Domingo, 29 de Abril de 2012

O Circo dos Sonhos - Erin Morgenstern - Opinião

 

Confesso que este é um livro que eu, à partida, não escolheria para ler por achar que poderia ser demasiado fantasioso. As referências a Harry Potter não são, para mim, muito positivas na medida em que nunca captou o meu interesse. Contudo, a curiosidade levou a melhor, e ainda bem, pois trata-se de um livro delicioso que se lê como uma história de encantar. Doce e suave como um sonho bom, um romance que é como uma caminhada nas nuvens.

As descrições deste circo muito especial são mágicas, deixaram-me maravilhada e levaram-me para o mundo dos sonhos, num espetáculo diferente, inesperado, onde tudo pode acontecer. O irreal torna-se possível e a magia acontece verdadeiramente.

Celia e Marco foram escolhidos para serem rivais num desafio que eles próprios não entendem. Privilegiados com poderes especiais, foram treinados e preparados toda a vida para um confronto mágico em que só um pode vencer. Mas entre eles surge um amor especial, muito bonito e terno, lembrando as histórias da infância, aquelas que nos fizeram sonhar até à idade adulta.

Mas estas, apesar de personagens centrais, não são as únicas personagens importantes para o desenrolar da narrativa. Sem querer contar demasiado deixo no ar que se trata de um livro que oferece pistas constantes acerca do desfecho, e de quem serão os principais envolvidos no final que esperamos ter…mas que talvez seja mais surpreendente do que se possa pensar. Os saltos temporais oferecem pistas muito misteriosas, é necessária atenção às datas e locais.

Com uma escrita envolvente e por vezes enigmática, a autora embrulha-nos num manto de magia que, apesar de descrito a preto e branco se revela o mais colorido dos romances. Com muito glamour e alguma excentricidade acreditamos que a magia existe mesmo, que nada é ilusão. A capa e o grafismo deste livro têm uma função preponderante ao transportar o leitor para o Circo dos Sonhos – sobriedade, beleza e elegância.

Os seguidores deste Circo especial são de uma importância primordial na manutenção da mística do espetáculo, fomentando o mistério e criando quase um clube secreto de “Rêveurs”, nome que dão a si próprios.

Com receio de revelar demasiado fico por aqui, deixando alguns excertos que me marcaram mais, e que espero que sejam suficientes para fazer de cada leitor um verdadeiro membro do grupo de “Rêveurs”. Acreditem que vale a pena!

“Levanta a tampa e olha para o interior. Além de uma fina espiral de fumo que se escapa, o frasco está vazio. Ao examiná-lo mais de perto, sente o cheiro do fumo da lareira, combinado com uma leva alusão a neve e a castanhas assadas. Intrigado, inala mais profundamente. Chega-lhe o aroma de vinho quente e doces cobertos de açúcar, hortelã-pimenta e fumo de cachimbo. O cheiro revigorante de um abeto. A cera de velas a gotejar. Quase consegue sentir a neve, a animação, a expectativa, o sabor açucarado de um bombom às riscas. É estonteante, maravilhoso e insólito.” (pág. 284)

“O chão debaixo dos seus pés estremece subitamente, tornando-se instável, mas Marco agarra-a pela cintura para a suster de pé.

Ao abrir os olhos, Celia vê que estão no convés de um navio, a meio do oceano.

Só que este navio é construído com livros e as velas são formadas por folhas a esvoaçar, navegando por um mar de tinta completamente negra.

O céu está cheio de pequenas luzes em suspenso, como se fossem estrelas muito compactas e brilhantes como o sol. “ (pág. 313)

Sinopse

“Um misterioso circo itinerante chega sem aviso e sem ser precedido por anúncios ou publicidade. Um dia, simplesmente aparece. No interior das tendas de lona às listas pretas e brancas vive-se uma experiência absolutamente única e avassaladora. Chama-se Le Cirque des Rêves (O Circo dos Sonhos) e só está aberto à noite.
Mas nos bastidores vive-se uma competição feroz - um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, que foram treinados desde crianças exclusivamente para este fim pelos seus caprichosos mestres. Sem o saberem, este é um jogo onde apenas um pode sobreviver, e o circo não é mais do que o palco de uma incrível batalha de imaginação e determinação. Apesar de tudo, e sem o conseguirem evitar, Celia e Marco mergulham de cabeça no amor - um amor profundo e mágico que faz as luzes tremerem e a divisão aquecer sempre que se aproximam um do outro.
Amor verdadeiro ou não, o jogo tem de continuar e o destino de todos os envolvidos, desde os extraordinários artistas do circo até aos seus mentores, está em causa, assente num equilíbrio tão instável quanto o dos corajosos acrobatas lá no alto.
Escrito numa prosa rica e sedutora, este romance arrebatador é uma dádiva para os sentidos e para o coração. O Circo dos Sonhos é uma obra fascinante que fará com que o mundo real pareça mágico, e o mundo mágico, real.”

Civilização Editora, 2012

publicado por marcia às 22:39
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 28 de Abril de 2012

Resultado do Passatempo "O Circo dos Sonhos"

 

Já foi escolhida a vencedora do passatempo “O Circo dos Sonhos”. Muitos parabéns à Carina Monteiro da Amadora que enviou este original acróstico:

 

“Oiçam, oiçam o anúncio do palhaço!

 

Corre as ruas a rir e a anunciar,

Imaginem o tropeçar e o embaraço,

Risos das crianças a voar,

Conquanto ele tropece no sapato

Onde devia caminhar!

 

Depois sigam-no selva adentro;

Olvidados na tenda colorida a rugir,

São leões e tigres sedentos de te fazer fugir!

 

Sobra o oculto, que se esconde

Onde os sonhos aguardam a magia.

Nada se iguala à varinha que responde:

Há coelho a espreitar da cartola vazia!

Ouves as palavras místicas da ilusão…

São o surreal possível do coração.”

 

Agradeço a todos os participantes e, claro, à Civilização Editora por apoiar e tornar possíveis estas iniciativas.

A vencedora foi contactada por e-mail. Boas leituras!

publicado por marcia às 15:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Será que sabemos tudo sobre Fernando Pessoa? - O ANJO QUE QUERIA PECAR, de Francisco Salgueiro - Oficina do Livro

 

 

O Mistério da Boca do Inferno, um encontro entre Fernando Pessoa e Aleister Crowley.

A maldição da boca do inferno, o segredo de um lugar místico escondido durante décadas pelo homem mais perverso do mundo, é finalmente revelada no livro mais enigmático do ano.

Sobre o Livro

O «Mistério da Boca do Inferno» assombrou gerações durante décadas. O inexplicável desaparecimento do célebre mestre do oculto e da magia negra Aleister Crowley, com a conivência do escritor Fernando Pessoa, colocou Portugal e a Europa em sobressalto nos anos 30.

Mas, factos só agora revelados demonstram que a conspiração se prolongou muito para lá do seu tempo, chegando aos dias de hoje e envolvendo uma perversa teia de sexo e manipulação orquestrada por uma criatura demoníaca, da qual foi vítima o Anjo que Queria Pecar.

Os títulos de cada capítulo do livro são frases escritas por Fernando Pessoa ou por seus heterónimos.

Book trailer - http://www.youtube.com/watch?v=Qe8F4-hx-fA

Sobre o Autor

Autor do bestseller O Fim da Inocência, Francisco Salgueiro nasceu em Lisboa, em 1972. Licenciado em Comunicação Empresarial, é sócio de uma empresa de marketing digital, Wibii Marketing Tailors. Publicou dez livros, dos quais se destacam Homens Há Muitos e A Praia da Saudade.

Visite o blog:  http://franciscosalgueiro.blogspot.com/

PVP 14,90 eur

240 págs.

publicado por marcia às 14:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Abril de 2012

Porto Editora - Ficção - 'A Mulher-Casa', de Tânia Ganho

 

No dia 3 de maio chega às livrarias A Mulher-Casa, o mais recente romance de Tânia Ganho, que tem como pano de fundo a cidade de Paris e como protagonista uma mulher que procura combater a solidão a que a sua casa e família a condenaram.

Oferecendo um olhar único sobre a romântica capital francesa, a autora dá-nos também a perspetiva de uma mulher que abdica da sua própria vida em prol do marido e do filho, o que a reduzirá à solidão e a levará a colocar em causa os seus valores.

Tânia Ganho vai estar na Feira do Livro de Lisboa no dia 6 de maio, a partir das 15:00, para uma sessão de autógrafos e para participar, juntamente com outras autoras, no Porto de Encontro que se realiza, pela primeira vez, em Lisboa.

SINOPSE

Ela é uma modista de chapéus pouco conhecida; ele, um ghostwriter de políticos menores e personalidades duvidosas. Quando trocam a pacata Aix-en-Provence pela imponente Paris, levam consigo toda uma bagagem de sonhos e promessas de glamour. Porém, o crescente sucesso profissional do marido depressa reduz Mara ao papel de mãe e dona de casa, arrastando-a para um abismo de solidão e desencanto.

É então que se envolve com Matthéo, um jovem chef mais novo do que ela, e de súbito se vê enredada numa espiral de sentimentos contraditórios onde a lealdade, a luxúria e o dever encerram as agonizantes perguntas: poderá uma adúltera ser uma boa mãe? Poderá ela esperar que este amor proibido a salve de si mesma e da sua falta de fé?

A AUTORA

Tânia Ganho nasceu em Coimbra, onde estudou e deu aulas de tradução como assistente convidada da Universidade. Depois de ter feito legendagem de filmes durante vários anos e de ter passado pela redação da SIC como tradutora de informação, decidiu dedicar-se exclusivamente à literatura. É tradutora de autores como David Lodge, Ali Smith, Rachel Cusk, Chimamanda Ngozi Adichie, Annie Proulx, Abha Dawesar, Jeanette Winterson e Anaïs Nin, entre muitos outros. Tem já publicados os romances A Vida sem Ti, Cuba Libre e A Lucidez do Amor, este último na Porto Editora.

Para mais informações visite o site da autora: http://www.taniaganho.com/

Título: A Mulher-Casa

Autor: Tânia Ganho

Págs: 376

PVP: 16,60 €

publicado por marcia às 18:54
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Abril de 2012

Novidade Quinta Essência: «Diz-me quem és», de JR Ward a escrever como Jessica Bird (27 de abril)

 

Nomeado para Melhor Livro de Suspense Romântico em 2004

Ela pensou que tinha tudo… até o conhecer

Grace Hall é uma socialite deslumbrante, rodeada de glamour, privilégio e riqueza, mas a sua fortuna fez dela o alvo de um louco que anda a matar as mulheres mais influentes de Manhattan. Para se proteger, Grace exige o melhor dos guarda-costas – e depara com muito mais do que esperava.

John Smith é um especialista em segurança intransigente e frio que é tão dedicado ao seu trabalho como é mortífero. Mudar-se para o luxuoso apartamento de cobertura de Grace é a última coisa que deseja, mas é impossível dizer-lhe que não. Quando explica as regras à sua nova cliente, surgem entre eles faíscas, bem como um desejo incendiário. Com Grace nos braços, John dá por si a baixar as próprias defesas. À medida que as noites amenas se tornam escaldantes e o assassino se aproxima, Grace e Smith enfrentam uma escolha crucial: seguir as regras ou seguir os seus corações.

J. R. WARD é a autora dos romances da Irmandade da Adaga Negra e da série Anjos Caídos. Foi galardoada com o prestigiado Rita Award para para Melhor Romance Paranormal, tendo sido ainda nomeada várias vezes para os prémios da revista Romantic Times. Vive no Sul dos Estados Unidos com o seu marido incrivelmente generoso e o seu amado golden retriever. Depois de se ter formado em Direito, começou a sua vida profissional na área da saúde, em Boston, tendo passado muitos anos como chefe de equipa de um dos centros clínicos dessa cidade. 

http://www.jrward.com/

404 pp

€17,50

publicado por marcia às 15:03
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Abril de 2012

Lançamento "Alma Rebelde", de Carla M. Soares

publicado por marcia às 21:00
link do post | comentar | favorito
|

Feliz Dia Mundial do Livro!


 

Que nunca deixem de sonhar e imaginar! Mesmo estando acordados!
publicado por marcia às 00:30
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 22 de Abril de 2012

O Fundamentalista Relutante - Moshin Hamid - Opinião

 

Continuando a dar preferência aos livros mais curtos, este tem 128 páginas, vou descobrindo verdadeiras maravilhas. A verdade é que nunca tinha ouvido falar deste livro, mas uma cativante promoção aliada a uma sinopse interessante, fez-me arriscar na sua compra e na sua leitura.

Uma capa pouco apelativa para os dias de hoje, um autor desconhecido (pelo menos para mim) não foram suficientes para me impedir de ler a primeira página; a partir daí o interesse do tema e a originalidade da escrita fizeram o resto.

A Publishers Weekly diz tratar-se de “Um romance inteligente e absorvente sobre o 11 de Setembro”. Sinceramente não concordo. Apesar de o 11 de Setembro decorrer durante a ação deste livro, e ter, obviamente, consequências marcantes na vida de Changez, um Paquistanês a viver em Nova York, considero que “O Fundamentalista Relutante” não se resume a isso.

Changez é intelectualmente brilhante. Ao terminar o curso em Princeton tem a oportunidade de começar de imediato a trabalhar numa empresa de grande dimensão, com um cargo estimulante e um rendimento elevado. Vive o chamado “sonho americano” e, apesar de pertencer a uma família que vive confortavelmente no seu Paquistão natal, não deixa de ver as óbvias diferenças de modo e qualidade de vida, de oportunidades, de conforto do mundo ocidental.

Este livro é a voz de Changez de regresso à sua terra natal contando a sua história. Não que o 11 de Setembro o tenha obrigado a regressar, mas diversos acontecimentos da sua vida após essa data fizeram-no deixar a sua vida confortável para trás e regressar às origens. As desilusões de amor, a solidão, a preocupação com a família devido à instabilidade política, a sensação de deixar de pertencer e de se identificar com a vida que leva, foram fundamentais na decisão de retorno.

Numa mesa de um restaurante (a sinopse menciona café, eu acho que é um restaurante) em Lahore, Changez conta a sua história a um americano sem nome que nunca fala, fiquei na dúvida se a personagem chega mesmo a existir tal a ausência de diálogo, sendo mais um monólogo em que Changez conta o seu percurso e faz observações críticas e muitas vezes irónicas sobre tudo o que se passou e passa à sua volta. Nesta ironia encontrei o ponto forte do livro, para mim pode por vezes considerar-se uma sátira aos costumes, às diferenças entre os povos, à ironia dos acontecimentos que, de um momento para o outro, fazem os outros olhar para a mesma situação de um ângulo diferente.

Não conhecia o autor, nem sei se alguma vez lerei mais alguma coisa de Moshin Hamid, mas reconheço a mestria e a originalidade da sua escrita, num livro que faz pensar acerca da mudança, do amor, e do peso das decisões no percurso das nossas vidas. Não deve ser muito fácil de encontrar nas livrarias mas merece o esforço da procura. Recomendo.

Sinopse

“Sentado a uma mesa de café em Lahore, um paquistanês conversa com um americano desconhecido, suspeito e possivelmente armado. À medida que anoitece, o paquistanês começa a contar a história que os levou a este encontro fatídico… Changez está a viver o sonho americano. Foi dos melhores alunos de Princeton e trabalha numa empresa de topo. Changez vibra com a energia de Nova Iorque, com a intensidade do seu emprego e com a sua grande paixão por Érica, que o vai levar a fazer parte da elite de Manhattan. Parece que nada vai impedir a ascensão meteórica de Changez, tanto a nível pessoal como profissional. Mas com o 11 de Setembro, Changez vê a sua posição na cidade adoptiva mudar radicalmente, e a sua relação com Érica a desmoronar-se pelo despertar dos fantasmas do passado desta. A própria identidade de Changez sofre também uma enorme mudança, revelando fidelidades mais importantes que o dinheiro, o poder e até mesmo o amor.”

Civilização Editora, 2007

publicado por marcia às 22:40
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 21 de Abril de 2012

Passatempo "O Circo dos Sonhos" - Participem até Domingo!

 
 
Todos os pormenores aqui.

 

publicado por marcia às 02:09
link do post | comentar | favorito
|

Porto Editora - Não Ficção - Guia Galp

 

Está já à venda a primeira edição do Guia Galp – Os melhores restaurantes e vinhos de Portugal, publicado pela Porto Editora.

Trata-se de um guia feito para o amante da boa mesa, que propõe a descoberta dos melhores restaurantes e vinhos, refeições de prazer e bom gosto, sem descurar toda a informação essencial a quem visita este país detentor de uma oferta gastronómica única e encantadora.

O símbolo escolhido para distinguir os melhores restaurantes é o G de Galp, de Gastronomia, de Gosto e de Gourmet. O leitor encontrará, assim, restaurantes distinguidos com 3G, 2G, G e Recomendados.

O Guia Galp – Os melhores restaurantes e vinhos de Portugal, é fruto de uma parceria entre a Galp Energia e a Academia Portuguesa de Gastronomia que, no âmbito do programa Prove Portugal — doTurismo de Portugal —, estabeleceram como primordial a elaboraçãode um inédito levantamento que permita a quem viaja descobrir as melhores ofertas gastronómicas do nosso País.

SINOPSE

Esta primeira edição do Guia Galp resultou do exaustivo levantamento e de uma rigorosa avaliação de mais de mil restaurantes do território continental, Açores e Madeira.

Os restaurantes são classificados de acordo com critérios que procuram louvar a qualidade dos pratos apresentados, do serviço de mesa, a elaboração da carta de vinhos e eventuais valias complementares.

No que diz respeito aos vinhos, é proposta uma seleção de diversas categorias, catalogada por estilos e regiões vinícolas, procurando sempre sugerir o melhor enlace para acompanhar uma refeição.

O viajante encontrará informação adicional sobre a gastronomia de cada distrito, os pontos de interesse turístico e mapas das suas capitais, as coordenadas de cada restaurante, o horário de funcionamento, os preços praticados, os modos de pagamento e os contactos para reservas, entre outras.

Título: Guia Galp Os melhores restaurantes e vinhos de Portugal

Autor: Academia Portuguesa de Gastronomia

Págs: 592

PVP: 14,90 €

publicado por marcia às 01:56
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Todos os Fogos o Fogo - J...

. O Motorista de Autocarro ...

. Lançamento do livro "Os D...

. O Homem Domesticado - Nun...

. Eu Confesso - Jaume Cabré...

. Leitura Conjunta - A Músi...

. Porto Editora - A Arte de...

. A Última Rodada - Rui Mig...

. Granta Portugal 9 - Comer...

. A Oeste Nada de Novo - Er...

.últ. comentários

Sim, também eu, a tudo o que escreveste, Paula. Ex...
Tantas palavras que gosto de associar aos contos: ...
Um livro que torna certas as alturas erradas...
É merecedor de atenção, Isaura.
Obrigada pelo comentário, Carlos, depois gostaria ...
Obrigada, Isaura. Escrevo-te uma dedicatória com t...
Olá Márcia,Como já sabes não pude ir à apresentaçã...
Já tinha visto este livro, mas não lhe dei a devid...
Vou ter mesmo que ler...mas acho que não para já.....
Já o comprei, está na lista das obras para ler em ...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds