Quarta-feira, 23 de Maio de 2012

Hoje na Bulhosa: Sessão dedicada a Eugénio de Andrade

 

As Conversas na Bulhosa regressaram à livraria de Entrecampos, desta vez com o ciclo de debates Prémios Camões Poesia. Após duas justas homenagens aos escritores Miguel Torga e Eduardo Lourenço, a iniciativa prossegue, esta quarta-feira, 23 de maio, às 18h30, com uma sessão dedicada a Eugénio de Andrade – orientada pelos docentes e investigadores Fernando Pinto do Amaral e António Carlos Cortez.

Eugénio de Andrade (1923 – 2005). Natural do Fundão, fixou-se em Lisboa aos dez anos com a mãe, que entretanto se separara do pai. Frequentou o Liceu Passos Manuel e a Escola Técnica Machado de Castro, tendo escrito os seus primeiros poemas em 1936. Narciso, o primeiro deles, foi publicado três anos mais tarde. Em 1943 mudou-se para Coimbra, cidade à qual regressou depois de cumprido o serviço militar.

Tornou-se funcionário público em 1947, exercendo durante 35 anos as funções de Inspetor Administrativo do Ministério da Saúde. Uma transferência de serviço levá-lo-ia a instalar-se no Porto em 1950, para o edifício da extinta Fundação Eugénio de Andrade, na Foz do Douro. Ao longo dos anos, o poeta fez diversas viagens, foi convidado para participar em vários eventos e travou amizades com muitas personalidades da cultura portuguesa e estrangeira.

Autor de uma importante obra poética, podem referir-se os seguintes títulos: Adolescente (1942), As Mãos e os Frutos (1948), Os Amantes sem Dinheiro (1950), As Palavras Interditas (1951), Até Amanhã (1956), Conhecimento da Poesia (1958), O Coração do Dia (1958), Os Afluentes do Silêncio (1968), Obscuro Domínio (1971), Limiar dos Pássaros (1972), Véspera da Água (1973), Memória de Outro Rio (1978), Matéria Solar (1980), O Peso da Sombra (1982), Poesia e Prosa, 1940-1989 (1990), O Sal da Língua (1995), Alentejo (1998), Os Lugares do Lume (1998) e Antologia Pessoal de Poesia Portuguesa (1999). Organizou várias antologias e escreveu também livros para crianças. É um dos poetas portugueses mais traduzidos para outras línguas.

Recebeu um sem número de distinções, entre as quais o Prémio da Associação Internacional de Críticos Literários (1986), Prémio D. Dinis da Fundação Casa de Mateus (1988), Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores (1989) e Prémio Camões (2001).

Fernando Pinto do Amaral. Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas e doutorado em Literatura Românica, leciona desde 1987 no Departamento de Literaturas Românicas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Da sua obra poética salientam-se Acédia (1990, Poesia), A Escada de Jacob (1993, Poesia), Às Cegas (1997, Poesia), O Mosaico Fluido — Modernidade e Pós-Modernidade na Poesia Portuguesa Mais Recente (1991, Prémio de Ensaio Pen Club), Na Órbita de Saturno (1992, Ensaio) e Poesia Reunida (2000).

Tem colaborado nas revistas LER, A Phala, Colóquio/Letras, Relâmpago e fez crítica literária nos jornais Público e JL. Traduziu As Flores do Mal, de Baudelaire, que lhe valeu o Prémio do Pen Club e o Prémio da Associação Portuguesa de Tradutores, e Poemas Saturnianos de Verlaine. Traduziu ainda toda a poesia do argentino Jorge Luís Borges. Em Fevereiro de 2008 recebeu, em Madrid, o Prémio Goya, na categoria de Melhor Canção Original pelo seu Fado da Saudade, interpretado por Carlos do Carmo no filme Fados, de Carlos Saura. Em Dezembro de 2009 foi nomeado comissário do Plano Nacional de Leitura.

António Carlos Cortez é professor de Literatura Portuguesa, crítico literário (JL, Relâmpago, Colóquio-Letras) ensaísta e poeta. Publicou cinco livros de poesia, o último dos quais em 2010, intitulado «Depois de Dezembro». Publicou, em 2005, «Nos Passos da Poesia - textos sobre pedagogia do texto lírico»; está antologiado em publicações diversas de poesia portuguesa contemporânea.

Segunda sessão do ciclo Prémios Camões - Poesia sobre Eugénio de Andrade na Bulhosa de Entrecampos | quarta-feira | 23 de maio | 18h30 | Campo Grande, 10-B | 217994190

publicado por marcia às 01:38
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Abril de 2012

Bulhosa e Leitura comemoram 'Dia Mundial do Livro'

As livrarias Bulhosa e Leitura juntam-se à comemoração do Dia Mundial do Livro, celebrado na próxima segunda-feira, 23 de abril, promovendo uma série de iniciativas, entre amanhã, 19 e 27 de abril, desde conversas com os escritores Vasco Luís Curado, Valter Hugo Mãe ou João Tordo, até uma tertúlia sobre Pequenas Leituras ou um workshop de preparação para a parentalidade.

- Quinta-feira, 19 de Abril, 18h30. O autor Vasco Luís Curado vai ao ‘Clube de Leitores’, na Bulhosa Campo de Ourique, para falar do seu mais recente romance Gare do Oriente. Moderação de Olga Marques.

- Quinta-feira, 19 de Abril, 21h00. O escritor Valter Hugo Mãe Sexta é o convidado da sexta sessão de ‘O que Arde Cura - Encontros na Leitura’, na Leitura Shopping Cidade do Porto. Moderação de Luís Filipe Costa.

- Segunda-feira, 23 de Abril, 19h00. O escritor João Tordo participa no ‘Clube de Leitores’, na Bulhosa Linda-a-Velha, para falar do seu mais recente romance Anatomia dos Mártires. Moderação de Paula Reis.

- Terça-feira, 24 de Abril, 18h30. Ana Rita Fernandes dinamiza a tertúlia mensal sobre livros para a infância e juventude ‘Pequenas Leituras’, na livraria Bulhosa Campo de Ourique.

- Quinta-feira, 26 de Abril, 18h00. A Bulhosa promove mais uma sessão de ‘Clube de Leitores’, na Bulhosa de Entrecampos, dedicada ao livro de Romana Petri "Esteja Eu Onde Estiver". Moderação de Paula Reis.

- Sexta-feira, 27 de Abril, 18h30. A Bulhosa de Entrecampos, em parceria com a BebéVida, promove um workshop de preparação para a parentalidade.

publicado por marcia às 22:31
link do post | comentar | favorito
|

Esta quinta, 19de Abril, Valter Hugo Mãe participa nos "Encontros na Leitura"

 

O escritor e vencedor do Prémio Saramago em 2006, Valter Hugo Mãe, vai estar na Leitura Shopping Cidade do Porto, esta quinta-feira, 19 de abril, às 21h00, para participar na quinta sessão de O Que Arde, Cura - Encontros na Leitura, uma iniciativa da Leitura em parceria com o Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. A sessão vai ser moderada pelo linguista e investigador Luís Filipe Costa.

Valter Hugo Mãe nasceu em Saurimo, Angola, em 1971. Licenciado em Direito, pós-graduado em Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea, vive em Vila do Conde. Publicou os romances O filho de mil homens (2011), a máquina de fazer espanhóis (2010) o apocalipse dos trabalhadores (2008), o remorso de baltazar serapião, vencedor do Prémio José Saramago (2006) e o nosso reino (2004).

A sua obra poética está revista e reunida no volume contabilidade (Objectiva/Alfaguara, 2010) e publicou os livros para os mais novos O rosto (Agosto 2010), As mais belas coisas do mundo (Agosto 2010), A verdadeira história dos pássaros (2009) e A história do homem calado (2009). É vocalista do grupo musical Governo e esporadicamente dedica-se às artes plásticas. Em 2010, recebeu a Pena de Camilo Castelo Branco.

O Que Arde, Cura | Encontros na Leitura pretende ser um espaço de discussão, partilha de ideias e experiências e de convívio. Estes encontros podem ter como convidados os próprios autores dos livros em análise, estabelecendo pontes entre a visão dos leitores e a conceção que os criadores têm da sua obra.

Valter Hugo Mãe na quinta sessão de O Que Arde, Cura - Encontros na Leitura - quinta-feira, 19 de abril, 21h00 - Leitura Shopping Cidade do Porto, Rua Gonçalo Sampaio, 350, Loja 238, 220 100 006.

publicado por marcia às 02:23
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 11 de Abril de 2012

Prémios Cervantes e Camões na Bulhosa:: Sessão dedicada a Jorge Amado

 

A Bulhosa de Entrecampos acolhe, esta quinta-feira, 12 de abril, às 18h30, a última sessão do ciclo de debates Grandes Escritores - Prémios Cervantes e Camões – uma iniciativa da Casa da América Latina, em colaboração com o Instituto de Estudos Ibéricos e Ibero-Americanos (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa) e o Centro de Estudos Comparatistas (Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa). Esta sessão vai ser dedicada ao escritor brasileiro Jorge Amado (1912-2001) e será orientada pela docente e investigadora Sara Rodrigues de Sousa.

Jorge Leal Amado de Faria (Itabuna, 10 de agosto de 1912 — Salvador, 6 de agosto de 2001) é um dos mais famosos e traduzidos escritores brasileiros de todos os tempos e o autor – no seu país – com mais adaptações ao pequeno ecrã. Verdadeiros sucessos como Tieta do Agreste, Gabriela, Cravo e Canela e Teresa Batista Cansada de Guerra, além de Dona Flor e Seus Dois Maridos e Tenda dos Milagres, são o resultado de algumas dessas adaptações.

A obra literária de Jorge Amado conheceu inúmeras adaptações para cinema, teatro e televisão, além de ter sido tema de escolas de samba por todo o Brasil. Os seus livros foram traduzidos em 55 países, 49 idiomas, existindo também exemplares em braille e em gravações para invisuais. Em 1994, a sua obra foi reconhecida com o Prémio Camões.

Sara Rodrigues de Sousa licenciou-se em Estudos Portugueses e Franceses, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde completou o mestrado em Estudos Românicos (Especialidade de Estudos Franceses) e o doutoramento em Estudos de Literatura e de Cultura, na especialidade de Estudos Comparatistas, com uma tese intitulada «Modelos sem modelo: o discurso de louvor na literatura peninsular e francesa no final da Idade Média». Atualmente, está a desenvolver uma investigação de pós-doutoramento sobre o vilancete do Cancioneiro Geral, de Garcia de Resende (1516), é docente no ISLA-Lisboa e Professora Auxiliar Convidada na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Faz parte do projeto Diálogos Ibéricos e Ibero-Americanos (Centro de Estudos Comparatistas).

O ciclo de debates Grandes Escritores - Prémios Cervantes e Camões aborda os três primeiros vencedores hispano-americanos do Prémio Cervantes e os três primeiros vencedores brasileiros do Prémio Camões. Cada conversa, sempre a uma quinta-feira, na Bulhosa de Entrecampos, será orientada por um académico convidado.

Sexta sessão do ciclo Grandes Escritores - Prémios Cervantes e Camões sobre Jorge Amado na Bulhosa de Entrecampos , Campo Grande, 10-B, 217994190

publicado por marcia às 22:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2012

Amanhã, quinta, 2: Ciclo de 'Grandes Escritores - Prémios Cervantes e Camões' na Bulhosa

 

A Bulhosa de Entrecampos acolhe, a partir desta quinta-feira, 2 de Fevereiro, às 18h30, o ciclo de debates Grandes Escritores - Prémios Cervantes e Camões – uma iniciativa da Casa da América Latina, em colaboração com o Instituto de Estudos Ibéricos e Ibero-Americanos (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa) e o Centro de Estudos Comparatistas (Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa). A primeira sessão vai ser dedicada ao escritor mexicano Alejo Carpentier (1924-1980) e será orientada pela docente e investigadora Isabel Araújo Branco.

Filho de um arquiteto francês que dois anos antes se transferira para Cuba, Alejo Carpentier (1924-1980) desiste de Arquitetura aos dezassete anos para tornar-se jornalista. Em 1928 é preso por razões políticas, mas, ajudado por intelectuais franceses, foge para França, onde fica até 1939. Nessa altura, retorna a Cuba para trabalhar na rádio. De 1945 até 1959 mora na Venezuela, regressando mais uma vez a Cuba, com a vitória da revolução, para dirigir a Editora Nacional. A partir de 1966, assume a função de ministro-conselheiro na Embaixada Cubana em Paris, cidade onde morre em Abril de 1980.

A sua literatura é frequentemente associada ao realismo fantástico. As suas obras renomadas são A música em Cuba, um estudo sobre as influências afro-europeias na arte musical cubana, e O reino deste mundo, uma recriação incomparável dos acontecimentos que precederam a independência do Haiti, antiga colónia francesa. Estimulado pela prodigiosa história original e valendo-se de um magistral domínio dos recursos narrativos, Carpentier recria nesta obra um mundo exuberante, descomedido e legendário, que foi chamado de real maravilhoso (ou realismo mágico). O autor foi distinguido com o Prémio Cervantes em 1978.

Licenciada em Ciências da Comunicação e em Estudos Portugueses (Universidade Nova de Lisboa) e mestre em Literatura Comparada (Universidade Nova de Lisboa) e Estudos Contemporâneos da América Latina (Universidad Complutense de Madrid), Isabel Araújo Branco é docente na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e prepara o seu doutoramento sobre as relações literárias entre as literaturas hispano-americanas e portuguesa na mesma instituição.

É membro do Instituto de Estudos Ibéricos e Ibero-Americanos (Universidade Nova de Lisboa) e do projecto Diálogos Ibéricos e Ibero-Americanos (Centro de Estudos Comparatistas, Universidade de Lisboa). Colaborou com a Casa da América Latina nos projectos «A Europa na Literatura Latino-Americana» e «Ciclo Prémios Nobel da Literatura Latino-Americanos».

O ciclo de debates Grandes Escritores - Prémios Cervantes e Camões aborda os três primeiros vencedores hispano-americanos do Prémio Cervantes e os três primeiros vencedores brasileiros do Prémio Camões. Cada conversa, sempre a uma quinta-feira, na Bulhosa de Entrecampos, será orientada por um académico convidado.

publicado por marcia às 23:54
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 3 de Dezembro de 2011

Para levar um sorriso a crianças no IPO: Bulhosa e Leitura lançam campanha de Natal solidária

 

As livrarias Bulhosa/Leitura, em parceria com a Mind Source e a Operação Nariz Vermelho, lançaram a campanha solidária Este Natal ofereça um livro com a Bulhosa/Leitura Books & Living e a Mind Source. Na compra ou doação de um livro nas lojas Bulhosa e Leitura, de 14 de Novembro e 14 de Dezembro, ajude a que crianças internadas nas alas pediátricas do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa e do Porto e no Hospital de Santa Maria tenham um Natal com mais cor e alegria.

A entrega dos livros será efetuada pelos Doutores Palhaços da Operação Nariz Vermelho, na próxima segunda-feira, 5 Dezembro, no Hospital de Santa Maria e no IPO Lisboa e na quinta-feira, 15 de Dezembro, no IPO Porto.

A campanha inclui ainda a comercialização de merchandising alusivo ao Natal e os característicos narizes vermelhos da ONV, disponíveis em todas as lojas Bulhosa/Leitura, cujas vendas revertem na totalidade para a instituição. Seja o protagonista de um conto de Natal com a Mind Source, a Bulhosa e a Operação Nariz Vermelho.

Lojas Bulhosa presentes na Campanha de Oferta de Livros:

Bulhosa books & Living Entrecampos

Bulhosa books & Living Amoreiras

Bulhosa books & Living Campo de Ourique

Bulhosa books & Living Twin Towers

Bulhosa books & Living Linda-a-Velha

Bulhosa books & Living Cascais Villa

Leitura books & Living Rua de Ceuta

Leitura Books & Living Shopping Cidade do Porto

Leitura Books & Living Museu de Serralves

Leitura Books & Living Edificio do Lago II

publicado por marcia às 02:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 19 de Abril de 2011

Tertúlia sobre novos autores portugueses na Bulhosa

Os escritores Afonso Cruz, João Tordo, Pedro Vieira e David Machado vão estar na livraria Bulhosa de Campo de Ourique, amanhã, quarta-feira, 20 de Abril, às 18h30, para mais uma tertúlia Conversas de Bairro. “Os novos autores portugueses” é o mote para esta conversa conduzida por Sérgio Lavos, livreiro e blogger do Arrastão.

Conversas de Bairro na Bulhosa books & living Campo de Ourique

Quarta-feira, 20 de Abril, 18h30

Rua Tomás da Anunciação, 68-B, 21 383 90 00  

publicado por marcia às 23:46
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Hoje na Bulhosa: Sessão d...

. Bulhosa e Leitura comemor...

. Esta quinta, 19de Abril, ...

. Prémios Cervantes e Camõe...

. Amanhã, quinta, 2: Ciclo ...

. Para levar um sorriso a c...

. Tertúlia sobre novos auto...

.últ. comentários

Uhm, interessante... Paula
Atenção que a Dançarina pode ter um significado di...
É verdade! Vêm aí muitas coisas boas! Deixo também...
Nunca li nada desta autora, mas deixaste-me curios...
Obrigada, Márcia. Quando pedi para avisares, pense...
Muito obrigada, Isaura! Beijinho!
Beijinhos, Isaura! Obrigada por teres ido!
Olá Paula! Vêm aí novidades interessantes da Minot...
Acho que vais gostar, Ana!
é bem "agarrado", Teresa!

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds