Domingo, 3 de Outubro de 2010

Os Pilares da Terra Volume II - Ken Follett - Opinião

 

Após a conclusão da leitura do Volume I de ”Os Pilares da Terra”, iniciei de imediato a leitura do Volume II de tal forma estava envolvida e maravilhada com esta história.

Uma vez terminada esta leitura apenas posso dizer que se trata de um romance fascinante que me encheu completamente as medidas. Fiquei presa até ao final, até aos últimos desenvolvimentos deste épico, sempre com o desejo de que fosse feita justiça em relação a todos os acontecimentos e personagens.

A minha opinião mantém-se idêntica à que escrevi para o Volume I, trata-se de um romance arrebatador que me prendeu, consumiu e maravilhou. Nesta “2ª parte” a leitura ganha um novo alento graças ao par Jack e Aliena, uma história de amor sofrida e linda capaz de arrancar suspiros de paixão e dor. Jack é uma personagem absolutamente fascinante, um homem à frente do seu tempo, inteligente, curioso e com uma necessidade constante de saber e aprender – a busca do conhecimento pelo conhecimento. Apaixonado por Aliena desde menino, acredita no amor e na realização que as coisas simples podem trazer.

Não posso deixar mais uma vez de referir a grande capacidade de Ken Follett como contador de histórias, estou rendida à forma como um livro sobre a construção de uma catedral no Século XII pode conter tantos percursos de vida, tantas voltas e reviravoltas e ser tão apaixonante.

Nesta altura estou muito curiosa para ver a série “The Pillars of the Earth”, e tenho de confessar a enorme vontade de ler “Um Mundo sem Fim”, romance do mesmo autor que promete uma nova viagem a Kingsbridge.

Sinopse

“Do mesmo autor do thriller "A Ameaça", chega-nos um arrebatador romance histórico que se revelou ser uma obra-prima aclamada pela comunidade de leitores de vários países que num verdadeiro fenómeno de passa-palavra a catapultaram para a ribalta. Originalmente publicado em 1989, veio para o nosso país em 1995, publicado por outra editora portuguesa, recuperando-o agora a Presença para dar continuidade às obras de Ken Follett. O seu estilo inconfundível de mestre do suspense denota-se no desenrolar desta história épica, tecida por intrigas, aventura e luta política. A trama centra-se no século XII, em Inglaterra, onde um pedreiro persegue o sonho de edificar uma catedral gótica, digna de tocar os céus. Em redor desta ambição soberba, o leitor vai acompanhando um quadro composto por várias personagens, colorido e rico em acção e descrição de um período da Idade Média a que não faltou emotividade, poder, vingança e traição. Conheça o trabalho de um autêntico mestre da palavra naquela que é considerada a sua obra de eleição. “

Editorial Presença, 2009 

publicado por marcia às 22:45
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De nuno chaves a 3 de Outubro de 2010 às 23:55
Não convenceu a sucessão (rápida) de acontecimentos após a morte do Arcebisto Thomas , assim como o desfecho para o Bispo Waleran , que merecia pior.

A forma como Follett se livrou de Richard , para fazer avançar Aliena, também não foi a mais convincente.

Quanto ao personagem Jonnathan , o seu final foi o esperado mas aquilo que realmente interessava ao leitor, a descoberta por parte do novo prior sobre as suas verdadeiras origens, não correu da melhor maneira, era quase impossivel a Jack , revelar a verdade pois era uma criança na altura dos acontecimentos e o facto de existirem semelhanças entre Jonnathan e Tom, apenas Ellen poderia revelar a verdade.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Não convenceu a sucessão (rápida) de acontecimentos após a morte do Arcebisto Thomas , assim como o desfecho para o Bispo Waleran , que merecia pior. <BR><BR>A forma como Follett se livrou de Richard , para fazer avançar Aliena, também não foi a mais convincente. <BR><BR>Quanto ao personagem Jonnathan , o seu final foi o esperado mas aquilo que realmente interessava ao leitor, a descoberta por parte do novo prior sobre as suas verdadeiras origens, não correu da melhor maneira, era quase impossivel a Jack , revelar a verdade pois era uma criança na altura dos acontecimentos e o facto de existirem semelhanças entre Jonnathan e Tom, apenas Ellen poderia revelar a verdade. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>William</A> o grande vilão desta história teve o final merecido, pena que o autor não tenha ido um pouco mais além e ser tão cruel como foi este personagem, que foi a meu ver o mais convincente de toda a história. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Jack</A> e Aliena (os verdadeiros protagonistas) deste magistral romance épico, finalmente puderam ter o merecido descanso e recompensa. <BR><BR>Uma aposta ganha de Ken Follett , que apostando num romance desta envergadura (nada o seu género) , surpreendeu tudo e todos. Para os amantes dos romances históricos que ainda não leram “Os Pilares da Terra” e mesmo tendo chegado a Portugal com 20 anos de atraso devem fazê-lo, pelo menos uma vez na vida. <BR>
De marcia a 4 de Outubro de 2010 às 23:47
Nuno, muito obrigada pelo teu comentário, não sei é se não será demasiado revelador para quem ainda não leu o livro... no entanto acho interessante que tenhas deixado uma opinião tão pormenorizada.
Concordo contigo em alguns pontos, mas não sei se, para um escritor, não será dificil saber quando e como parar de contar uma história. Talvez o final possa ter sido precipitado para alguns personagens, mas sem dúvida que este romance é imperdível!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Escritaria com Miguel Sou...

. Revista Inominável nº10 -...

. Orgulho e Preconceito - J...

. Octaedro, de Julio Cortáz...

. Ken Follett em Portugal -...

. Ensaio sobre o dever (Ou ...

. O Ladrão que Estudava Esp...

. Novo romance de Ken Folle...

. "Os Melhores Contos de Ed...

. O Nome das Árvores - Rui ...

.últ. comentários

inesquecível Mr. Darcy...
É o bom dos clássicos, não vão desaparecer.
Parabéns à revista, aos Inomináveis e sobretudo a ...
Tenho um carinho muito especial por Jane Austen e ...
Este livro foi uma desilusão, tem aspetos históric...
Parabéns para nós e a todos :)Beijinhos
Também li este livro recentemente! Vamos sempre a ...
Tenho de tratar disso! Beijinho.

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds