Sábado, 25 de Dezembro de 2010

Livros no sapatinho!

 

 

Menos dois na lista de desejos!

Mais dois para ler!

Mal posso esperar!

tags:
publicado por marcia às 23:31
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

EM JANEIRO: ASA publica "3096 Dias", o livro de Natascha Kampusch

 

Ao escrever este livro posso finalmente dizer: Sou livre.

Um dos raptos mais longos da história.

Um relato arrepiante e corajoso.

Uma história de triunfo do espírito humano.

Estas são palavras que Natascha escreveu, sozinha na cave em que esteve aprisionada durante mais de oito anos. São a prova do seu espírito inquebrável, da coragem que a manteve viva mesmo quando o seu corpo ameaçava sucumbir.

No dia 2 de Março de 1998, Natascha Kampusch, de dez anos, tinha alcançado uma grande vitória: convencera finalmente a mãe a deixá-la ir sozinha para a escola. Queria ser mais independente, conquistar a liberdade possível a uma criança. Aguardava-a a mais sinistra das ironias…

Ao volante de uma carrinha branca, Wolfgang Priklopil escolheu-a como vítima. Algumas horas e quilómetros depois, estava deitada no chão frio de uma cave, enrolada num cobertor. Quando emergiu do cativeiro em 2006, tendo sofrido um dos mais longos raptos da história recente, a sua infância tinha terminado há muito.

Em 3096 Dias, Natascha conta a sua incrível história pela primeira vez: o que realmente aconteceu naquela manhã fatídica, a sua longa prisão numa masmorra de cinco metros quadrados e os abusos físicos e mentais sofridos às mãos do seu raptor, Wolfgang Priklopil, que se suicidou no dia em que Natascha conseguiu finalmente fugir.

Natascha Kampusch nasceu no dia 17 de Fevereiro de 1988, em Viena, na Áustria, e tornou-se vítima, aos dez anos, de um dos mais longos raptos da história recente. Em 2006, conquistou a sua liberdade. No dia em que conseguiu fugir, o seu raptor suicidou-se. Desde então, Natascha tem tentado levar uma vida normal.

publicado por marcia às 23:26
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Dezembro de 2010

No seu Mundo - Jodi Picoult - Opinião

 

Quanto mais conheço o trabalho de Jodi Picoult mais me encanta a forma como nos leva sempre por caminhos novos, e os temas polémicos que oferecem uma discussão intensa. “No seu Mundo” não é excepção, na verdade é provavelmente o melhor livro que já li desta autora.

Fiquei presa numa escrita intensa e envolvente que, há medida que avança, mais nos agarra. Dei por mim a ler centenas de páginas de seguida, sem ponta de fadiga nem vontade de parar. Temos mais uma vez capítulos curtos, cada um dedicado a uma personagem, como se cada uma tivesse a sua própria voz, é o seu pensamento. Interessante a forma como a cada personagem (capítulo) é atribuído um tipo de letra diferente – reforça a ideia de que cada um fala na sua voz.

Desta vez entramos no tema do Autismo, posso dizer que tinha algumas noções do que se trata, mas obviamente nesta altura adquiri mais conhecimentos e pude aprender outros termos, como saber que a Síndrome de Asperger está relacionada com o Autismo mas trata-se de uma incapacidade um pouco diferente em termos sociais. A informação fornecida é bastante e oferecida ao leitor de um modo cativante.

Vemos o mundo pelos olhos de Jacob, que sofre de Síndrome de Asperger, e vê a realidade de uma forma muito particular – literal, vazia de emoções, não que não tenha sentimentos ou não valorize os laços familiares.

A polícia local investiga o cenário de um crime – Jess, uma estudante Universitária com quem Jacob tem sessões semanais para aprofundar e melhorar as relações sociais, está desaparecida e aparece morta. Jacob é o principal suspeito do homicídio dado que as suas palavras e actos levam as autoridades nesse sentido. Mas saberão eles analisar correctamente as pistas e as atitudes de Jacob? Quanto a mim, há aspectos bastante objectivos que nunca são questionados, o que demonstra que muitas vezes a realidade é o que queremos fazer dela, ou o que parece nem sempre é. Seja como for, penso que temos um relato brilhante, sustentado com uma caso prático, de como todos temos a nossa forma de olhar para o mundo e de como o respeito pelas diferenças nos poderia fazer caminhar no sentido da justiça. Infelizmente as coisas não se processam dessa forma, e como li algures no decorrer do livro: “normal é um programa da máquina de lavar”.

Jacob é um jovem intelectualmente brilhante que vive com a mãe e o irmão. As dificuldades familiares de viver com esta doença são muito bem relatadas no dia-a-dia da mãe e do irmão, quando se deparam com as inesperadas crises de Jacob, se algo se desvia da sua rotina habitual. Diariamente, em todo o mundo, famílias aprendem a adaptar-se a uma realidade semelhante à de Jacob, a viver na instabilidade e a tentar sempre trazer para junto de si as crianças que se afastam para outros mundos. Depois desta leitura deixo aqui a minha grande admiração a quem luta diariamente por trazer estas pessoas para a luz.

Altamente recomendado! Soberbo!

Sinopse 

“Jacob Hunter é um adolescente: brilhante a Matemática, sentido de humor aguçado, extraordinariamente bem organizado, incapaz de seguir as regras sociais. Jacob tem síndrome de Asperger. Está preso no seu próprio mundo - consciente do mundo exterior e querendo relacionar-se com ele. Jacob tenta ser um rapaz como os outros mas não sabe como o conseguir.
Quando o seu tutor é encontrado morto, todos os sinais típicos da síndrome de Asperger - não olhar as pessoas nos olhos, movimentos descontrolados, acções inapropriadas - são identificados pela Polícia como sinais de culpa. E a mãe de Jacob tem de fazer a si própria a pergunta mais difícil do mundo: será o seu filho capaz de matar?”

Civilização Editora, 2010 

publicado por marcia às 20:18
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Domingo, 19 de Dezembro de 2010

Excertos da leitura em curso

 

"Ter síndroma de Asperger é como ter o volume da vida sempre no máximo. É como uma ressaca permanente (...). Todos aqueles meninos autistas que vemos bater com a cabeça na parede? Não fazem isso por serem doentes mentais. Fazem-no porque o resto do mundo é tão avassalador que chega realmente a magoar, e assim tentam fazer com que tudo desapareça." No seu Mundo, Jodi Picoult, pág. 332

 

"Se faço um elogio não o faço porque é o que se deve dizer - mas sim porque é verdade. Até a linguagem de rotina não é fácil para mim - se me disserem obrigado tenho de andar à procura do de nada na minha base de dados cerebral. Não sou capaz de conversar sobre o tempo só para preencher o silêncio. Estou sempre a pensar: isto é tão falso. quando alguém se engana eu corrijo - não por querer que se sinta mal (na realidade nem estou a pensar na pessoa) mas porque os factos são muito importantes para mim, mais importantes do que as pessoas." No seu Mundo, Jodi Picoult, pág. 333

publicado por marcia às 00:27
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 18 de Dezembro de 2010

Livraria Arquivo (Leiria), sábado, 18 de Dezembro, 16h00, Sessão de Autógrafos Nicolau Breyner

publicado por marcia às 02:15
link do post | comentar | favorito
|

Ricardo Araújo Pereira dá autógrafos na Bulhosa de Oeiras, segunda-feira, 20 de Dezembro, às 19h

 

A livraria Bulhosa books & living de Oeiras promove uma sessão de autógrafos com o humorista Ricardo Araújo Pereira na próxima segunda-feira, 20 de Dezembro, às 19h00, a propósito do lançamento do seu mais recente livro, A Chama Imensa, com a chancela da Tinta da China.

Título: A Chama Imensa

Autor: Ricardo Araújo Pereira

Páginas: 304

PVP: 15,90 €

Editora: Tinta da China

SINOPSE

Depois de ter saído do Jornal “A Bola”, Ricardo Araújo Pereira publica uma compilação das suas melhores crónicas futebolísticas.

“Ou bem que se é adepto, ou bem que se sabe ver as coisas. Não quero estar aqui a gabar-me, mas eu não sei ver coisa nenhuma. Se é para ser adulto e ponderado, dedico-me à química analítica. O futebol não é para isso.”

“Eu digo-vos qual é o principal problema de ser do Benfica: é muito difícil ser grande. Dá muito trabalho ser um colosso. Um gigante está sempre tramado: se ganha, é um acaso normal a que ninguém liga; se perde, é uma catástrofe que todos assinalam.” 

Ricardo Araújo Pereira na Bulhosa books & living de Oeiras | Segunda-feira | 20 de Dezembro de 2010 | 19h00 | Centro Comercial Oeiras Parque, loja 1106 | 21 446 01 50

publicado por marcia às 02:09
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2010

Show Cooking com chef Henrique Sá Pessoa. 18 de Dezembro, às 16h, Escadarias do C. C. Amoreiras

publicado por marcia às 01:41
link do post | comentar | favorito
|

17 Dezembro - Tertúlia "Tudo Isto é Fado" no Estúdio LightShot (LxFactory)

publicado por marcia às 01:37
link do post | comentar | favorito
|

Agualusa dá autógrafos na Bulhosa de Oeiras, este Sábado, 18 de Dezembro, às 16h00

 

O escritor angolano José Eduardo Agualusa vai estar na livraria Bulhosa books & living de Oeiras, este Sábado, 18 de Dezembro, às 16h00, para uma sessão de autógrafos a propósito do seu novo livro, Milagrário Pessoal, editado pela Dom Quixote.

José Eduardo Agualusa nasceu no Huambo, Angola, em 1960 e estudou Agronomia em Lisboa. Para além dos romances, que se encontram traduzidos em mais de vinte línguas, Agualusa produziu várias peças de teatro, como Aquela Mulher ou A Caixa Preta. Colabora frequentemente com o jornal Público e escreve crónicas mensais para a revista Ler. Numa entrevista descreveu-se: “Quem eu sou não ocupa muitas palavras: angolano em viagem, quase sem raça. Gosto do mar, de um céu em fogo ao final da tarde (...)”.

José Eduardo Agualusa na Bulhosa books & living de Oeiras | Sábado | 18 de Dezembro de 2010 | 16h00 | Centro Comercial Oeiras Parque, loja 1106 | 21 446 01 50|

publicado por marcia às 01:32
link do post | comentar | favorito
|

Sessões de Autógrafos - Margarida Rebelo Pinto - Próximo fim-de-semana

 

A escritora Margarida Rebelo Pinto tem encontro marcado com os seus leitores na livraria do C.C. El Corte Inglés (dia 17 às 18h00), na livraria Bertrand do Colombo (dia 18 às 16h00) e na Fnac do C.C. Vasco da Gama (dia 19 às 16h00). As sessões de autógrafos decorrem no âmbito do lançamento do seu 16º livro, A Minha Casa é o Teu Coração, um livro de histórias entre amigas, entre amantes, de mulheres para mulheres, de homens para mulheres e de mulheres para homens, em que cada história é uma viagem pela condição humana e em que a amizade, a cumplicidade e a razão estão do lado do amor, da paixão, do abandono, da desilusão e da descoberta.

publicado por marcia às 01:24
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Todos os Fogos o Fogo - J...

. O Motorista de Autocarro ...

. Lançamento do livro "Os D...

. O Homem Domesticado - Nun...

. Eu Confesso - Jaume Cabré...

. Leitura Conjunta - A Músi...

. Porto Editora - A Arte de...

. A Última Rodada - Rui Mig...

. Granta Portugal 9 - Comer...

. A Oeste Nada de Novo - Er...

.últ. comentários

Sim, também eu, a tudo o que escreveste, Paula. Ex...
Tantas palavras que gosto de associar aos contos: ...
Um livro que torna certas as alturas erradas...
É merecedor de atenção, Isaura.
Obrigada pelo comentário, Carlos, depois gostaria ...
Obrigada, Isaura. Escrevo-te uma dedicatória com t...
Olá Márcia,Como já sabes não pude ir à apresentaçã...
Já tinha visto este livro, mas não lhe dei a devid...
Vou ter mesmo que ler...mas acho que não para já.....
Já o comprei, está na lista das obras para ler em ...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds