Domingo, 30 de Janeiro de 2011

Positiva-mente - Catarina Rivero e Helena Águeda Marujo - Opinião

 

Este fim-de-semana dediquei-me a este livro; interessou-me logo que soube do seu lançamento. Agora, concluída a leitura, sinto que chegou até mim, que me identifiquei com os conceitos abordados e que, acima de tudo, tenho vontade de mudar algumas coisas na minha forma de estar.

Muitos são os livros que actualmente oferecem promessas de mudar a nossa vida, milagres do pensamento positivo levado ao extremo e sucesso sem qualquer base ou esforço. As autoras deste “Positiva-mente” repetem continuamente a base científica da Psicologia Positiva, explicam o conceito e desenvolvem tarefas simples que podemos adoptar no nosso dia-a-dia para nos sentirmos mais felizes.

Numa época de crise em que o pessimismo está na ordem do dia, não é fácil manter o pensamento positivo e a fé no futuro. Contudo, com algumas sugestões e exercícios simples, podemos de facto mudar os nossos dias, todos os dias. Com persistência e determinação podemos afastar a negatividade do nosso percurso e atingir os objectivos a que nos propomos, seja no trabalho ou na vida pessoal.

Fiquei feliz por perceber que, apesar de o percurso ser sinuoso, estou no caminho certo. Pelo menos em teoria conheço o caminho, mas nem sempre é fácil adoptar conceitos teóricos à vida prática. Mas afinal o que nos faz felizes? Não me refiro a sensação de felicidade breve e passageira como aquela que obtemos ao fazer uma compra de algo que queremos há muito tempo, mas sim aquela sensação de felicidade que dura e é compensadora. É neste ponto que este livro me agradou muito pois aborda um conceito de felicidade colectiva, da necessidade de podermos contar com os outros, deixarmos de ser as ilhas em que a vida actual nos transformou para nos darmos mais aos outros e, claro, receber em troca o que tiverem para nos dar.

Completamente absorvidos pelas obrigações do trabalho, a que nos dedicamos cada vez mais horas, sem tempo nem paciência para o romance e para os filhos, com inúmeras preocupações financeiras e com uma enorme falta de fé no futuro, conseguirá a nossa sociedade recuperar os sorrisos? Depois de ler este livro tenho de responder sim, ou não teria absorvido nada do que é exposto… mas todos temos de fazer a nossa parte para sermos uma sociedade mais feliz, com preocupações menos egoístas que vão para além de nós próprios. Quero acreditar que atingiremos esse patamar de altruísmo e de uma existência desinteressada pelo excessivo materialismo. Utopia? Acho que não…leiam este livro e verifiquem que não é assim tão difícil.

Sinopse 

“Será que sou capaz de me sentir feliz aqui e agora? Sentir-me realizada com o meu dia-a-dia? Satisfeita com a minha vida? Ser mais positivo na minha relação com os outros? Treinar-me para viver num maior equilíbrio emocional? Deixar de lado o pessimismo habitual e aumentar a confiança de que serei capaz de resolver os problemas da minha vida? Catarina Rivero e Helena Águeda Marujo garantem-nos que sim. É possível. E, por incrível, que pareça, para conseguir viver Positiva-mente basta dar pequenos passos para alcançar grandes mudanças. Na realidade, o que nos faz aumentar as nossas emoções positivas, como a alegria, o contentamento, o amor, ou o que nos pode ajudar a descobrir mais sentido para o que somos e fazemos, são mudanças e acções aparentemente simples, básicas, leves, sem complicações: - Passar a listar diariamente as coisas boas que acontecem ao longo do dia; - Substituir a linguagem crítica por uma linguagem positiva; - Alimentar a ternura e a admiração pelo seu companheiro e escutá-lo apreciativamente; - Colocar mais riso na sua vida; - Dedicar tempo aos amigos e às relações importantes da vida; - Sonhar, planear e concretizar o que considera ser um «dia ideal»;”

A Esfera dos Livros, 2011 

publicado por marcia às 23:50
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 29 de Janeiro de 2011

POSITIVA-MENTE – Pergunte às autoras!

 

Convido todos os meus visitantes a um momento de pausa e reflexão sobre o seu percurso pessoal. “POSITIVA-MENTE” é um dos lançamentos deste mês da Esfera dos Livros, um livro que procura melhorar e equilibrar o dia-a-dia com conselhos orientados para o bem-estar e optimismo.

Irei colocar algumas questões às autoras Catarina Rivero e Helena Marujo, e lanço o desafio a quem quiser ver satisfeitas as suas dúvidas ou curiosidades sobre o tema. Terei muito gosto em partilhar os resultados aqui no blogue.

Enviem as vossas questões para marciafb@net.sapo.pt

Para se inspirarem transcrevo um trecho do livro que achei interessante:

“A sociedade contemporânea tem vivido em redor de conceitos e experiências de crise, depressão, patologias, falta de tempo para o mais importante… Em todos os momentos históricos houve dificuldades – a vida não foi fácil para as gerações antes de nós – mas hoje estamos a deixar-nos deprimir e a perder o gosto e o sentido na vida. A polimedicação e os psicotrópicos (ansiolíticos, anti-depressivos, estimulantes…) cresceu exponencialmente e passou a ser natural entre crianças, adolescentes e adultos, o que nos faz entrar numa espiral social de enfraquecimento progressivo. Urge reflectir e actuar em direcção a uma vida de qualidade, onde as experiências de fluir a apreciar a vida aconteçam, e possamos optimizar o que nos protege da infelicidade, em vez de apenas remediar, tratando-nos quando adoecemos.” (Pág. 90)

Mais informações sobre o livro aqui.

publicado por marcia às 23:58
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

Porto Editora - Ficção - Todas as amizades têm os seus segredos

 

Depois do sucesso de A doçura da chuva, a Porto Editora publica um novo romance de Deborah Smith, Segredos do passado, que chega às livrarias no primeiro dia de Fevereiro.

Este romance comovente e original relata um amor inocente e capaz de sobreviver a todas as adversidades. Entre outras distinções, Deborah Smith recebeu o Prémio de Carreira atribuído pela Romantic Times Magazine.

SINOPSE

Filha de uma respeitada família de Dunderry, na Geórgia, Claire Maloney era uma menina caprichosa e mimada, mas isso não a impediu de travar amizade com Roan Sullivan, um rapaz feroz, órfão de mãe, que vivia numa caravana com o pai alcoólico. Nunca ninguém conseguiu compreender o laço que unia as duas crianças rebeldes. Mas Roan e Claire pertenciam um ao outro… até à violenta tarde em que o terror tomou conta das suas vidas e Roan desapareceu.

Durante vinte anos, Claire procurou o rosto do seu amor de infância por entre a multidão. Durante vinte anos, esperou ansiosamente uma carta e sobressaltou-se a cada toque do telefone. No entanto, quando Roan surge novamente na sua vida, a alegria de Claire não é completa, pois ao contrário do que se afirma o tempo não apaga todas as feridas.

Algumas permanecem ocultas, prestes a reabrir-se ao mais pequeno incidente. Que segredos do passado envenenam o presente e minam o futuro?

A AUTORA

Deborah Smith é uma das autoras americanas mais lidas em todo o mundo: a sua obra já vendeu mais de três milhões de exemplares.

Nomeada para diversos prémios importantes, como o RITA Award da Romance Writers of America e o Best Contemporary Fiction da Romance Reviews Today, foi distinguida com o Prémio de Carreira atribuído pela Romantic Times Magazine.

No catálogo da Porto Editora figura já o seu romance A doçura da chuva, que obteve assinalável êxito junto dos leitores portugueses. 

Página pessoal: www.deborah-smith.com

publicado por marcia às 22:11
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011

A rainha do romance histórico revela mais um dos seus enredos...

 

Charlotte de Fontenac foge do convento onde a mãe, sequiosa da fortuna do defunto marido, a queria obrigar a tomar o véu.

Perdida na noite, a jovem depara-se com um ritual aterrador numa capela abandonada... Até que um desconhecido a arranca da perigosa contemplação.

Sobre Paris e a corte de Luís XIV sopra o vento pestilencial do Caso dos Venenos e a suspeição recai sobre todos.

Encontrando refúgio em casa da tia, madame de Brecourt, Charlotte é enviada para a corte da jovem e pitoresca duquesa de Orleães, Madame, a princesa Palatina.

Um caminho singular, o dos palácios reais, abre-se diante de Charlotte, e os perigos avolumam-se. Um capricho da natureza fá-la parecer-se com um antigo amor de Luís XIV, o que lhe vale o ódio de madame de Maintenon, em vias de tomar o lugar de madame de Montespan. No momento de maior perigo é Maria Teresa, a rainha, que lhe presta auxílio... mas morre passados quatro dias.

Mortes suspeitas, missas negras, um amor que não ousa dizer o seu nome e protecções que desaparecem uma após outra. Que vai ser de Charlotte?

Esta é a primeira parte de uma série de dois livros com a acção centrada na Época dos Venenos, um episódio real que abalou a corte de Luís XIV. Ainda por desvendar, estão muitos dos mistérios, suspeitas e aparatosas execuções, que ocorreram entre 1670 e 1682. A Rainha Maria Teresa foi apenas mais uma das muitas vítimas de esquemas políticos e passionais que alimentavam a Paris do faustoso monarca…

Sobre a autora: Herdeira da tradição do romance histórico do século xix, Juliette Benzoni tem os seus romances traduzidos em mais de 25 línguas. Com a sua escrita envolvente e rigorosa, a autora guia o leitor através das tramas e aventuras mais ousadas. O imenso êxito que alcança com as suas séries demonstra o seu grande talento e é considerada uma figura de primeiro plano neste género literário. Muitos consideram-na, pela longevidade e abrangência da sua obra literária, «a rainha do romance histórico».

Tem vários livros convertidos em filmes e séries televisivas.

Informação Técnica

280 páginas

PVP: 18,85€

Tradução de Irene Daun e Lorena e Nuno Daun e Lorena

Já disponível.

publicado por marcia às 23:07
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 22 de Janeiro de 2011

A Ilha dos Encantos - Mary Nickson - Opinião

 

 

Há livros que achamos logo que vamos gostar. A sinopse e o conceito deste “A Ilha dos Encantos” chamaram por mim; uma capa de bom gosto também ajudou. A verdade é que me estava mesmo a apetecer este género de romance, leve e suave, que se lê com calma e prazer. Uma leitura constante, uma bela história como um mergulho no mar cálido e azul de uma ilha encantada.

Desde a primeira página que foi como entrar numa viagem deliciosa, daquelas que não queremos que acabem e que nos transportam para outras paragens e outras vidas.

Vitória vê o seu mundo desabar quando o marido morre inesperadamente. Sozinha com o filho luta por manter a cabeça à tona de água e continuar a sua vida; mas a verdade pode ser cruel e é só depois de viúva que descobre que o marido não fora o homem que ela pensou, de repente sente que viveu uma vida com um completo estranho. Esta é a história da recuperação emocional de Vitória, do seu regresso à casa da avó na Grécia, de uma fuga a uma realidade que a sufoca e oprime. No entanto, e porque a vida tem estranhas formas de nos mostrar o caminho, Vitória vai descobrir o amor bem mais cedo do que julgara possível, e vai perceber que até então não sabia nada sobre o poder da verdadeira paixão.

Novos conhecimentos, vidas entrelaçadas, dramas familiares e um grande amor do passado são os pratos fortes deste romance apaixonante sobre novos começos, força e vontade de viver. Com belíssimas descrições daquele que deverá ser um dos mais belos locais do mundo, acompanhamos esta história de amor cativante sem ser lamechas, que é também uma lição sobre valores tão nobres como a amizade e a família. O desfecho é deliciosamente previsível, nada como um belo final feliz!

Sinopse 

“Feito de histórias de afecto, recordações, esperança no futuro e acertos de contas com o passado, A Ilha dos Encantos tem como protagonistas Victoria, órfã desde os seis anos, e Evanthi, sua avó e dona da casa veneziana onde Victoria passava as suas férias, até casar com Richard.

Com a repentina e inesperada morte do marido, e mergulhada numa profunda depressão, Victoria decide abandonar a localidade onde vive, e refugiar-se na saudosa casa veneziana da avó. Aí, na idílica ilha do mediterrâneo, Victoria parece ter encontrado forças para superar a dor do luto e refazer a sua vida. Mas para enfrentar o futuro é preciso averiguar a verdade sobre o passado…

Ambientado num mediterrâneo intocado, na essência da alma grega e ao estilo das grandes sagas familiares, A Ilha dos Encantos é um romance escrito de forma notável e com desmedida sensibilidade.”

Clube do Autor, 2011

publicado por marcia às 22:45
link do post | comentar | favorito
|

Phillipa Gregory e Martina Cole nas novidades da Civilização Editora para Fevereiro

         

 

A Rainha Vermelha - Phillipa Gregory  

SINOPSE: Herdeira da rosa vermelha de Lancaster, Margarida vê as suas ambições frustradas quando descobre que a mãe a quer enviar para um casamento sem amor no País de Gales. Casada com um homem que tem o dobro da sua idade, depressa enviúva, sendo mãe aos catorze anos. Margarida está determinada em fazer com que o seu filho suba ao trono da Inglaterra, sem olhar aos problemas que isso lhe possa trazer a si, à Inglaterra e ao jovem rapaz. Ignorando herdeiros rivais e o poder desmedido da dinastia de York, dá ao filho o nome Henrique, como o rei, envia-o para o exílio, e propõe o seu casamento com a filha da sua inimiga, Isabel de York.

OUTROS TÍTULOS DA AUTORA PUBLICADOS PELA CIVILIZAÇÃO: A Rainha Branca; A Outra Rainha; Duas Irmãs, Um Rei; A Herança Bolena; O Amante da Rainha; Catarina de Aragão, a Princesa Determinada; A Espia da Rainha

PÁGINAS: 408 | Tradução: Maria Beatriz Sequeira | Capa mole | PVP: 17,90 €

 

Ruas Escuras - Martina Cole

SINOPSE: VIDAS DURAS, LIÇÕES DURAS. O CRIME NAS RUAS. Quando uma prostituta é encontrada morta, mutilada e brutalmente violada, a inspectora Annie Carr pensa que nunca viu nada assim nem quer voltar a ver, nunca mais.

Kate Burrows, uma inspectora reformada que agora faz consultadoria, tem muita experiência na investigação de homicídios – foi ela que capturou o Estripador de Grantley e acabou com a maior rede de pedofilia do Sudeste. Kate está determinada a ajudar a prender o assassino. Mas, seja ele quem for, não vai ser uma presa fácil e quando o corpo de outra rapariga é encontrado, ainda mais horrivelmente desfigurado do que o anterior, torna-se evidente que o assassino está apenas a aquecer…

SOBRE A AUTORA: 17 livros publicados, traduzidos em 22 línguas e que venderam mais de 10 milhões de exemplares em todo o mundo, Ruas Escuras foi directamente para o número um do top de vendas no Reino Unido.

OUTROS TÍTULOS DA AUTORA PUBLICADOS PELA CIVILIZAÇÃO: A Firma; Os intocáveis, Por Perto; Duas Mulheres; Os Predadores; Justiça Amarga

PÁGINAS: 384| Tradução: Ana Cunha | Capa mole | PVP: 18,90 €

publicado por marcia às 00:46
link do post | comentar | favorito
|

Novidade Civilização Editora para Fevereiro: A Biblioteca Privada de Hitler – Os Livros Que Moldaram a Sua Vida - Timothy W. Ryback

 

Nesta brilhante e original exploração de algumas das influências na formação de Adolf Hitler, Timothy Ryback examina os livros que influenciaram o homem e o seu pensamento. Hitler ficou mais conhecido por queimar livros do que por coleccioná-los, mas, como Ryback nos mostra de forma tão nítida, os livros foram uma presença constante na vida de Hitler. Acompanharam-no desde os seus anos como cabo na frente de guerra durante a Primeira Guerra Mundial até aos últimos dias antes do seu suicídio em Berlim. Ryback examina, dedicando uma extraordinária atenção ao pormenor, os volumes da colecção particular de Hitler que sobreviveram, e revela as ideias e obsessões que o absorviam nos seus momentos privados e as consequências que tiveram no mundo. Um excelente trabalho de investigação académica e um retrato biográfico cativante, A Biblioteca Privada de Hitler é uma das obras mais pessoais e sombrias sobre Hitler que alguma vez foram escritas.

PÁGINAS: 320 | Tradução: Isabel Leite da Silva | Capa mole | PVP: 18,90 €

publicado por marcia às 00:40
link do post | comentar | favorito
|

Em Fevereiro com a Civilização Editora: Os 33 - O dramático resgate dos mineiros chilenos – Jonathan Franklin

Os 33 - O dramático resgate dos mineiros chilenos é um relato absorvente e rigoroso do mais longo e profundo enterramento humano de sempre, acompanhado de perto por Jonathan Franklin, o jornalista que começou a seguir a história a 5 de Agosto, o dia em que a terra tremeu e deixou 33 homens presos no interior de uma mina de cobre em São José, um lugar perdido a mais de 800 quilómetros de Santiago do Chile. Na altura, o mundo ainda não sabia da existência destes homens, o que viria a acontecer algumas semanas mais tarde, a 22 do mesmo mês, quando uma sonda revelou que estavam vivos. Durante um mês, o autor de Os 33 viveu na encosta onde fora montado o centro de operações de salvamento. […].

SOBRE 33 MEN: Uma das histórias mais mediáticas – a nível mundial – de sempre; o autor foi o único jornalista com acesso aos homens soterrados, às suas famílias e às equipas de salvamento desde as primeiras horas e foi transmitindo nos media como The Guardian, The Washington Post, The Observer (RU) e The Sydney Morning Herald, ABC News, CNN International, Univision e o Discovery Channel. O livro vai ter estreia mundial simultânea em Fevereiro, estando, desde já, confirmada a publicação em 16 países.

PÁGINAS: 304 | Tradução: Isabel Silva | Capa mole | PVP: 16,00 €

publicado por marcia às 00:35
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2011

"Um Acto de Amor - tudo o que precisa de saber para amamentar o seu bebé com sucesso" da pediatra Leonor Levy

 

A Esfera dos Livros apresenta o primeiro livro escrito, por uma pediatra portuguesa, sobre a Amamentação.

Amamentar é um acto único de amor. No entanto é um dos momentos que mais dúvidas, inquietações e ansiedade desperta numa mãe. Será que sou capaz de dar de mamar? Porque será que o meu filho não pega no peito? Será que o meu leite é bom e suficiente para que o meu bebé cresça de forma saudável? Não é melhor dar-lhe leite artificial? Devo dar de mamar de quanto em quanto tempo? Tenho os mamilos invertidos, não posso dar de mamar? Não sei porquê mas parece que tenho cada vez menos leite. A autora Leonor Levy, especialista em aleitamento materno e membro da Comissão Nacional «Iniciativa Hospitais Amigos dos Bebés» que integra o Comité Português para a Unicef desde 1998, responde a estas e outras questões e garante-nos que não há melhor presente que possamos dar aos nossos filhos, do que amamentá-los. As vantagens a curto e a longo prazo para as mães e para os bebés são muitas e variadas.

Leonor Levy nasceu em Lisboa, filha e neta de pediatras, entrou para o Lycée Français Charles Lepierre com 3 anos onde teve o privilégio de ter mestres de grande gabarito que fomentavam a liberdade e a criatividade, tendo ainda acesso a uma biblioteca onde pôde saciar a sua curiosidade intelectual. Acabou o Curso de Medicina na Faculdade de Medicina de Lisboa em 1972 e obteve o Título de Pediatra em 1980. Desde então e durante 36 anos trabalhou no Hospital de Santa

Maria e na Faculdade de Medicina de Lisboa onde foi Professora até se ter aposentado há cerca de um ano.

