Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

planetamarcia

planetamarcia

Julho 07, 2008

Justiça Amarga

Já há algum tempo que os livros da Martina Cole me chamam a atenção nos escaparates. Na Feira do Livro de Lisboa comprei este "Justiça Amarga" . Após uma pequena conversa com o livreiro da Editora Civilização fiquei mesmo curiosa de o ler.

 

Não me desiludiu, estava preparada para uma escrita dura e crua, para as descrições frias do mundo da prostituição, violência e morte.

De certa forma impressionou-me a forma como o dia-a-dia das personagens é descrito de forma trivial, a prostituição é encarada como um emprego...e no fundo é a forma de sobrevivência de Joanie e dos seus filhos, no bairro onde vivem os modos de sobrevivência de cada um são formas de ganhar a vida e nada mais.

Algumas passagens descritivas do mundo e dos "negócios" da pedofilia podem ser mais crueis.

 

"Joanie Brewer é prostituta e tem uma vida difícil. O mais importante para ela são os seus três filhos, todos de pais diferentes, e por eles é capaz de fazer qualquer coisa. Jon Jon tem 18 anos e faz parte de um gang, Jeannette tem 14 anos, consome drogas, álcool e pratica sexo, Kira tem 11 anos e é completamente inocente. Kira adora brincar com Barbies e torna-se amiga do “Pequeno Tommy”, um homem estranho que vive no mesmo bairro, colecciona bonecas e tem mentalidade de criança. Juntos vestem e despem as bonecas, lavam e passam a ferro as pequenas roupas e brincam todo o dia. No dia em que a pequena Kira desaparece as suspeitas recaem sobre o “Pequeno Tommy”. Quando Jon Jon começa a investigar, a vida sórdida do “Pequeno Tommy” é apenas a ponta de um icebergue. "
 
"Martina Cole é uma londrina de gema. Todos os seus livros são best sellers e mantêm-se nos tops de vendas durante meses. É a maior escritora de policiais inglesa, vende em média mais de 10 000 exemplares por semana e as suas histórias são frequentemente adaptadas para televisão. Os seus livros são os mais requisitados nas prisões e os mais roubados das livrarias. Martina Cole é publicada em 21 países e o seu grupo de fãs inclui o Príncipe Carlos. O segredo do seu sucesso é ser a única que escreve do ponto de vista do criminoso, e escreve tal como pensa. Os seus livros falam de crimes, drogas, violência, incesto, violações e prostituição e, ao contrário dos outros autores de policiais, Martina Cole conhece o mundo sobre o qual escreve porque já viveu nele e baseia-se nas experiências das pessoas que conhece. Com 20 anos começou a escrever um livro, mas o seu ritmo de vida obrigou-a “arrumar” a ideia de escrever durante dez anos. Quando abriu a sua agência de enfermagem e se estabilizou, decidiu terminar o livro e enviá-lo a um agente que depois de o ler lhe telefonou a dizer: “Martina, prepare-se para ser uma estrela”.
 
 
“Os best-sellers de Martina Cole são avidamente devorados pelos seus leitores ”
The Independent
 
Civilização Editora, 2006

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.