Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

planetamarcia

planetamarcia

Junho 13, 2010

Sete títulos antes do solstício

O solstício está a chegar e antes disso chegam sete novos títulos da Quetzal às livrarias, os primeiros da próxima estação:

Promessa, romance inédito de Vergílio Ferreira.
Vergílio Ferreira, tem-se dito nos jornais, deixou o seu espólio preparado para aqueles que vieram estudar a sua obra. Só por isso foi possível encontrar dois inéditos e, entre eles, este romance. Promessa é o seu primeiro romance de ideias, conluído entre Vagão J e Mudança. Em Promessa está já presente o que virá a ser um dos temas fundamentais da obra de Vergílio Ferreira, o herói existencialista: os seus conflitos e dramas interiores, o combate pela liberdade e pela generosidade, o confronto com o racionalismo.
Elza, a Garota, de Sérgio Rodrigues
Estamos em 1936 e o secretário-Geral do Partido Comunista do Brasil tinha uma amante de 16 anos que foi assassinada pelo partido. Sérgio Rodrigues escritor e jornalista escreveu a história de Elza, a Garota.«Um romance com muita imaginação e menos ficção do que parece, que mistura lances de reportagem investigativa, de thriller policial, aventura, suspense, espionagem, reconstituindo todo um clima de época e apresentando uma trama que se desenrola num cenário de delações e intrigas, covardia, tortura, sordidez e suspeição» - disse dele Zuenir Ventura.  
Incêndio no Chiado, de François Vallejo
O Francês conseguira marcar o encontro para as 10 da manhã n’A Brasileira. Mas nessa manhã de 25 de Agosto de 1988, o fogo deflagrara no Chiado e o dia estava escuro, cheio de fumo, abrasado pelas chamas, cheio de gritos e sirenes. O Francês saiu do hotel e deixou-se levar na multidão.
François Vallejo é francês, escreveu sobre o incêndio no Chiado e virá a Lisboa brevemente.  A tradução é de Miguel Castro Henriques.
Um Jantar a Mais, de Ismaïl Kadaré
Urdindo um virtuosismo — inigualável na literatura balcânica — com crónicas da sua cidade natal e cargas tragicómicas contra as ditaduras defuntas — a otomana, a fascista e a comunista — este romance revela Kadaré no melhor da sua arte. A tradução é de Ana Cristina Leonardo.
O Desfile da Primavera – The Easter Pared, de Richard Yates
Considerado um dos grandes romances de Richard Yates, O Desfile da Primavera conta a história de duas irmãs, Sarah e Emily Grimes. Ao longo de quarenta anos, acompanhamos os caminhos que as tornam mulheres muito diferentes, embora  ambas tentando lidar com um mesmo passado difícil. Neste sombrio e magistral romance, e com mestria que caracteriza toda a sua obra, Richard Yates reforça a ideia de que não existe aquilo a que se chama uma vida normal. A tradução é de Nuno Guerreiro Josué.
Zeitoun
O que Dave Eggers encontrou na lama deixada pelo Katrina, e que deu origem a Zeitoun, é a história de carne e osso de uma única família que ele conta acertando em mais alvos e com maior vigor do que aqueles que atacaram os gigantes temáticos e históricos desta catástrofe. O resultado é grande narrativa de não-ficcional. A tradução é de Jorge Pereirinha Pires.
O Regresso de Deus
Se quisermos compreender o mundo e as suas políticas actuais, não poderemos ignorar Deus — quer acreditemos Nele, ou não. O Regresso de Deus analisa o impacto dramático que o crescimento global da fé está a ter no nosso século, iluminando os seus aspectos menos conhecidos.
John Micklethwait é editor do Economist  e Adrian Wooldridge é o chefe do departamento de Washington do mesmo jornal. Esta dupla já escreveu vários livros sobre importantes questões do nosso tempo. A tradução é de Lucília Filipe.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.