Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

planetamarcia

planetamarcia

Setembro 05, 2010

As Velas Ardem até ao Fim - Sándor Márai - Opinião

 

Um livro do qual nunca li uma opinião negativa, o que elevou bastante o meu interesse. A possibilidade de o adquirir numa promoção de Verão levou-me a esta leitura que, apesar de breve (um dia), foi muito positiva.

De uma riqueza literária suprema, “As Velas Ardem até ao Fim” é um livro que faz viajar no espaço, no tempo e nas vidas de dois homens que em tempos foram amigos e que têm necessidade de, já na velhice, ter uma última conversa.

Fiquei encantada com a escrita sublime a com a perfeição das frases e a conjugação das palavras. A acção decorre ao longo de uma noite e descreve o reencontro de dois homens que não se viam há 41 anos; é uma noite de reflexões, desabafos, acusações, perguntas sem resposta e respostas encontradas sem perguntas. Do diálogo entre estes dois homens ficamos lentamente a conhecer os factos do passado, desde o surgimento da amizade enquanto crianças, até às razões que, já em adultos originaram o afastamento e a separação.

Altamente recomendado!

Sinopse

“Um pequeno castelo de caça na Hungria, onde outrora se celebravam elegantes saraus e cujos salões decorados ao estilo francês se enchiam da música de Chopin, mudou radicalmente de aspecto. O esplendor de então já não existe, tudo anuncia o final de uma época. Dois homens, amigos inseparáveis na juventude, sentam-se a jantar depois de quarenta anos sem se verem. Um, passou muito tempo no Extremo Oriente, o outro, ao contrário, permaneceu na sua propriedade. Mas ambos viveram à espera deste momento, pois entre eles interpõe-se um segredo de uma força singular...”

Dom Quixote, 2009 

2 comentários

Comentar post