Tem dois filhos, uma neta e um cão. Considera que o bem mais precioso, para além da Saúde, é a família e os amigos. Nos tempos livres lê, desenha, brinca com a neta e com o cão e adora ir para o campo para pôr os pés na terra, cheirar o ar e «ouvir o som do silêncio».

publicado por marcia às 00:40
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011

Marta Crawford escreve "Diário Sexual e Conjugal de um Casal"

 

Na próxima semana A Esfera dos Livros publica o terceiro livro da conhecida psicóloga e sexóloga Marta Crawford, Diário Sexual e Conjugal de um Casal convida os leitores a acompanhar durante 12 meses o dia-a-dia do casal Joana e Miguel, os seus sonhos, desejos e sentimentos.

«Tive uma experiência sexual absolutamente divinal, o Miguel é um amante perfeito... foi inexplicável. Fizemos amor durante horas. Senti um prazer imenso, ele parecia conhecer o meu corpo de cor, tocou-me em sítios que estavam esquecidos há que tempos… As mãos do Miguel são um misto de cirurgião, guitarrista e massagista. Permitiu-me estar com ele sem pudor, entregue e a gozar plenamente. Não tenho palavras.» Joana.

Marta Crawford, conhecida psicóloga e sexóloga, está habituada a receber e acompanhar no seu consultório casais que procuram manter acesa a chama da paixão. Há pequenos truques, jogos sexuais, iniciativas individuais e a dois, formas de viver a conjugalidade que permitem aos casais manter, com muita cumplicidade, uma vida sexual activa e cheia de prazer. Neste livro, somos convidados a acompanhar, o dia-a-dia de Joana e Miguel. Com o passar do tempo, muitos casais sentem que a vida a dois entrou na rotina, e que a casa, o trabalho, os filhos e todas as preocupações da vida são mais importantes do que o casal. A vida torna-se monótona, pouco imaginativa e assexuada, o que pode levar à separação do casal. Um casal igual a tantos outros, rodeado por familiares e amigos com quem interage, com desejos, sentimentos, problemas familiares, sonhos, que deseja viver a sua vida conjugal, sexual e familiar com sucesso.

MARTA CRAWFORD é Psicologa, área de Clínica, pelo Inst. Sup. de Psicologia Aplicada e Especializada em Sexologia Clínica pela Univ. Lusófona de Humanidades e Tecnologia. Terapeuta Sexual/Sexóloga pela Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica e Terapeuta Familiar pela Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar. Pratica clínica (terapia sexual e familiar) e na Clínica do Homem e da Mulher. Fez aconselhamento e encaminhamento telefónico da linha SOS Dificuldades Sexuais e trabalhou no Instituto de Emprego e Formação Profissional e colaborou no acompanhamento psicológico de utentes do Serviço de Psicoterapia Comportamental do Hospital Júlio de Matos na consulta de Sexologia. Apresentou vários programas na TVI e na TVI 24. Foi cronista do DN, Lux Woman e Mundo Universitário e é cronista no Jornal i. Ministra cursos em áreas comportamentais e de sexualidade. Participa regularmente em debates, palestras e formações em empresas, escolas e universidades.

publicado por marcia às 00:31
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Os Loucos da Rua Mazur, d...

. Livros ao preço de postai...

. Uma Coluna de Fogo - Ken ...

. Os Loucos da Rua Mazur, d...

. Lançamento da Antologia d...

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria em Penafiel 20...

.últ. comentários

Também acho!
Demasiadas páginas que voam...
Interessante cou ler também.
Nunca cheguei a ler OS Pilares da Terra, mas vi a ...
Quero, quero, quero!!!!!!!!! :)
Eu queria saber o porquê de eu ter guardado o nome...
este está ali na fila de espera. Demasiadas página...
Fazes bem, eu adorei.
Que maravilha de evento!Um dia vou 😊
Excelente festival. Vale a pena descobrir.Beijinho...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds