Domingo, 3 de Setembro de 2017

O Nome das Árvores - Rui Miguel Fragas

O NOME DAS ÁRVORES CAPA.png

Poesia. Não costumo ler. E levei mais tempo a ler este livro de setenta e uma páginas do que muitos calhamaços. Em cada frase encontrei tantas coisas que me detive nos contornos das palavras. Deve haver uma magia estranha nestes poemas, que a cada regresso me contavam algo novo. Um livro pequeno que esconde segredos a descobrir em próximas releituras. Um livro que é um poema.

Dos contos fantásticos aos poemas mágicos, fica a vontade de continuar a descobrir o autor.

Recomendo sem reservas.

21314732_506135089719431_4357658149236995192_n.jpg

 Poética Edições, 2014

publicado por marcia às 19:21
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Julho de 2017

A Última Rodada - Rui Miguel Fragas - Comunidade de Leitores da BMFF

a ultima rodada_frente_peq-500x500.png

O último encontro da Comunidade de Leitores da Biblioteca Municipal da Figueira da Foz foi especial. Não que não o sejam todos os encontros, não é isso, mas desta vez tivemos a presença do autor com direito a apresentação de livro e leitura de excertos. Foi um encontro com características mais formais que, pela exposição que implica e pela presença de público, inibiu à discussão e convívio habituais. Um evento diferente que, se por um lado refreou a discussão, por outro permitiu conhecer o trabalho de Rui Miguel Fragas nas palavras do próprio.

19657061_1228357020608512_145010294008545651_n.jpg

Desconhecia o autor, mas quando soube que tinha sido escolhido um livro de contos para a leitura do mês fiquei bastante entusiasmada. Adoro contos, já o referi várias vezes, e poder ter “companhia” nesta leitura (que se revelou tão boa), deu-me vontade de “atacar” o livro assim que o fui buscar. Até porque a capa é lindíssima e o formato muito apelativo, apetece tê-lo constantemente nas mãos.

Li o livro devagar, descobrindo e saboreando as histórias de forte componente rural, com personagens enigmáticas, saídas de cenários fantásticos. Nem tudo o que parece é (fui bem enganada no último conto, como se era tão óbvio?), os bichos falam, há bruxas e um funil que… que merece ser descoberto. Gostei da escrita, vestida de poesia, das expressões que já não se usam e daquelas que eu nem conhecia. Gosto deste não ter medo das palavras, de as usar, todas, e encher de música aquelas que ficariam escondidas na maioria dos livros.

Imaginação e criatividade dão aos animais vidas de gente, com empregos, compromissos e pensamentos humanos. Há um vazio bom nas paisagens que me reconfortou como o silêncio da madrugada. É um livro que se abre como quem fecha uma porta para o mundo, colocando o sinal de “Não incomodar”. Gostei muito.

Poética Edições, Abril 2017

publicado por marcia às 00:08
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
18
19
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O Nome das Árvores - Rui ...

. A Última Rodada - Rui Mig...

.últ. comentários

Bem sabia que este livro era dos para ler e muito ...
Quero muito ler este livro. Adoro policiais e leio...
Também nunca tinha ouvido falar de Lawrence Block ...
Nunca ouvira falar deste escritor e efetivamente l...
Olá Júlia. Encontrei-o com facilidade aqui: https:...
Não sei o que vai sair da opinião, mas para já est...
Caro Carlos, obrigada pelo seu comentário. Espero ...
Fico à espera da tua opinião, pois vejo que já o t...
Olá, eu li o primeiro livro da trilogia e adorei.....
Não li este livro, mas li outro denominado Todos o...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds