Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

planetamarcia

planetamarcia

Junho 02, 2010

Novidades Junho - Publicações Europa-América

   
     
   

 

Título: O Vampiro Lestat - I

Autora: Anne Rice

Colecção: Obras de Anne Rice

Preço: 20.89€

Pp.:  256

* Relançamento com nova capa

A mãe de todos os vampiros!

Lestat, personagem de Entrevista com o Vampiro, tem uma história para contar. O segundo volume da saga «Crónicas dos Vampiros» acompanha Lestat ao longo de várias eras, à medida que ele procura as suas origens e desvenda o segredo da sua obscura imortalidade.

Extravagante e apaixonado, Lestat mergulha nos lascivos lupanares de Paris do século XVIII, na Inglaterra dos druidas e na Nova Orleães finissecular.

Após um sono profundo de cinquenta e cinco anos, Lestat está fascinado pelo mundo moderno. Quando quebra o código de honra dos vampiros, que lhes impõe o silêncio sobre a sua condição, Lestat revela-se na esperança de que os imortais se ergam e se unam para descobrirem o mistério da sua existência. E é então que Lestat, o caçador, se transforma numa presa.

Anne Rice é a autora consagrada de vários best-sellers na área da literatura de fantasia e gótica. Entre êxitos como A Rainha dos Malditos e A Hora das Bruxas, alcançou a notoriedade com Entrevista com o Vampiro, um clássico que redefiniu e foi adaptado ao cinema por Neil Jordan.

 

Título: Issa

Subtítulo: A Maior História Nunca Contada

Autora: Lois Drake

Colecção: Contemporânea

Preço: 19.32€

Pp.: 244

Issa… a história da juventude de Jesus.

A milhares de quilómetros de Belém, duas forças poderosas e enigmáticas estão prestes a encontrar-se.

Os Kushans. Uma civilização perdida da Ásia Central com uma ordem secreta portadora do Sinete e possuidora do poder dos Antigos.

Jesus. O jovem que abandonou a pátria e a família pela Índia… e viria a tornar-se o Salvador do mundo.

Poderá a convergência entre o reino perdido dos Kushans e os «anos desconhecidos» de Jesus esclarecer o mundo moderno?

Issa: A Maior História Nunca Contada é uma crónica dessa extraordinária convergência, que tece uma dramática tapeçaria composta de pessoas, lugares e acontecimentos, cujos fios incluem o pequeno Jesus, conhecido no Oriente como Santo Issa, Maitreya, o Buda Vindouro, a família real dos Kushans, um dos Três Reis Magos e muitos outros.

Lois Drake trabalha há mais de vinte anos nas áreas do marketing e da publicidade. Nascida e criada no Sul da Califórnia, tem viajado bastante e também exerceu funções de professora primária no Alasca e na Finlândia.

Tornou-se fascinada pelos primeiros anos de Jesus depois de ler acerca da sua viagem ao Oriente, na obra Os Anos Desconhecidos de Cristo, de Elizabeth Clare Prophet. Ela ficou especialmente intrigada com a possibilidade da intersecção das viagens de Jesus pela Índia com a misteriosa raça Kushan.

É uma apaixonada pelo Tibete e a sua antiga cultura. Tem feito numerosas viagens ao Tibete na companhia do seu marido e juntos fundaram a Friendship Homes and Schools, uma organização sem fins lucrativos que começou por prestar assistência aos órfãos no Tibete e em zonas remotas da China.

A Sr.ª Drake, uma contadora de histórias talentosa, que adora escrever histórias para crianças e adultos com uma mensagem espiritual, vive em Prescott, no Arizona.

«O dom de Lois Drake para contar histórias leva-nos numa viagem à descoberta das eternas verdades espirituais. Os leitores vão adorar Issa!» Paul Davids, argumentista/realizador do filme Jesus in India

 

Título: As Aventuras de Tom Sawyer

Autor: Mark Twain

Colecção: Clássicos

Preço: 18.32€

Pp.: 228

Edição inserida nas comemorações do centenário da morte de Mark Twain

As Aventuras de Tom Sawyer (1876), o clássico de Mark Twain, narra as aventuras de um jovem rapaz no Sul dos EUA, antes da Guerra da Secessão.

Tom vive com a sua tia Polly e o seu meio-irmão Sid na cidade de St.

Petersburg, nas margens do Mississípi. Em várias tropelias e aventuras, Tom e os seus amigos procuram tesouros em casas assombradas, escondem-se numa ilha deserta e anseiam ser piratas e ladrões. E quando Tom e Huck  visitam à noite um cemitério, pois crêem que tal passeio é uma cura milagrosa para as verrugas, e testemunham um assassinato, não têm outro remédio senão fugir de St. Petersburg.

Obra clássica de Mark Twain, As Aventuras de Tom Sawyer  é um dos mais vivos retratos das aventuras da infância e da juventude e conserva a sua frescura e vivacidade. Em suma, uma obra intemporal.

Mark Twain é o pseudónimo literário de Samuel Langhorne Clemens (1835-1910), popular autor americano e jornalista famoso pelo seu humor. Foi tipógrafo e piloto de barcos a vapor no Mississípi durante a guerra civil americana.

Escreveu livros de viagens e celebrizou-se com as obras As Aventuras de Tom Sawyer e As Aventuras de Huckleberry Finn.

 

Título: O Roubo do Elefante Branco e Outras Histórias

Autor: Mark Twain

Colecção: Livros de Bolso – Série Grandes Obras

Preço: 9.55€

Pp: 216

Edição inserida nas comemorações do centenário da morte de Mark Twain

O Roubo do Elefante Branco, originalmente um conto publicado em 1882, narra a história peculiar de Hassan Ben Selim Ebu Bhudpoor, um elefante branco que percorre o longo caminho que separa a Índia da Inglaterra.

Quando a corpulenta oferenda do rei do Sião à monarca inglesa desaparece em Nova Jérsia, resta ao inspector nova-iorquino Blunt e às suas forças policiais descobrir o paradeiro do infeliz Hassan.

Mark Twain é o pseudónimo literário de Samuel Langhorne Clemens (1835-1910), popular autor americano e jornalista famoso pelo seu humor. Foi tipógrafo e piloto de barcos a vapor no Mississípi durante a guerra civil americana.

Escreveu livros de viagens e celebrizou-se com as obras As Aventuras de Tom Sawyer e As Aventuras de Huckleberry Finn.

 

Título: O Limiar da Sombra

Autor: Joseph Conrad

Colecção: Livros de Bolso – Série Grandes Obras

Preço: 9.55€

Pp: 160

«Uma súbita comoção de ansiosa impaciência percorreu as minhas veias e deu-me uma tal sensação de intensidade de vida como eu nunca sentira até então.» Escrito em 1915, O Limiar da Sombra é baseado em acontecimentos e experiências que Conrad vivera vinte e sete anos antes e aos quais regressava obsessivamente na sua escrita. Um primeiro comando de um jovem comandante traz consigo uma série de crises: um mar sereno, a tripulação doente e um primeiro-imediato tresloucado que está convencido de que o navio é assombrado pelo espírito tenebroso de um antigo capitão.

É realmente uma obra de «súbita comoção», na qual Conrad consegue transmitir a pura intensidade de vida de um homem que, nas palavras do velho capitão Giles, está preparado para «enfrentar os seus erros, a sua má sorte, a sua consciência». Análise subtil e penetrante da natureza da Humanidade, O Limiar da Sombra investiga a masculinidade e o desejo num subtexto que contrapõe a superfície aparentemente convencional.

Joseph Conrad é um romancista e contista inglês de origem polaca. Nasceu em

1857 e morreu em 1924. Começou a escrever aos 30 anos, após ter servido na Marinha Mercante. Esta sua vivência foi determinante para alguns traços característicos da sua escrita, nomeadamente a predilecção pelo mar, pelas paisagens exóticas e pelo tema da heroicidade, tratado sempre com um certo cepticismo. Conrad é autor, entre outras obras, de Lord Jim (1900), O Coração das Trevas (1902), Nostromo (1904), O Agente Secreto (1907) e A Estalagem das Duas Bruxas (1913), todos publicados pela Europa-América.

 

Título: Billy Budd: o Marinheiro

Autor: Herman Melville

Colecção: Livros de Bolso – Série Grandes Obras

Preço: 9.55€

Pp: 144

«Billy Budd: o Marinheiro antecipa o modernismo pela sua forma, pela miríade de géneros e pela sua abrangência.» David Kirby

Autor de Moby Dick, A Baleia Branca (Publicações Europa-América, colecção «Clássicos»), obra considerada como o maior romance americano,  Herman Melville (1819-1891) foi sem dúvida um dos grandes romancistas, contistas, ensaístas e poetas da literatura do século XIX.

As suas duas primeiras obras atraíram muito a atenção do público e a obra Billy Budd: o Marinheiro (1924 — edição póstuma) não é excepção, muito pelo contrário, é uma das obras mais controversas que foram escritas no século XIX.

Testamento final de Melville, Billy Budd é, deste modo, uma fábula política e social, reveladora de várias facetas de uma época na qual vive um jovem e inocente marinheiro que se alistara à força num navio de guerra britânico, na altura da Revolução Francesa. Injustamente acusado de instigar uma rebelião, Billy tem de enfrentar um universo exclusivamente masculino em que as relações de poder se aguçam, ao ponto de o jovem marinheiro matar o delator Claggart diante do seu capitão Vere.

Inocente, Billy, cuja voz estava silenciada pela emoção, terá o destino ditado pela incontornável lei da Marinha: a morte.

 

Título: Viagem Extraordinária no Continente das Epopeias – Vol. I

Autor: Arthur Ténor

Colecção: Europa-América Juvenil

Preço:  15.90€

Pp.: 168

TERCEIRO LIVRO DA SAGA «VIAGEM EXTRAORDINÁRIA»

Thédric Tibert, o intrépido explorador dos mundos imaginários, recebeu um pedido de socorro de Lizlide, a elfa da Floresta de Esmeralda.

Dando somente ouvidos à voz do seu coração, Thédric regressa ao reino das Sete Torres, com o objectivo de a salvar. É nessa altura que descobre que ela foi raptada por um misterioso traga-almas  que planeia divertir-se muito à custa dos dois heróis.

Este monstro recebe-os no continente de todos os perigos: o Continente das Epopeias...

 

Título: O Kama Sutra Moderno

Subtítulo: O Guia do Prazer Erótico

Autora: Sylvie Sperandio

Colecção: Sexo Perfeito

Preço: 15.75€

Pp.:  160

- O seu parceiro tem pouca imaginação?

- Caiu na rotina?

- O tédio ameaça a sua vida amorosa?

Há muitas formas de ter uma vida sexual feliz e alcançar o êxtase e a plenitude. Das relações tradicionais ao sadomasoquismo, passando pela sodomia e pelo sexo oral, este livro  apresenta vários meios de reencontrar o prazer e apimentar uma relação.

Aprenda a dominar a arte do strip-tease, descubra os segredos de uma massagem sensual e conheça acessórios eróticos. O Kama Sutra Moderno — O Guia do Prazer Erótico é o livro ideal para viver com muito mais prazer.

DISPONÍVEL A PARTIR DE 7 DE JUNHO

 

Título: Como Ser um Óptimo Pai Divorciado

Autores: Simon Baker e Alley Einstein

Colecção: Saber Viver

Preço: 18.72€

É altamente improvável que consiga ver algo de bom na situação infeliz em que se encontra. Mas há realmente um aspecto positivo nisto tudo.

Você e as suas crianças embarcaram numa nova aventura juntos. Se agir da maneira correcta, irá alterar a vossa relação, que se tornará uma ligação extremamente positiva, a um nível muito mais profundo.

Enquanto divorciado, pode ter uma relação com as suas crianças ainda melhor do que a que tinha durante o casamento. Este é um facto que vale a pena lembrar e alcançar.

Não, não vai ser fácil no princípio, mas vai tornar-se gradualmente mais fácil.

Escrito por um pai divorciado para outros pais divorciados, este livro revela que há coisas com as quais vai ter de aprender a lidar, como algumas situações que deixava sempre a sua ex-mulher  resolver. Mas esta é uma fase da sua vida que irá deixar para trás. E quanto mais se concentrar em pôr as crianças em primeiro lugar e em manter uma relação do tipo «estritamente profissional» com a sua ex mais depressa isso vai acontecer.

Junho 02, 2010

Novidades Junho - Planeta

  

  

O Livro Inacabado de Dickens - Matthew Pearl retoma um dos maiores mistérios da literatura

Baseado em factos verídicos e partindo da obra O Mistério de Edwin Drood, de Charles Dickens, Matthew Pearl reabre um dos maiores mistérios da história da literatura e retoma uma velha curiosidade com décadas de existência.

«Dickens não poderia ter feito melhor.» | Globe & Mail

«Altamente recomendado.» | Library Journal

Quando morreu, em 1870, Charles Dickens estava a escrever O Mistério de Edwin Drood, um romance policial, novidade na altura, a pedido do seu amigo Wilkie Collins. Com 6 capítulos finalizados, a história ia apenas a meio. Como quereria Dickens terminá-la ninguém sabe, embora muito se tenha especulado desde então.

Em O Livro Inacabado de Dickens, Matthew Pearl parte deste acontecimento inesperado para recriar a Londres vitoriana, com capas e bengalas e candeeiros a gás, para mergulhar nos antros de ópio da cidade londrina, para desmontar a pirataria e a rivalidade literária entre Boston e Londres e para rever toda a obra do grande romancista inglês. Tudo isto ganha vida no romance de Matthew Pearl.

Fazendo uso de flashbacks, o autor vai intercalando figuras históricas, como Osgoog, editor da Fields & Osgood, com personagens ficcionadas, factos reais com situações imaginadas, muita intriga, homicídios, reviravoltas inesperadas e até um louco que diz que se chama Dick Datchery, uma personagem do romance incompleto de Dickens.

Quando a notícia da morte inesperada de Dickens chega aos escritórios da sua editora em Boston, Osgoog decide partir para Londres na esperança de encontrar o manuscrito de Dickens. Para ele, não se trata apenas de resolver um mistério mas também de uma tentativa de salvar a sua editora da ruína financeira em que se encontra.

Mas localizar a continuação do romance de Dickens revela-se mais difícil e perigoso do que Osgood inicialmente previra. E, afinal, haverá conclusão para a história iniciada por Dickens?

Charles Dickens é um nome incontornável da literatura anglo-saxónica. Os títulos dos seus livros formam uma enorme lista de êxitos, Oliver Twist, David Copperfield e Grandes Esperanças, entre outros.

Sobre O Livro Inacabado de Dickens

«Um thriller brilhante e emocionante.» | Booklist

 «Matthew Pearl é um escritor surpreendentemente talentoso.» | Julia Keller, Chicago Tribune

 «Engenhoso.» | Guardian

«Um extraordinário exercício de imaginação.» | Kirkus Review

«Um policial genuíno… que ecoa na actualidade.» | New York Times

«De longe o melhor livro de Matthew Pearl.»| Globe & Mail

 «Um enredo cheio de incidentes, coincidências, reviravoltas e momentos dramáticos que, em conjunto, resultam numa grande emoção.» | Booklist

«Extremamente inteligente… bem escrito e bem documentado.» | LA Times

«Emocionante.» | Daily Mail

Sobre Matthew Pearl

Matthew Pearl nasceu em Nova Iorque, em 1975, e estudou em Harvard e em Yale. O seu livro de estreia, O Clube de Dante, está publicado em mais de 40 países e é bestseller internacional. A Sombra de Poe é o seu segundo romance e, tal com o anterior, foi bastante elogiado pela crítica e pelos leitores.

Informação Técnica:

382 Páginas │ PVP: 18,82 €

Tradução de António Carlos Carvalho

Disponível a partir de 7 de Junho

A Abadia Profanada - Montserrat Rico Góngora desvenda artimanhas de Himmler

Montserrat Rico Góngora estreou-se entre nós com Passageiros da Neblina, um romance que, segundo Vítor Quelhas (no Expresso), «embora por vezes denso, interessa não só aos leitores de literatura histórica e de mistério mas também aos mais fascinados pelo esotérico e o romântico.»

A Abadia Profanada, tal como o anterior livro da autora, é um romance baseado em factos reais. A história parte de um acontecimento histórico, a visita de Heinrich Himmler, um dos homens mais poderosos da Alemanha Nazi, em Outubro de 1940, à abadia de Montserrat (em Barcelona) e desenrola-se em torno da demanda do Santo Graal. Diz a lenda que o Cálice Sagrado foi levado para o Mosteiro de Montserrat pelos últimos templários e que aí foi escondido numa das grutas da montanha.

Partindo deste acontecimento, que supostamente fazia parte das investigações acerca da localização do Santo Graal, algo que há muito fazia parte dos planos do regime Nazi, Montserrat investigou a obsessão de Himmler em torno do Santo Graal, chegou à fala com um monge que o conheceu e teceu uma história onde se vislumbram as tendências esotéricas do regime chefiado por Hitler.

Numa entrevista da autora concedida a Europa Press, Rico Góngora assegurou que o Nazismo «procurava um talismã que o ajudasse a vencer a guerra e a prolongar o Reich» e, por ele, lançou-se numa busca em diferentes pontos da Europa.

A história tem início na violenta discussão entre Himmler e o monge Ripoll, em Montserrat, cuja visita a Barcelona acabou eclipsada devido ao facto de ter tido lugar no mesmo dia em que se deu o encontro entre Franco e Hitler, em Hendaya, e prossegue com Montserrat Rico Góngora a reconstruir toda uma época determinante para um novo rumo mundial.

Sobre Montserrat Rico Góngora

Montserrat Rico Góngora nasceu em Barcelona, em 1964, embora tenha residido sempre em Badalona. É colaboradora habitual de numerosas revistas (Alhora, Historia y Vida e Andalucía en la Historia) e de programas de rádio. Participa activamente em tertúlias literárias, oficinas de escrita e júris de certames literários.

Como escritora, publicou narrativas, relatos breves, literatura juvenil e poesia. A sua obra valeu-lhe o prémio dos XXXIII Jogos Florais de Campo de Cartagena, bem como o Prémio Palco, como reconhecimento da sua trajectória profissional.

O romance A Abadia Profanada é um grande êxito, quer de vendas quer da crítica; a qualidade da sua escrita foi salientada em meios de comunicação como The Independent, La Stampa e L’Express.

Informação Técnica:

272 Páginas │ PVP: 16,76 €

Tradução de Cristina Vaz

Disponível a partir de 7 de Junho

Junho 02, 2010

Porto Editora - Dicionário Chinês - 出版社 Porto Editora – 新闻稿

 

Está disponível o Dicionário Académico Chinês-Português/Português-Chinês, uma obra de referência no mercado editorial, que constituirá um instrumento indispensável para estudantes, professores, profissionais e para todos os que se interessam pelo chinês e pela língua portuguesa.

O dicionário reúne mais de 25 500 entradas e exemplos e cerca de 36 500 traduções, apresentando um vocabulário corrente e actual que contempla também variantes lusófonas. Os inúmeros exemplos de uso e locuções permitem uma rápida e correcta comunicação.

Com a entrada em vigor do Acordo Ortográfico da língua portuguesa, esta obra regista as novas grafias, mantendo também as grafias anteriores na versão Português-Chinês. Inclui, igualmente, um Guia do Acordo Ortográfico que esclarece sobre as principais alterações decorrentes da reforma ortográfica portuguesa.

De fácil consulta e utilização, o dicionário apresenta índices dos radicais e dos ideogramas chineses, mandarim com caracteres simplificados, transcrição em pinyin (sistema fonético chinês) de todos os termos chineses e transcrição fonética das entradas portuguesas.

O dicionário foi elaborado por Ana Cristina Alves (欧安娜), estudiosa da língua e cultura chinesas, que viveu em Pequim e Macau, onde leccionou chinês e português no Centro de Difusão de Língua Portuguesa, no Centro Português de Estudos do Sudeste Asiático, no Instituto Politécnico e na Universidade de Macau. A revisão da obra foi realizada por Sónia Ao Sio Heng (區少卿), que lecciona português para estrangeiros na Universidade de Macau.

Pág. 6/6