Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

planetamarcia

planetamarcia

Novembro 05, 2011

"Amigas para Sempre" O novo romance de Fátima Lopes

 

Depois dos sucessos alcançados com os anteriores livros, Fátima Lopes regressa à escrita com um novo romance intitulado Amigas para Sempre. Quatro Mulheres, Quatro segredos, Quatro Vidas em busca da Felicidade. Esta é obra que nos leva numa viagem até ao universo feminino, que mostra como podemos (re)descobrir os valores fundamentais da vida como o amor e amizade.

O lançamento deste livro ocorre no dia 10 de Novembro, às 18h30, no El Corte Inglés. A apresentação é feita pela Dra. Teresa Caeiro e pela Fernanda Serrano.

Há sempre tempo para mudar e para conseguir o que de melhor a vida tem para nos oferecer. Chega de viver a vida a meio gás. Com medo. Limitadas por barreiras que nós próprias construímos, mas que na verdade não existem. Quando se quer, a vida está sempre pronta para nos dar uma segunda oportunidade. Basta vivê-la, sem fazer batota.»

Ana, Joana e Raquel reúnem-se para comemorar os 40 anos de Carla. Mas o que se esperava ser, apenas, um jantar de aniversário animado entre amigas, cedo se transforma numa noite emocionante, onde se vão revelar segredos há muito escondidos e fazer descobertas surpreendentes que irão transformar para sempre as vidas de cada uma destas mulheres. Depois desta noite, Ana, Joana, Raquel e Carla não voltaram a ser as mesmas. Mas a amizade que as une vai-se tornar mais forte e sincera do que nunca.

FÁTIMA LOPES é um dos rostos mais conhecidos dos portugueses. O seu trabalho de vários anos tem sido reconhecido regularmente através de prémios como «Prémio Profissional do Ano» atribuído pelo Rotary Club de Setúbal-Sado, em 2007, o «Troféu da Verdade», atribuído pela revista Eles & Elas, em 2007, ou o prémio «Melhor Apresentadora de Entretenimento», atribuído pela Casa da Imprensa, em 2004. Em 2006, Fátima Lopes publicou o seu primeiro romance Amar Depois de Amar-te que vendeu cerca de 100 mil exemplares em Portugal, tornando-se num dos bestsellers de 2006. Em 2007, foi também editado em Espanha com grande sucesso. Editou Um pequeno Grande Amor e A Viagem de Luz e Quim. Atualmente, podemos vê-la na TVI, todas as tardes, no programa A Tarde é sua um programa à medida da sua apresentadora. A sua estreia em televisão aconteceu em 1994, na SIC, com o programa Perdoa-me. Seguiram-se os programas All You Need is Love, Surprise Show, Fátima Lopes, SIC 10 Horas e Fátima. Apresentou os desfiles Moda Paris e Moda Roma, Portugal Fashion e a Gala dos Globos de Ouro 2003, 2004 e 2005. Licenciada em Comunicação Social, Fátima Lopes estreou-se como cronista no Diário Popular e na Rádio Minuto e escreveu guiões para filmes institucionais.

Novembro 03, 2011

Minha Querida Inês, o primeiro romance histórico de Margarida Rebelo Pinto nas livrarias a 10 de Novembro

 

Margarida Rebelo Pinto, a autora mais lida em Portugal, com mais de um milhão de exemplares vendidos, regressa às livrarias com o seu primeiro romance histórico.

Minha Querida Inês é fruto de vários anos de investigação histórica misturada com a paixão por mulheres fortes, sem perder o tom intimista e inconfundível a que nos habituou e cuja presença tem sido uma constante na obra de Margarida Rebelo Pinto.

O 18º livro da autora marca uma nova incursão pelo mundo dos romances históricos, que após uma década de obra publicada, sentiu o apelo para se dedicar a uma das suas heroínas preferidas.

«É o maior desafio literário a que já me propus, por ser diferente de tudo o que escrevi até agora, mas acredito que os meus leitores, que também cresceram comigo, vão gostar muito de descobrir que Inês de Castro não era nem uma vítima passiva nas mãos do Rei e dos seus conselheiros que decretaram a sua morte, nem uma bruxa malvada que queria roubar o reino de Portugal. Eu escrevo com os nervos à flor da pele e espero que os meus leitores sonhem, vibrem e sofram com a minha heroína, tal como aconteceu com personagens de romances anteriores. Ela era uma mulher igual a nós, a viver no século XIV, num tempo dominado pelas trevas e pelo medo, que não teve medo de amar nem de lutar pelo seu amor.

A minha Inês é uma mulher corajosa e apaixonada que fala sem pudor da sua vida íntima e da sua visão do amor, da família, de Deus e do mundo.

Inês morre por amor. Se foi “a ruça que queria roubar o reino”, ou apenas vítima de uma intriga política, nunca o saberemos. A Inês que aqui vos deixo é uma mulher inteira, de carne e osso, com cabeça, coração e estômago, que sente e que pensa à frente da sua época e, por isso mesmo, sábia e intemporal.»

7 Capítulos a que correspondem os primeiros 7 dias de 1355, os últimos 7 dias de Inês de Castro, a maior heroína romântica da História de Portugal

Margarida Rebelo Pinto nasceu em Lisboa a 7 de Junho. É licenciada em Línguas e Literaturas Modernas pela Universidade Clássica de Lisboa. Iniciou a actividade jornalística aos vinte e dois anos em O Independente e no Se7e, destacando-se desde logo como cronista. Foi copywriter em diversas agências de publicidade, repórter da RTP e autora de conteúdos para televisão.

Em 1999, publicou o seu primeiro romance, Sei Lá, vencedor do 1º Prémio Literário FNAC no ano seguinte.

Desde então, foi construindo uma sólida obra literária composta por oito romances, seis livros de crónicas e pequenas ficções e dois livros infantis. Paralelamente, manteve sempre uma presença activa na imprensa com crónicas regulares em diversas publicações, como Elle, Dna, Maxmen e Selecções do Reader`s Digest. Actualmente, assina uma crónica no semanário Sol e colabora nas revistas Máxima e Egoísta.

A sua obra está publicada na Europa e na América Latina. É a autora portuguesa mais lida no seu país, tendo já vendido mais de um milhão de exemplares.

PVP: 15,90 €

240 Páginas

Novembro 01, 2011

Novidades ASA em Novembro

 

 

 

UMA MENINA DE BOAS FAMÍLIAS - De Elizabeth Edmondson

Ela não é o que parece…

Em 1932, três amigas vão estudar para Oxford: Verity, filha de um pastor anglicano; Lady Claudia, uma jovem aristocrata; e Lally, filha de um senador. Vee, uma impetuosa maria-rapaz, planeia usar a sua liberdade para corrigir tudo o que falhou na sua infância desprovida de amor. O seu fascínio pelo jovem Alfred abre-lhe as portas das misteriosas sociedades secretas e irá conduzi-la a uma imprevisível carreira como agente secreta. Claudia é resplandecente e intensa, e sente-se igualmente atraída por um misterioso grupo, ou melhor, por um dos seus membros em particular: o sofisticado John Petrus. É sob a sua influência que viaja para a Alemanha e se deixa enredar nos meandros do fascismo. Entre duas personalidades tão fortes, Lally, a americana glamorosa, tenta manter viva a chama da amizade mas, na verdade, está céptica e preocupada com as opções e crenças extremas das suas amigas. Mas o assustador ano de 1938 traz consigo a desilusão e Vee decide partir para a Índia. Uma decisão tempestuosa, ensombrada pelo perigo e pelo receio da guerra. Uma viagem que mudará para sempre a sua vida e a das suas amigas.

Elizabeth Edmonson nasceu no Chile e cresceu em Calcutá e Londres, antes de ir estudar para Oxford. Divide actualmente o seu tempo entre Itália e Inglaterra. Está casada com um historiador de arte e tem dois filhos. Na ASA estão também publicados com grande sucesso os seus romances Uma Villa em Itália, A Arte de Amar, A Casa do Lago e Uma Mansão na Bruma.

Para mais informações sobre Elizabeth Edmondson e a sua obra visite o blogue Chocolate para a Alma

chocolateparaalma.blogs.sapo.pt

N.º Páginas: 560

Preço: 15,90€

1ª Edição: Novembro de 2011

 

JESUS, O HOMEM QUE ERA DEUS - De Max Gallo

Aos pés da cruz erguida no monte Gólgota, Flávio, o centurião romano encarregado de comandar o suplício, vê Jesus de Nazaré agonizar em silêncio. À sua volta, ressoam gritos de ódio e altercações, mas também orações e lágrimas. E quando o condenado morre e um trovão rasga os céus, nasce dentro de Flávio uma dúvida lancinante: e se aquele homem fosse realmente o Filho de Deus? Encarregado por Pilatos de vigiar os “onze lunáticos e as poucas mulheres” que se dizem discípulos de Jesus, o centurião decide reconstituir os seus passos, guiando-nos pelo périplo breve e intenso dos seus trinta e três anos de existência terrestre. Uma obra feita de emoção e reflexão, que nos envolve na mais extraordinária história de todos os tempos.

“Sejam quais forem os fenómenos inesperados que o futuro nos reserva, Jesus não será ultrapassado. O seu culto rejuvenescer-se-á constantemente; a sua lenda provocará lágrimas infindas; o seu sofrimento enternecerá os corações mais bondosos; todos os séculos proclamarão que entre os filhos dos homens nunca nasceu um maior do que Jesus.”

Ernest Renan

Max Gallo nasceu em 1932, em Nice, França. Professor de História, doutorado em Letras, dedicou-se ao ensino até entrar no mundo do jornalismo e ocupar funções políticas como secretário de Estado, porta-voz do governo ou deputado europeu. Escreveu uma vasta obra, que contempla ficção e não-ficção. Nas suas obras de ficção reconstitui os grandes momentos da História e o espírito de uma época. É também autor de biografias de grandes personagens históricas, como de Gaulle, César, Victor Hugo ou Napoleão. É membro da Academia Francesa desde 2007 e Comendador da Legião de Honra de França desde 2009.

N.º Páginas: 304

Preço: 15,90€

1ª Edição: Novembro de 2011

 

AUTOBIOGRAFIA - De Agatha Christie

Agatha Christie ficará para sempre conhecida como a Rainha do Crime. Publicada em todo o mundo, os seus livros estão traduzidos para mais de cem línguas e venderam já mais de dois mil milhões de exemplares. Um sucesso à escala planetária, ao qual a autora contrapôs uma vida pessoal envolta em mistério. Mas, embora se tivesse mantido afastada das luzes da ribalta, escreveu secretamente uma autobiografia. Publicada apenas após a sua morte, revelou-se tão fascinante que foi imediatamente considerada a sua melhor obra! Com rara paixão e audácia, Agatha Christie fala-nos sobre a sua infância no final do século XIX, as duas guerras mundiais que testemunhou, os dois casamentos e as experiências como escritora e entusiasta de viagens e expedições arqueológicas, em que participava ativamente com o segundo marido. Uma obra que revela a face humana e surpreendentemente extravagante por detrás da mais lendária escritora do século XX.

Nascida em Torquay em 1890, Agatha Christie começou a escrever durante a Primeira Guerra Mundial. Entre romances de mistério, poesia, peças para rádio e teatro, contos, documentários, uma autobiografia e seis romances publicados sob o pseudónimo de Mary Westmacott, é autora de cerca de trezentas obras. No entanto, foi sempre uma pessoa bastante reservada e, apesar de Hercule Poirot e Miss Marple serem personagens conhecidos em todo o mundo, a autora era para os seus leitores um enigma que apenas a publicação da sua autobiografia veio desvendar. Deixando para trás um legado universal celebrado em mais de cem línguas e com inúmeras adaptações para teatro, cinema, televisão e rádio. A Rainha do Crime, ou Duquesa da Morte (como ela preferia ser apelidada), morreu a 12 de janeiro de 1976. A sua obra, essa, mantém-se intemporal.

Para mais informações pode consultar o site oficial da autora em

www.agathachristie.com

N.º Páginas: 744

Preço: 19,00€

1ª Edição: Novembro de 2011

Novembro 01, 2011

Novidades LIVROS D'HOJE em Novembro

 

 

PETO - De Paula Cairo

O Peto apareceu na rua, ainda bebé, e lá viveu durante doze longos anos, comendo dos caixotes do lixo. A certa altura, duas senhoras repararam nele e foram-no protegendo como podiam, dando-lhe comida e água. E ele por ali foi ficando. Foi recolhido duas vezes por pessoas que o voltaram a abandonar porque, afinal, era grande demais ou deixava a casa cheia de pelos. Na sua vida na rua, foi agredido diversas vezes e durante muito tempo teve dificuldade em usar as patas traseiras. Foi também atropelado mais do que uma vez. Chegou a ser esfaqueado na barriga. Tinha Leishmaniose, e por dormir tantos anos ao relento sofria ainda de artrite, passando a ter de tomar medicação quatro vezes ao dia. Foi atacado diversas ocasiões por cães com «donos perigosos» e o seu corpo ficou marcado por várias cicatrizes.

Enfrentou duas denúncias de vizinhos, que não o queriam ali. Numa das vezes acabou num canil para ser abatido, como tantos outros cães vadios. Mas foram buscá-lo e ele voltou à sua rua. A sua sorte mudou quando, um dia, Paula, reparou no cão meigo e triste que se arrastava cheio de sangue, terra e pó. Começou por lhe limpar as feridas. Acabou por saber a sua história e seis meses depois, em Novembro de 2005, levou-o para casa e encheu-o de amor. Peto escapou da morte nesse inverno.

PAULA CAIRO nasceu em Palmela e vive por acaso no Seixal. Passou parte da infância no Alentejo onde conviveu com toda a espécie de animais e desde que se lembra sempre os adorou por os considerar seres sensíveis, puros e genuínos. Para além de cães e gatos teve um pato, um porco, uma galinha, uma pomba e ratos de estimação. Todos, em alturas diferentes da vida andaram por sua casa, uma imensidão de 12 assoalhadas. Sempre gostou de ouvir histórias contadas. Mais tarde começou a escrever algumas coisas, mas acabaram sempre no lixo. Mas foi o Peto que lhe deu coragem para se expor escrevendo para os outros lerem. Estes textos foram escritos ao longo de três anos. Neste momento tem três cadelas que

adotou, uma delas em cadeirinha de rodas.

N.º Páginas: 200

Preço: 15,00 €

1ª Edição: Novembro de 2011

 

ASTROLOGIA E GUIA DO AMOR 2012 - De Paulo Cardoso

O mais recente livro de Paulo Cardoso apresenta informações detalhadas sobre o que os astros lhe revelam para o próximo ano. As edições ASTROLOGIA e GUIA DO AMOR encontram-se agora reunidas num só volume, facilitando a consulta das previsões de cada Signo e as compatibilidades amorosas do leitor, ao longo de todas as semanas de 2012. Além da definição das características gerais de cada um dos Signos do Zodíaco, apontamos ainda algumas descrições mais específicas ou respostas às questões mais frequentes: «Como ama cada Signo?», «Como conquistar cada um deles?», «O que é a Astrologia?», ou «Há Livre Arbítrio?» Com tabelas que mostram mês a mês a tónica afectiva de qualquer pessoa, não só tendo em conta o Signo a que pertence, mas também a data de nascimento, temos não 12 mas 365 tipos de previsões diferentes, o que origina respostas mais personalizadas e, sobretudo, possibilita maiores vantagens nesta conjuntura tendencialmente difícil. Estando nós a viver um momento único na História, caminhando de crise em crise, não devemos ficar imobilizados perante os constrangimentos resultantes dos graves problemas sociais, mas antes usar todo o potencial que está patente nos «nossos astros» de nascimento, tirando partido das nossas virtudes, desenvolvendo os nossos talentos.

Astrólogo, pintor e ensaísta, Paulo Cardoso publicou até ao momento 35 livros. Oriundo de uma família de músicos e artistas plásticos, Paulo Cardoso nasceu e vive em Lisboa. Depois de terminar o curso de Química, frequentou simultaneamente o Conservatório Nacional e a Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa. Na área da Astrologia realizou, até ao momento, cerca de 18.500 estudos astrológicos, sendo considerado o mais prestigiado astrólogo português. Desde 1978 que Paulo Cardoso tem publicado trabalhos em jornais e revistas de Portugal, Espanha, França e Bélgica, e colaborado com depoimentos e entrevistas destinados à realização de documentários para as televisões portuguesas, brasileiras, inglesas e alemãs.. Colabora regularmente em dez meios de comunicação social (imprensa e internet) que, no seu conjunto, contam com uma audiência de mais de 4,5 milhões de leitores.

Editora: Livros d’Hoje 

N.º Páginas: 552

Preço: 13,90 €

1ª Edição: Novembro de 2011

Pág. 5/5