Terça-feira, 28 de Setembro de 2010

Os Pilares da Terra Volume I - Ken Follett - Opinião

 

Ken Follett é dos meus autores favoritos; “Os Pilares da Terra” é dos seus romances mais apreciados pelos leitores; as minhas expectativas para esta leitura eram, e são, bastante elevadas.

Digo que são bastante elevadas pois, apesar de já ter concluído a leitura do primeiro volume, a Editora Presença fez uma edição de dois volumes para o nosso país; confesso que não percebo muito bem porquê dado que se trata de um único livro. Um livro longo é certo (cerca de 1100 páginas), cuja separação em dois poderá implicar uma receita interessante. Enfim, dado o preço exorbitante destes livros optei por adquiri-los na “Hora H” da última Feira do Livro de Lisboa, uma iniciativa que me agradou muito e que espero que se venha a repetir.

Bom, mas deixando de lado estes pormenores, importa dizer que mais uma vez estou rendida à escrita soberba de Ken Follett, confirma-se a sua supremacia como escritor que nos oferece um livro que se saboreia, que se lê com calma e que nos transporta numa viagem à vida de interessantes personagens, no decorrer do Século XII em Inglaterra.

Follett explora de forma magistral as características humanas no âmbito das suas relações. Vícios, ambições, invejas, intrigas, conspirações, traições, amizade, amor e demais sentimentos ou condições, são expostos de forma tão crua e verdadeira que me perdi tantas vezes a meditar acerca das capacidades do ser humano em superar dificuldades e desafios não importa a que custo. Apesar de acção decorrer no Século XII é de uma actualidade impressionante, faz pensar se o ser humano não terá evoluído nada pois, em muitas situações, continuamos a reagir com o pior de nós.

Sempre com a construção de uma Catedral como tema central, vai-nos sendo apresentado um rol de personagens com histórias bem estruturadas, e cujos percursos se vão cruzando de modo a implicar muitas vezes viragens radicais na acção da narrativa.

Tom Pedreiro tem o sonho de construir uma Catedral imponente. Apaixonado pela construção, pelas suas técnicas e desafios, é um homem movido pelo desejo de ver edificada uma obra que mude a vida de todos os que a possam visitar. Tom é pobre. É um exemplo de persistência e honestidade; muitas vezes sofre por ver os seus passos limitados, por se deparar com inúmeras dificuldades na realização do seu sonho. Philip é Monge, torna-se Prior de Kingsbridge, e uma série de acontecimentos vão permitir que a Catedral seja construída nesse local. Este livro é sobre o sonho destes dois homens, sobre a sua persistência perante as inúmeras dificuldades, sobre a forma como tentam sempre superar as traições e os conflitos de interesses, do modo como os seus bons princípios os deixam muitas vezes sem solução perante a imensa maldade humana.

Muitas outras personagens desfilam perante a nossa atenção, todas descritas e enriquecidas com vidas muito completas, todas têm o seu papel e os seus objectivos. Situações que quero continuar a acompanhar e a descobrir ao longo da leitura do segundo volume.

Para já fica a certeza de ser dos melhores livros que já li. Estou completamente maravilhada e entusiasmada em prosseguir com esta leitura.

Sinopse

“Do mesmo autor do thriller "A Ameaça", chega-nos o primeiro volume de um arrebatador romance histórico que se revelou ser uma obra-prima aclamada pela comunidade de leitores de vários países que num verdadeiro fenómeno de passa-palavra a catapultaram para a ribalta. Originalmente publicado em 1989, veio para o nosso país em 1995, publicado por outra editora portuguesa, recuperando-o agora a Presença para dar continuidade às obras de Ken Follett. O seu estilo inconfundível de mestre do suspense denota-se no desenrolar desta história épica, tecida por intrigas, aventura e luta política. A trama centra-se no século XII, em Inglaterra, onde um pedreiro persegue o sonho de edificar uma catedral gótica, digna de tocar os céus. Em redor desta ambição soberba, o leitor vai acompanhando um quadro composto por várias personagens, colorido e rico em acção e descrição de um período da Idade Média a que não faltou emotividade, poder, vingança e traição. Conheça o trabalho de um autêntico mestre da palavra naquela que é considerada a sua obra de eleição. “

Editorial Presença, 2009 

publicado por marcia às 11:08
link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De nuno Chaves a 28 de Setembro de 2010 às 16:38
Um Livro fascinante de facto, li este ano e adorei. aguardo agora a leitura de um mundo sem fim... mas vou esperar para ver se os consigo comprar com um preço mais em conta são deveras caros estes livros da presença.
não sei se viste a série, mas quando terminares se não a tiveres visto vale a pena (é obvio que as comparações vão ser muitas) mas vale a pena ser vista. beijinhos.

Série: http://nclivros.wordpress.com/2009/10/23/a-companhia-de-estranhos/

Opinião Pessoal: http://nclivros.wordpress.com/2010/06/04/os-pilares-da-terra-vol-i-ken-follett/

De marcia a 28 de Setembro de 2010 às 23:04
Nuno, ainda não vi a série pois quero primeiro concluir a leitura do 2º volume, mas estou muito curiosa. Quanto a "Um Mundo sem Fim" tenho interesse em ler, quero ver se os consigo a um bom preço pois o preço de editor é proibitivo.
Hoje é o dia do lanaçamento de "A Queda dos Gigantes", o novo romance de Ken Follett; acho que deve ser óptimo!
De nuno Chaves a 29 de Setembro de 2010 às 17:36
pois é Márcia. . eu bem sei que são 1000 páginas, mas os 30 euros que presença cobra por este novo livro (meu deus) de qualquer das formas, não será para breve a leitura de A Queda dos Gigantes, visto que se trata de uma trilogia acabada de ser editada e ficar 3 ou 4 anos a espera dos próximos hum... prefiro fazer a sua leitura noutra altura.
De marcia a 29 de Setembro de 2010 às 23:33
Nuno, concordo contigo, além do preço ser um abuso também prefiro fazer a leitura da trilogia seguida... mas estou bastante curiosa...
De Lóide a 28 de Setembro de 2010 às 22:29
Por acaso ia agora mesmo fazer a pergunta que o Nuno colocou...Já teve a oportunidade de ver a série?
Via-a este fim-de-semana e fiquei rendida. Infelizmente ainda não tive oportunidade de ler estes livros e o facto de serem caros não ajuda em nada. No entanto, a leitura está eminente visto que uma pessoa conhecida me vai emprestar os livros. Depois de ter visto a série fiquei mesmo desesperada para ler os livros e tive de arranjar uma maneira, desse lá por onde desse x)
Depois de mais uma crítica imensamente favorável como esta, a vontade de ler só aumenta mais e mais. Principalmente quando se é uma amante de romances históricos/de época, como é o meu caso, é difícil resistir ao apelo que estes livros têm sobre mim.
De marcia a 28 de Setembro de 2010 às 23:07
Lóide, com este comentário é que fico mesmo curiosa por ver a série! Mas quero concluir a leitura primeiro, aposto que não há qualquer série, por muito boa que seja, me supere o prazer desta leitura! Leia assim que possível!!!!
De Lígia a 29 de Setembro de 2010 às 00:06
Pus hoje os dois volumes de "Os Pilares..." para ver se os leio finalmente e antes de cair na tentação de ver a série...
Quero desfrutar primeiro do prazer da leitura e depois sim, claro que não quero perder a série.
Há anos que ouço e leio maravilhas sobre estes livros do Ken Follett e fui adiando, adiando devido ao tamanho do livro e da letra, mas chegou a altura :)
Gosto muito deste autor, sei que no mínimo, será uma boa leitura, mas depois de ler a tua opinião, a fasquia está muito mais acima ;)
Boas leituras!
De marcia a 29 de Setembro de 2010 às 00:51
Lígia, espero que a fasquia não esteja tão alta ao ponto de te desiludir... eu sinceramente acho que não. Também não me agradam as letras pequenas...e as páginas brancas fazem-me doer os olhos... mas é uma história que não se larga...
Espero que gostes!
De Hagna a 29 de Setembro de 2010 às 23:33
Adorei este livro!
Comecei a ler e não consegui parar, li em 3 dias e como ainda não tinha o vol.II andei a penar uns dias até comprar o outro (que acabou por me ser oferecido pelo meu namorado que já não aguentava ouvir-me - se bem que eu andava a fazer o papel de contadora de histórias e ele tb queria saber o fim)
É lindo!! Agora vou ver a série porque fiquei curiosa mas sei que nada é como o livro!
beijinhos ;)
De marcia a 30 de Setembro de 2010 às 00:01
Esta leitura está a ser realmente uma experiência extraordinária. Também tenho curiosidade em ler "Um Mundo sem Fim", já leste?
Quanto à série quero ver em seguida...haja tempo! :)
De Hagna a 30 de Setembro de 2010 às 14:47
Está na minha lista mas ainda não comprei.
Já ouvi críticas muito boas e depois de ler Os Pilares da Terra fiquei a achar que qualquer livro deste autor vale a pena, espero não me desiludir ;)
De marcia a 30 de Setembro de 2010 às 14:52
Concordo, já li outros livros do autor e gostei. Por exemplo "O Homem de Sampetersburgo" é excelente! Recomendo.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O Ano da Dançarina - Carl...

. Minotauro - O Homem que D...

. Os Desafios da Europa – U...

. Rapariga em Guerra - Sara...

. O Leitor do Comboio - Jea...

. A Breve e Assombrosa Vida...

. Revista Inominável #7

. A verdade sobre o caso Ha...

. Marcador - O Ano da Dança...

. A Serpente do Essex - Sar...

.últ. comentários

Uhm, interessante... Paula
Atenção que a Dançarina pode ter um significado di...
É verdade! Vêm aí muitas coisas boas! Deixo também...
Nunca li nada desta autora, mas deixaste-me curios...
Obrigada, Márcia. Quando pedi para avisares, pense...
Muito obrigada, Isaura! Beijinho!
Beijinhos, Isaura! Obrigada por teres ido!
Olá Paula! Vêm aí novidades interessantes da Minot...
Acho que vais gostar, Ana!
é bem "agarrado", Teresa!

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds