontrar pela frente é um pesadelo capaz de ultrapassar os seus piores receios… Traições, violência, heroísmo e paixão num thriller absolutamente brilhante.”

Presença, 2011

1 comentário

Comentar post