Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

planetamarcia

planetamarcia

Fevereiro 28, 2010

Cinco de Outubro - Lourenço Pereira Coutinho - Opinião

 

Foi com alguma reserva que iniciei esta leitura. Não conhecia ao autor e os meus conhecimentos desta fase da nossa história eram francamente escassos. Movida pela curiosidade e pela vontade de alargar os meus horizontes, posso agora dizer que ler este livro foi uma excelente opção.
Antes de “entrar” na narrativa em si, pode ler-se uma breve introdução na qual o autor procura familiarizar o leitor com a envolvente histórica vivida no período de tempo que precede a Revolução de 5 de Outubro. Esta pequena resenha foi muito útil para mim, pois como já referi não estava nada à vontade nestas matérias; apesar de gostar muito de história e sempre ter tido particular interesse na História de Portugal, não posso deixar de expressar a minha opinião em relação à triste e breve referência que os programas de ensino fazem à nossa História recente. Posso não estar a par dos programas actuais, mas posso dizer que concluí o secundário sem abordar minimamente este tema.
Recomendo este livro para aqueles que vêm o 5 de Outubro como mais um feriado. Com uma escrita clara e bem estruturada, Lourenço Pereira Coutinho descreve os acontecimentos históricos de forma envolvente e romanceada mantendo o interesse pela leitura.
Obviamente que o que se retém de uma leitura deste género é sempre uma percentagem dos acontecimentos, nomeadamente no meu caso, em que tive contacto com alguns temas pela primeira vez. Apesar do número de personagens históricas ser grande, e eu ter tentado sempre acompanhar e perceber quem é quem e quais os interesses que cada um defendia, seria útil ter um glossário de consulta rápida para a qualquer momento esclarecer dúvidas pontuais. Li esta sugestão na opinião da Célia M. do blogue Estante de Livros e concordo plenamente.
“Cinco de Outubro” permitiu-me aprender e proporcionou-me agradáveis momentos de leitura. Descreve muito bem o clima conspirativo que se vivia, bem como os ideais defendidos pelas várias frentes; gostei da caracterização feita às personagens, além de evidenciar as suas características históricas foi-lhes dada humanidade e vida, o que revela que o autor fez a sua pesquisa mas teve o talento e a criatividade de lhes acrescentar algo mais.
Numa época em que é atribuída uma grande importância à imagem, não posso deixar de dar a minha opinião acerca da capa, que acho muito pouco apelativa. É claro que não é a capa que dita a qualidade do livro, mas é sem dúvida um dos factores que encaminham um leitor para um livro. A concorrência é grande e este livro passa facilmente despercebido junto de outros, o que é uma pena.
Quem me conhece sabe que fico sempre entusiasmada com apostas literárias em autores nacionais, bem como em temas da nossa História e Cultura. A língua portuguesa é riquíssima e temos entre nós muitos escritores talentosos. Lourenço Pereira Coutinho é um deles.
“Cinco de Outubro” será apresentado no restaurante do 7º piso do EL Corte Inglés de Lisboa do próximo dia 4 de Março pelas 19 horas.
Sinopse
“Junho de 1910: D. Manuel II enfrentava nova crise governamental, após a queda do ministério Veiga Beirão. Entretanto, revolucionários e carbonários organizavam reuniões desencontradas, para o derrube da monarquia. Cinco de Outubro acompanha os percursos dos principais protagonistas da época - D. Manuel II, Teixeira de Sousa, Afonso Costa, Machado Santos -, que se cruzam com personagens ficcionados, numa narrativa de intensidade crescente que culmina nos dias da revolução republicana: 3, 4 e 5 de Outubro.”
 
Sextante Editora, 2010