Terça-feira, 13 de Outubro de 2015

O Torcicologologista, Excelência é o novo livro de Gonçalo M. Tavares e chega esta semana às livrarias

torcicologologista_excelencia(1).jpg

O Torcicologologista, Excelência é um livro de ficção, irónico, capaz de fazer soltar uma gargalhada, mas também duro, composto de duas partes bem distintas. A primeira, onde o desencanto se cruza com um humor corrosivo, é composta de diálogos ficcionais, uma espécie de diálogos socráticos, entre duas personagens, os Excelências, criadas e desenvolvidas durante anos por Gonçalo M. Tavares nas páginas do Diário de Notícias. Vossa Excelência fala para Vossa Excelência e no meio do absurdo que é a existência, e a tentativa de entendê-la, os dois lá vão dissertando sobre o bem e o mal, as revoluções, o tédio, a dança e a preguiça, sobre as grandes questões e os pequenos contratempos, sobre os saltos e as quedas. A ironia, o humor e a sabotagem contínua do pensamento e da linguagem vão avançando no meio destes dois curiosos Excelências, personagens de educação esmerada e raciocínio rápido.

A segunda parte de O Torcicologologista, Excelência remete para a agitação da cidade, para os pequenos gestos e as grandes tragédias dos humanos que lá vivem. Uma tragédia acelerada em que o zoom súbito e o rápido olhar sobre os humanos coloca em primeiro plano uma personagem colectiva: a cidade - a cidade moderna, com as suas doenças, as suas obsessões e, por vezes, a sua esperança.

publicado por marcia às 15:00
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2015

Lançamento de Barafunda, de Afonso Cruz e Marta Bernardes (texto) e José Cardoso (ilustração) - 29 setembro, 18h30, Fnac Chiado

11057647_685923834876724_3461699353787998882_n.jpg

 

publicado por marcia às 23:32
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 12 de Setembro de 2015

Mulheres de Cinza, o novo livro de Mia Couto

Screen Shot 2015-09-11 at 15.51.23.png

A Editorial Caminho acaba de enviar para impressão o romance Mulheres de Cinza, o novo livro de Mia Couto

Este romance – Mulheres de Cinza - é o primeiro livro de uma trilogia, “As Areias do Imperador”, sobre os derradeiros dias do chamado Estado de Gaza, o segundo maior império em África dirigido por um africano. Ngungunyane (ou Gungunhane como ficou conhecido pelos portugueses) foi o último dos imperadores que governou toda a metade Sul do território de Moçambique. Derrotado em 1895 pelas forças portuguesas comandadas por Mouzinho de Albuquerque, o imperador Ngungunyane foi deportado para os Açores onde veio a morrer em 1906. Os seus restos mortais terão sido trasladados para Moçambique em 1985.

Existem, no entanto, versões que sugerem que não foram as ossadas do imperador que voltaram dentro da urna. Foram torrões de areia. Do grande adversário de Portugal restam areias recolhidas em solo português.

A editora prevê publicar em 2016 e 2017 os dois restantes romances desta trilogia. O livro Mulheres de Cinza chega às livrarias no dia 17 de outubro.

publicado por marcia às 15:57
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2015

Apresentação do livro Meu Pai, o General Sem Medo. Memórias de Iva Delgado - Evocação do Cinquentenário do Assassinato de Humberto Delgado - 13 fevereiro, 18h00, Cinema São Jorge

convitegeneralsemmedo.jpg

 

publicado por marcia às 18:40
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 16 de Dezembro de 2014

Lançamento do livro Os Velhos Também Querem Viver, de Gonçalo M. Tavares - 18 dezembro - 21h30 - FNAC do Chiado

Convite.jpg

 

publicado por marcia às 12:00
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 10 de Dezembro de 2014

Lançamento - O Angolano Que Comprou Lisboa (por Metade do Preço) - 13 de dezembro, pelas 18h30, no Palácio do Correio Velho, em Lisboa

convite_web_ANGOLANO_rc.jpg

 

publicado por marcia às 12:15
link do post | comentar | favorito
|

Caminho - Novo livro de Kalaf Epalanga - O Angolano Que Comprou Lisboa (por Metade do Preço)

O Angolano que Comprou Lisboa.jpg

Novo livro de Kalaf Epalanga já chegou às livrarias

Pior do que não ter dinheiro é não ter esquema para remediar a situação.

O novo livro agora publicado é uma seleção de textos do autor publicados no jornal Público e portal Rede Angola e será apresentado no dia 13 de dezembro, pelas 18h30, no Palácio do Correio Velho, em Lisboa.

José Eduardo Agualusa e Ferreira Fernandes apresentarão a obra e no decorrer do lançamento haverá um leilão de obras de Yonamine, Vhils, Miguel Januário e Nástio Mosquito.

sinopse

Reparem, a seguir a Luanda, o lugar onde todas as idiossincrasias deste povo ganham maior visibilidade é Lisboa. Daí, mesmo que eu quisesse, é impossível ficar imune a essa banga, basta alguém identificar-me o sotaque (ou a ausência dele). A verdade é que a vaidade angolana já se tornou monumento de fama internacional. Uma atração turística ambulante, que onde quer que estejam angolanos, uma multidão de curiosos aparece para tirar fotografias, entregar currículos ou propor negócio, como me aconteceu recentemente. Quando terminava o meu almoço, sai da cozinha o proprietário e propõe-me que lhe compre o restaurante, com todo o recheio, licenças, cozinheiros e empregados de mesa incluídos. E eu, do alto da minha vaidade, tão afetado pela crise financeira em Portugal quanto o pobre senhor, lanço-lhe a pergunta:

Quanto é que custa?

Kalaf Epalanga

Benguelense, criado no seio de uma família de funcionários públicos, com ligações à vila da Catumbela, lugar que visita com regularidade. A música e os palcos do mundo lhe permitiram traçar um mapa afetivo das pessoas que habitam a sua memória, assim como os locais que o marcaram – da fábrica de açúcar do Cassequel ao Caminho de Ferro de Benguela, da Restinga do Lobito à rua Jacob de Paiva, onde aprendeu a equilibrar-se numa bicicleta. A aventura poética teve início em finais dos anos 90, em Lisboa, numa altura em que a cidade ensaiava novas linguagens rítmicas, buscando novos caminhos para a música urbana feita em português. Neste percurso cruzou-se com os pioneiros do movimento de música eletrónica, contou estórias e gravou dois «disco-falados» que lhe valeram o título de Poeta-Cantor, A Fuga... e Strategies And Survival. Com o produtor João «Branko» Barbosa, crente de que era possível exportar Lisboa para mundo, fundou a Enchufada, núcleo de produção musical, editora independente e incubadora de ideias como Buraka Som Sistema. Em 2011 é editado, pela Caminho, o seu primeiro livro de crónicas, Estórias de Amor para Meninos de Cor.

200 páginas

PVP C/ IVA 14,90€

publicado por marcia às 12:00
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 1 de Novembro de 2014

"Os Velhos Também Querem Viver" é o novo livro de Gonçalo M. Tavares e chega às livrarias na próxima semana

os_Velhos_querem_viver.jpg

Os Velhos Também Querem Viver tem um pé na tragédia Alceste, de Eurípedes, de onde parte, e outro no cerco de Sarajevo nos anos de 1992-1996. Deste feliz cruzamento de duas realidades separadas por cerca de 2.500 anos Gonçalo M. Tavares extrai uma obra literária que nos prende da primeira à última linha porque não perdemos nunca a sensação de estarmos a tocar um dos grandes dramas da Humanidade, que no livro se pode exprimir assim:

“Em Sarajevo e em redor de Sarajevo, no século XX,

a regra particular é igual à regra geral:

os mortos estão mortos, os vivos é que ainda não”.

Gonçalo M. Tavares nasceu em 1970. Desde 2001 publicou livros em diferentes géneros literários.

Os seus livros receberam vários prémios em Portugal e no estrangeiro. Com Aprender a rezar na Era da Técnica recebeu o Prix du Meuilleur Livre Étranger 2010 (França), prémio atribuído antes a Robert Musil, Orhan Pamuk, John Updike, Philip Roth, Gabriel García Márquez, Salmon Rushdie, Elias Canetti, entre outros.

Alguns outros prémios internacionais: Prémio Portugal Telecom 2007 e 2011 (Brasil), Prémio Internazionale Trieste 2008 (Itália), Prémio Belgrado 2009 (Sérvia), Grand Prix Littéraire du Web – Culture 2010 (França), Prix Littéraire Européen 2011 (França). Foi por diferentes vezes finalista do Prix Médicis e Prix Femina.

Uma Viagem à Índia recebeu, entre outros, o Grande Prémio de Romance e Novela APE 2011. Os seus livros deram origem, em diferentes países, a peças de teatro, dança, peças radiofónicas, curtas-metragens e objectos de artes plásticas, dança, vídeo de arte, ópera, performances, projectos de arquitectura, teses académicas, etc. – bem como a inúmeras traduções.

87 páginas

PVP C/ IVA 9,90€

 

publicado por marcia às 21:29
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 26 de Outubro de 2014

Lançamento do livro Vagas e Lumes, de Mia Couto - 30 outubro (quinta-feira), 18h30, Livraria LeYa na Buchholz, em Lisboa

Mia_Couto_-_Vagas_e_lumes.jpg

 

publicado por marcia às 23:31
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 5 de Junho de 2014

Sessão sobre Atlas do Corpo e da Imaginação com Gonçalo M. Tavares e Luís Baptista (de Os Espacialistas), 7 junho, 21h, Feira do Livro de Lisboa (Praça Leya)

publicado por marcia às 00:32
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O Torcicologologista, Exc...

. Lançamento de Barafunda, ...

. Mulheres de Cinza, o novo...

. Apresentação do livro Meu...

. Lançamento do livro Os Ve...

. Lançamento - O Angolano Q...

. Caminho - Novo livro de K...

. "Os Velhos Também Querem ...

. Lançamento do livro Vagas...

. Sessão sobre Atlas do Cor...

.últ. comentários

Uhm, interessante... Paula
Atenção que a Dançarina pode ter um significado di...
É verdade! Vêm aí muitas coisas boas! Deixo também...
Nunca li nada desta autora, mas deixaste-me curios...
Obrigada, Márcia. Quando pedi para avisares, pense...
Muito obrigada, Isaura! Beijinho!
Beijinhos, Isaura! Obrigada por teres ido!
Olá Paula! Vêm aí novidades interessantes da Minot...
Acho que vais gostar, Ana!
é bem "agarrado", Teresa!

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds