Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

planetamarcia

planetamarcia

Dezembro 21, 2008

A Ilha

Terminei a leitura deste livro há pouco. Suscitou-me curiosidade desde que saiu mas confesso que foi após a leitura do comentário da flicka que me decidi a ler.

  

Na capa a expressão “Finalmente – uma leitura de Verão com alma!” não diz muito…o que é ma leitura de Verão? Um daqueles livros mais leves? Um romance cor-de-rosa para ler na paria? Este livro não é nada disso…mas definitivamente é uma história com alma!
É uma saga familiar que parte da actualidade e caminha pelo passado pondo a nu segredos que Alexa, a personagem que procura respostas sobre o passado da sua família, vem a descobrir na companhia de uma amiga de família. Apesar de ter vivido sempre em Inglaterra Alexa aproveita uma viagem a Grécia para pensar sobre a sua relação com Ed e para investigar as suas origens familiares.
Aqui descobre histórias de tragédia, doença e crime. Mas também fica a conhecer o amor e o perdão. Esta viagem marca e muda o rumo da sua vida.
Este é um livro com uma grande investigação médica sobre a doença mais antiga do mundo, a lepra. Confesso o meu total desconhecimento sobre características e factos históricos desta patologia, mas após esta leitura fiquei a conhecer muito.
Chocou-me a forma como o diagnóstico desta doença significava exclusão social e ostracismo, como os doentes eram forçados ao exílio, ao abandono da família e de tudo para se “esconderem” numa colónia de leprosos até ao fim dos seus dias.
 
Sinopse
 
"Num momento em que tem que tomar uma decisão que pode mudar a sua vida, Alexis Fieldings está determinada a descobrir o passado da sua mãe. Mas Sofia nunca falou sobre ele, apenas contou que cresceu numa pequena aldeia em Creta antes de se mudar para Londres. Quando Alexis decide visitar Creta, a sua mãe dá-lhe uma carta para entregar a uma velha amiga e promete que através dela, Alexis vai ficar a saber mais. Quando chega a Spinalonga, Alexis fica surpreendida ao descobrir que aquela ilha foi uma antiga colónia de leprosos. E então encontra Fotini e finalmente ouve a história que Sofia escondeu toda a vida: a história da sua bisavó Eleni, das suas filhas e de uma família assolada pela tragédia, pela guerra e pela paixão. Alexis descobre o quão intimamente ligada está àquela ilha e como o segredo os une com tanta firmeza."
 
Civilização, 2008

 

10 comentários

Comentar post