Domingo, 28 de Fevereiro de 2010

Super Bock - Super Blog Awards

Já estão a decorrer as votações para o 2009-2010 Super Bock - Super  Blog Awards. O planetamarcia está a concurso e agradece desde já os votos dos seus seguidores e amigos.

Inserido na categoria de cultura e lazer, procura levar o gosto dos livros mais além e cativar os leitores para a discussão dos temas lidos. Sempre a par das novidades e com vontade de ler mais e mais e mais…

Se acha que mereço o seu voto não deixe de o fazer através do dístico do lado direito e até ao dia 24 de Março.
Obrigada a todos!
publicado por marcia às 18:35
link do post | comentar | favorito
|

Cinco de Outubro - Lourenço Pereira Coutinho - Opinião

 

Foi com alguma reserva que iniciei esta leitura. Não conhecia ao autor e os meus conhecimentos desta fase da nossa história eram francamente escassos. Movida pela curiosidade e pela vontade de alargar os meus horizontes, posso agora dizer que ler este livro foi uma excelente opção.
Antes de “entrar” na narrativa em si, pode ler-se uma breve introdução na qual o autor procura familiarizar o leitor com a envolvente histórica vivida no período de tempo que precede a Revolução de 5 de Outubro. Esta pequena resenha foi muito útil para mim, pois como já referi não estava nada à vontade nestas matérias; apesar de gostar muito de história e sempre ter tido particular interesse na História de Portugal, não posso deixar de expressar a minha opinião em relação à triste e breve referência que os programas de ensino fazem à nossa História recente. Posso não estar a par dos programas actuais, mas posso dizer que concluí o secundário sem abordar minimamente este tema.
Recomendo este livro para aqueles que vêm o 5 de Outubro como mais um feriado. Com uma escrita clara e bem estruturada, Lourenço Pereira Coutinho descreve os acontecimentos históricos de forma envolvente e romanceada mantendo o interesse pela leitura.
Obviamente que o que se retém de uma leitura deste género é sempre uma percentagem dos acontecimentos, nomeadamente no meu caso, em que tive contacto com alguns temas pela primeira vez. Apesar do número de personagens históricas ser grande, e eu ter tentado sempre acompanhar e perceber quem é quem e quais os interesses que cada um defendia, seria útil ter um glossário de consulta rápida para a qualquer momento esclarecer dúvidas pontuais. Li esta sugestão na opinião da Célia M. do blogue Estante de Livros e concordo plenamente.
“Cinco de Outubro” permitiu-me aprender e proporcionou-me agradáveis momentos de leitura. Descreve muito bem o clima conspirativo que se vivia, bem como os ideais defendidos pelas várias frentes; gostei da caracterização feita às personagens, além de evidenciar as suas características históricas foi-lhes dada humanidade e vida, o que revela que o autor fez a sua pesquisa mas teve o talento e a criatividade de lhes acrescentar algo mais.
Numa época em que é atribuída uma grande importância à imagem, não posso deixar de dar a minha opinião acerca da capa, que acho muito pouco apelativa. É claro que não é a capa que dita a qualidade do livro, mas é sem dúvida um dos factores que encaminham um leitor para um livro. A concorrência é grande e este livro passa facilmente despercebido junto de outros, o que é uma pena.
Quem me conhece sabe que fico sempre entusiasmada com apostas literárias em autores nacionais, bem como em temas da nossa História e Cultura. A língua portuguesa é riquíssima e temos entre nós muitos escritores talentosos. Lourenço Pereira Coutinho é um deles.
“Cinco de Outubro” será apresentado no restaurante do 7º piso do EL Corte Inglés de Lisboa do próximo dia 4 de Março pelas 19 horas.
Sinopse
“Junho de 1910: D. Manuel II enfrentava nova crise governamental, após a queda do ministério Veiga Beirão. Entretanto, revolucionários e carbonários organizavam reuniões desencontradas, para o derrube da monarquia. Cinco de Outubro acompanha os percursos dos principais protagonistas da época - D. Manuel II, Teixeira de Sousa, Afonso Costa, Machado Santos -, que se cruzam com personagens ficcionados, numa narrativa de intensidade crescente que culmina nos dias da revolução republicana: 3, 4 e 5 de Outubro.”
 
Sextante Editora, 2010

 

a ler: O Abraço da Noite, Sherrilyn Kenyon
publicado por marcia às 18:13
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2010

Novidades Chá das Cinco

 

 

O Abraço da Noite - Sherrilyn Kenyon (estejam atentos, passatempo em breve)
 
Querida leitora
A vida para mim é ótima. Tenho o meu café de Chicória, o meu beignet quente e o meu melhor amigo ao telemóvel. Depois de o sol se pôr, sou a pior coisa que percorre a noite: comando os elementos e não conheço o medo. Durante séculos, protegi os inocentes e tomei conta da humanidade, assegurando-me de que estão seguros a salvo num mundo em que nunca nada é certo. Tudo o que quero em troca é uma miúda gira num vestido vermelho, que não queira mais nada de mim para além de uma noite.
Em vez disso, sou atropelado por um carro alegórico de Carnaval que me tenta transformar num animal morto à beira da estrada e conheço uma mulher que me quer salvar a vida mas não se consegue lembrar onde me pôs as calças. Vibrante e extravagante, Sunshine Runningwolf deveria ser a mulher perfeita para mim. Não quer nada mais do que esta noite, sem laços, sem compromissos a longo prazo.
Mas, sempre que olho para ela, começo a desejar concretizar sonhos que enterrei séculos atrás. Com os seus modos pouco convencionais e a sua capacidade para me surpreender, Sunshine é a única pessoa de que preciso.
Mas amá-la significaria a sua morte. Fui amaldiçoado e nunca poderei conhecer a paz ou a felicidade, não enquanto o meu inimigo espera na noite para nos destruir a ambos.
Talon dos Morrigantes
 
Género: Literatura Romântica / Paranormal
Palavras-chave: Paixão,sobrenatural, caçadoresvampiros, amor eterno
Tradutor: Rita Guerra
Formato: 16x23cm
Páginas: 384
Tiragem: 6000
PVP: 18,85€
Data de Lançamento: 5 de Março de 2010
 
A escritora norte-americana Sherrilyn Kenyon é uma das fundadoras do género do romance paranormal e conhecida pela sua aclamada série Predador da Noite, sobre guerreiros imortais. Publicada em mais de trinta países, e com milhões de cópias vendidas, os seus livros têm presença garantida nos topos de vendas do New York Times, Publishers Weekly e USA Today. Uma autora de culto a nível internacional, escreve também romances históricos com elementos paranormais sob o pseudónimo Kinley MacGregor.
Sherrilyn Kenyon vive em Nashville, Tennessee, com o marido, três filhos e os animais de estimação.
 
Uma oferta irrecusável - Jill Mansell
 
NADA CONSEGUIA SEPARAR LOLA E DOUGIE. EXCEPTO A MÃE DELE…
Lola não pretendia aceitar o suborno da mãe do seu namorado para pôr um fim à relação com ele. Ainda por cima porque a mãe de Dougie é arrogante e insuportável. Mas depois Lola descobre que uma das pessoas que mais ama está desesperada e a única maneira de a ajudar é ficar com o suborno e partir o coração de Dougie. Dez anos depois, Lola reencontra-se com Dougie e descobre que os seus sentimentos por ele estão mais fortes do que nunca. Ela faria tudo para o ter de volta, mas nunca lhe poderá contar a verdade. Mesmo sendo bonita, persuasiva e infinitamente optimista, será que vai conseguir ultrapassar a frieza dele e reconquistar-lhe o coração?
 
“Divertimento rápido, fulminante e fabuloso. Ler este livro é devorá-lo.” – COMPANY
 
Género: Lit. Romântica
Palavras-chave: Amor, Paixão, Suborno,Comédia de equívocos
Tradutor: Susana Valdez
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 320
Tiragem: 3000
PVP: 18,85 €
Data de Lançamento: 5 de Março de 2010
 
Jill Mansell vive com o seu companheiro e os seus filhos em Bristol e é escritora a tempo inteiro. Bem... isso não é inteiramente verdade: ela vê televisão, gosta de comer fruta, admira os jogadores de rugby que treinam no campo desportivo atrás da sua casa, e passa horas na internet maravilhada com o facto de tantos escritores terem blogues. Com uma vida movimentada, só quando é obrigada a ficar em casa é que de facto escreve. Os seus livros são já bestsellers e já venderam mais de três milhões de cópias.

 

publicado por marcia às 23:28
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Novidades Saída de Emergência

   

 

 

O Mago – Aprendiz - Raymond E. Feist
 
Na fronteira do Reino das Ilhas, existe uma cidade tranquila chamada Crydee. Nessa cidade, vive um rapaz órfão de nome Pug. Trabalhando nas lides do castelo que o acolheu, ele sonha com o dia em que se tornará um guerreiro valoroso ao serviço do rei. Mas o destino troca-lhe as voltas e o franzino Pug acaba por tornar-se aprendiz do misterioso Mago Kulgan.
Nesse dia, o destino de dois mundos altera-se para todo o sempre. Subitamente a paz do reino é esmagada, sem piedade, por misteriosas criaturas que devastam cidade após cidade. Quando o mundo parece desabar a seus pés, Pug percebe que apenas ele poderá mudar o rumo dos acontecimentos, penetrar as barreiras do espaço e do tempo, e dominar os poderes de uma nova e estranha magia…
Esta é uma viagem por reinos distantes e ilhas misteriosas, onde irá conhecer povos e culturas exóticas, aprender a amar e descobrir o verdadeiro valor da amizade. Mas, no seu caminho, terá de enfrentar tenebrosos perigos e derrotar os inimigos mais cruéis.
 
Género: Lit. Fantástica
Palavras-Chave: Ambição, Aprendiz, Mago, Destino,Inimigos, Magia, Viagem, Amizade
Tradutor: Cristina Correia
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 416
Tiragem: 7500
PVP: 19,95 €
Data de Lançamento: 5 de Março de 2010
 
Raymond E. Feist, é um dos nomes mais importantes de todos os tempos no que diz respeito à literatura fantástica. Nasceu no Sul da Califórnia e vive em San Diego.
Estudou na Universidade de San Diego, onde se licenciou com honras, em Ciencias
da Comunicação em 1977.
Tendo sido traduzido em mais de 23 países, O Mago é a sua primeira obra-prima e a base para toda a sua vasta obra, que atinge constantemente as listas de bestsellers do New York Times e Times of London.
Quando não está a escrever, Raymond é um coleccionador de DVDs, estudioso da história do futebol, fã de ilustração e um grande apreciador de bons vinhos.
 
Flashforward - Robert J. Sawyer
 
O que faria se tivesse um vislumbre trágico do seu próprio futuro?
Tentaria mudar as coisas, ou aceitaria que o futuro é imutável?
Em Flashforward – Presságio do Futuro, é iniciada uma experiência científica que conduz ao inesperado: o mundo inteiro cai inconsciente por instantes e todas as mentes são projectadas vinte anos no futuro. Quando a humanidade desperta, o caos impera por todo o lado: carros arruinados, cirurgias falhadas, quedas, destruição em massa e um elevado número de mortes. Mas esse é apenas o início. Passado o choque das visões, cada indivíduo tenta desesperadamente evitar ou assegurar o seu próprio futuro vislumbrado… Expondo as perspectivas de várias personagens, Robert J. Sawyer realiza uma brilhante reflexão filosófica sobre viagens no tempo, consciência, destino e o que significa ser humano.
 
“Uma reflexão criativa e profunda sobre o destino, o livre arbítrio e a natureza do universo.”
– PUBLISHERS WEEKLY
 
Género: Ficção Científica
Palavras-Chave: Viagens no tempo, Visões do futuro,Destino
Tradutor: Susana Serrão
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 288
Tiragem: 1800
PVP: 18,85 €
Data de Lançamento: 5 de Março de 2010
 
Robert J. Sawyer, natural de Ottawa, Canadá, é um escritor de ficção científica multi-premiado, com mais de dezoito romances publicados e inúmeros contos em antologias e revistas do género. Foi vencedor dos prémios Hugo e Nébula e exerceu o cargo de presidente da SFWA (Science Fiction Writers Association).
 
Nas Montanhas da Loucura – H.P. Lovecraft
 
Uma expedição científica é enviada para a desolação gelada da Antárctida. No local de chegada, a equipa inicia uma busca por fósseis do tempo em que a Antárctida era uma exuberante selva pré-histórica. É então que descobrem, numa caverna gelada, espécimes preservados de criaturas aladas que são levados para investigação.
O líder da expedição acorre ao local da descoberta para encontrar o campo destruído, os homens chacinados e os itens desaparecidos. Suspeitando de um motim ou de loucura, parte em direcção às montanhas em busca da verdade, mas o que irá encontrar são segredos aterradores que estão para além da imaginação e sanidade…
 
Género: Horror / Fantástico
Palavras-Chave: Loucura, deuses, mistério, monstros ecriaturas tenebrosas
Tradutor: Sérgio Gonçalves
Formato: 11 x 17 cm
Páginas: 240
Tiragem: 2000
PVP: 10€
Data de Lançamento: 12 de Março de 2010
 
O Mito Maçónico - Jay Kinney
 
A MAÇONARIA E OS SEUS SÍMBOLOS E RITUAIS SECRETOS…
A maçonaria tem estado desde sempre ligada à Revolução Francesa, aos cavaleiros Templários ou às pirâmides do Egipto. Tudo o que havia a dizer sobre os membros da organização já foi dito. Acredita-se que poderão ser agentes correctores de elite a governarem o mundo, uma rede de ocultistas e pagãos empenhados em construir uma nova ordem mundial, ou até mesmo uma irmandade milenar que perpetua conhecimentos antigos através de ensinamentos esotéricos. Os seus símbolos secretos, rituais, e organização durante séculos permaneceram envoltos em mistério e deram origem a uma infinidade de teorias. O Mito Maçónico revela a verdade sobre os maçons de um modo a que o leitor não ficará indiferente.
 
“Este é um livro obrigatório de ler sobre Maçonaria. Mesmo aqueles que conhecem bem o assunto irão surpreender-se com a perspectiva de Jay Kinney” – Joscelyn Godwin
 
Género: Ensaio
Palavras-Chave: Maçonaria, rituais, símbolos secretos,mistério.
Tradutor: David Soares
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 288
Tiragem: 2000
PVP: 18,85 €
Data de Lançamento: 5 de Março de 2010
 
Jay Kinney nasceu em 1950 nos EUA, e notabilizou-se como autor, editor e cartoonista. Começou a sua carreira no mundo da banda desenhada, tendo depois sido editor das revistas “CoEvolution Quarterly” e “Gnosis”. O autor é membro da Maçonaria e, desde o fim da “Gnosis” em 1999, já escreveu dois livros e uma antologia, sobre tradições ocidentais esotéricas.
 
A Espada e a Chama Saga do Rei Dragão - Volume III - Stephen Lawhead
 
Quentin reina agora como Rei Dragão, e é confrontado com a investida mais violenta de todas: o insidioso ataque do mal que cresce dentro de si mesmo. Como um jovem acólito do deus Ariel, ele empreendera alegremente uma viagem que o afastaria dos velhos deuses, levando-o ao encontro do Altíssimo.
Desta vez já não é apenas a sua vida, ou a sobrevivência do reino que se encontram em jogo. Nimrood tem em seu poder, como refém, o filho de Quentin. O Rei Dragão perdeu a sua espada e perdeu o seu rumo. Irá também trair o seu voto solene com o Altíssimo?
 
Género: Jovem Adulto / +14
Palavras-chave: Rei Dragão, Traição, Batalhas, Fé, Espadas Mágicas
Tradutor: Maria Nóvoa
Formato: A5 / capa dura
Páginas: 352
Tiragem: 1200
PVP: 17,96 €
Lançamento: 05 de Março de 2010
 
Stephen R. Lawhead é atualmente considerado um dos melhores escritores contemporâneos cultores do romance fantástico. Para esta sua posição, contribuiu grandemente O Ciclo Pendragon. Mas já antes, Stephen Lawhead revelara a sua mestria na técnica do romance fantástico em obras premiadas como O Cântico de Albion e a trilogia A Saga do Rei Dragão.
Natural dos Estados Unidos, as suas investigações sobre as lendas e a sabedoria célticas levaram-no até Oxford, a velha cidade universitária inglesa, onde vive presentemente com a mulher e os dois filhos.

 

publicado por marcia às 23:13
link do post | comentar | favorito
|

Novidades Camões & Companhia

 

 

O Mar que Gente Faz - João Negreiros
 
O Mar que a Gente Faz leva-nos para o seio de uma família de pescadores, onde todos os dias a faina ainda leva os homens a madrugar e sofrer na pele a força das ondas e a dureza do mar. O menino Sargo – que tem nome de peixe – conta-nos uma história que se lê como uma fábula para pais e filhos. Tudo começa no dia em que Sargo nasce e sorri entre as redes dos pescadores. Daí em diante, é uma narrativa de um brilho e ternura excepcionais. Recheado de pequenas peripécias que nos levarão do riso às lágrimas, sempre com um forte sentimento de saudade, o menino Sargo vai recordar-nos aquilo que já soubemos e a vida nos fez esquecer; o significado da vida, da morte e do verdadeiro amor.
Ninguém ficará indiferente à escrita quase musical, ou à inocência terna da criança que nos conta como tudo acontece, com olhos que tudo observam e tudo sentem.
Uma bela história que, por vezes, nos remete para o Principezinho de Antoine de Saint-Exupéry.
 
“Nesta obra encontramos mil e um tesouros, entre eles, a possibilidade de sonhar e voltar a ser criança. Não me recordo da última vez que um livro visitou de forma tão intensa os sentimentos da minha infância.” - António Vilaça, Editor
 
Género: Lit. Contemporânea
Palavras-chave: Família, Amor, Mar, Ternura,Pescadores
Formato: 14,8 x 21 cm
Páginas: 104
Tiragem: 5000
PVP: 15,96 €
Data de Lançamento: 5 de Março de 2010
 
a verdade dói e pode estar errada - João Negreiros
 
intervalo
o ar é mais doce nos intervalos da água
mas para o peixe a água é mais doce nos intervalos do ar
mas para o peixe de água doce a água é mais doce nos intervalos do mar
 
VENCEDOR DO PRÉMIO POESIA NUNO JÚDICE
 
● Comparado pelo júri do Prémio Poesia Nuno Júdice à estética de Fernando Pessoa e Álvaro Campos
● Autor revelação em 2009 com dois prémios arrecadados
 
Género: Lit. Contemporânea
Palavras-chave: Poemas, Quotidiano, Pensamentos
Formato: 14,8 x 21 cm
Páginas: 160
Tiragem: 800
PVP: 15,96 €
Data de Lançamento: 5 de Março de 2010
 
João Negreiros nasceu em Matosinhos a 23 de Novembro de 1976. Muito novo, escrevia já teatro, poesia e prosa poética.
Na área do teatro, a sua obra foi crescendo, tendo hoje quatro peças editadas, Silêncio e Os Vendilhões do Templo (2007), O segundo do fim e Os de sempre (2008). No âmbito da poesia, publicou dois livros: o cheiro da sombra das flores (2007), seleccionado de entre as melhores obras de poesia ibérica publicadas entre 2007 e 2008 pelo Prémio Correntes d' Escritas de 2009, e luto lento (2008). Entre vários prémios, destacam-se o 1º lugar no Prémio Internacional OFF FLIP de Literatura 2009 (Brasil), categoria Poesia, e o Prémio Nuno Júdice 2009.

 

publicado por marcia às 22:55
link do post | comentar | favorito
|

Joana Amaral Dias e Pedro Pinto participam em eventos este fim-de-semana

No sábado, dia 27 de Fevereiro, pelas 17h00, pode assistir à apresentação de Maníacos de Qualidade de Joana Amaral Dias, na sala de âmbito Cultural do el Corte Inglés de Gaia. A apresentação será feita pelos professores Medeiros Ferreira e Eurico Figueiredo.

 
No sábado, às 17h00, Pedro Pinto autor do livro O Último Bandeirante irá participar numa sessão de autógrafos na Feira e Mercado do Livro em Alenquer .
publicado por marcia às 22:45
link do post | comentar | favorito
|

PAULO ALEXANDRE LANÇA LIVRO AUTOBIOGRÁFICO

 

A Ésquilo, edições e multimédia acaba de publicar a obra biográfica do cantor de «Verde Vinho», Paulo Alexandre, que se intitula Duas Vidas numa Só e que conta com relatos entusiastas da sua carreira artística, de grande êxito pelo mundo (mais de um milhão de discos vendidos), a par da sua também bem sucedida profissão como bancário.
Todo o livro é uma reportagem biográfica com artigos da imprensa, entrevistas, diversas fotos…, em que surge dividindo os palcos com outros artistas consagrados da época e da actualidade.
 
O lançamento terá lugar no próximo dia 02 de Março, terça-feira, às 18h30, no Restaurante, Piso 7, do El Corte Inglés de Lisboa.
 
A apresentação da obra estará a cargo de Artur Agostinho e Júlio Conrado.

 

publicado por marcia às 22:42
link do post | comentar | favorito
|

Lançamento de Mãe-do-Fogo de João Miguel Fernandes Jorge e João Cruz Rosa

 

O livro Mãe-do-Fogo com poemas de João Miguel Fernandes Jorge e ilustrações sobre desenhos e aguarelas de João Cruz Rosa vai ser apresentado no próximo dia 4 de Março pelas 19.30 na Galeria Monumental, no Campo dos Mártires da Pátria, 101, em Lisboa.
Além da apresentação do livro, editado pela Relógio D’Água, será feita uma exposição dos trabalhos presentes no livro de João Cruz Rosa.

 

publicado por marcia às 00:33
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Zuenir Ventura, autor de "Inveja-Mal Secreto", em Lisboa, em Março

 

Conversa com o escritor e jornalista brasileiro Zuenir Ventura que, entre outros assuntos, falará de inveja, sentimento que dá título ao livro agora reeditado pela Editorial Planeta.

Com participação de Miguel Sousa Tavares.

Dia 3 de Março de 2010, às 18h30, na Casa da América Latina - Av. 24 de Julho nº118B Lisboa. www.casamericalatina.pt

publicado por marcia às 00:02
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2010

Novidades A Esfera dos Livros - Fevereiro

     

 

Exilados – Manuel Arouca

Colecção: Romance
P.V.P: 19 €
ISBN: 978-989-626-202-0
Páginas: 392
Formato: 16 X 23,5 / Brochado
Data de lançamento: Fevereiro
 
O brilho dos seus olhos tinha-a marcado para sempre. Cecília era casada com um homem que não amava, era herdeira do império financeiro Mendes Silva que se estendia até Angola e, sabia que a agitação política que se vivia em Portugal, depois da revolução do 25 de Abril de 1974, ameaçava fazer ruir o mundo em que vivia.
O autor traz-nos a história dos exilados, dos muitos portugueses que se viram obrigados a abandonar Portugal, com destino ao Brasil, depois de verem nacionalizados os seus negócios, as suas contas bancárias congeladas e as suas casas ocupadas, com a Revolução dos Cravos. Ali encontraram um porto de abrigo, um país novo, com costumes diferentes, onde, do zero, tiveram de reconstruir as suas vidas. Quando desembarcou no Rio de Janeiro Cecília sabia que o futuro dos Mendes Silva estava nas suas mãos.
Era ela que teria de recomeçar do nada. Mas entre a tentadora praia de Ipanema, o conhecido restaurante do Copacabana Palace, ou a imagem apaziguadora do Cristo Redentor Cecília não conseguia esquecer a imagem daqueles olhos marcados pela tragédia. Tinha de descobrir José, resgatá-lo da sua dor, estender-lhe a mão e, quem sabe, libertar-se das regras sociais que a estrangulavam, de um marido que a traía e a desrespeitava e aprender, de uma vez por todas, a ser feliz.
Manuel Arouca nasceu em Moçambique a 3 de Janeiro de 1955. Aos 25 anos decidiu entrar na Faculdade de Direito, mas foi durante esse período de estudante que escreveu Os Filhos da Costa do Sol e assim, depois de se licenciar, optou pela carreira de escritor em desfavor da carreira de advogado.
Na sua obra televisiva destaca-se a novela Jardins Proibidos pelo facto de ser a primeira novela portuguesa a derrotar, em horário nobre, a prestigiada novela da Globo. Em 2007 regressou à televisão como responsável pelo argumento da novela, emitida pela TVI, Tu e Eu.
 
Cardeal Cerejeira – Irene Flunser Pimentel
Colecção: História
P.V.P: 28 €
ISBN: 978-989-626-203-7
Páginas: 364+ 24 extratextos    
Formato: 16 X 23,5 / Cartonado
Data de lançamento: Fevereiro
 
Nascido na zona rural do Minho em 1888 Manuel Gonçalves Cerejeira podia ter-se tornado num simples pároco de aldeia. Em vez disso, ascendeu ao posto mais alto da Igreja, tornando-se cardeal-patriarca de Lisboa entre 1929 e 1971 e uma figura fundamental, embora polémica, do século XX português.
Conservador e elitista ou renovador e humilde? Amante do luxo e da riqueza ou atento à pobreza e defensor dos mais oprimidos? Homem caloroso ou autoritário? Sinuoso ou insinuante? Alinhado com o Estado Novo ou defensor da independência da Igreja em relação ao regime de Salazar, seu amigo íntimo desde os tempos de Coimbra? Defensor da vida e dos direitos humanos ou silencioso perante a violência da PIDE, a guerra colonial e a censura?
A autora traz-nos a biografia do «Príncipe da Igreja», do historiador, intelectual, académico, prelado e figura cimeira da Igreja portuguesa, e desvenda algumas facetas pouco conhecidas do seu percurso. Por exemplo, o seu gosto por Jean-Paul Sartre, nos antípodas das suas concepções morais e políticas, entre outros autores colocados no Index da Igrejaou ainda o facto de se ter erguido contra o totalitarismo e a criação da Mocidade Portuguesa pelo Estado Novo.
Quando tomou posse como patriarca, o seu objectivo era recristianizar a sociedade portuguesa, mas no momento da sua exoneração a laicização da sociedade portuguesa era crescente e o mundo por que tanto lutara ameaçava ruir.
Irene Flunser Pimentel venceu no ano de 2007 o Prémio Pessoa e é doutorada em História Contemporânea com uma tese sobre a PIDE/DGS, polícia política do Estado, entre 1945 e 1974. Licenciou-se em História pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, em 1984.
É investigadora do Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. É ainda autora das obras Judeus em Portugal durante a II Guerra Mundial, Mocidade Portuguesa Feminina e Biografia de um Inspector da PIDE, e co-autora da obra Vítimas de Salazar, todas elas editadas por A Esfera dos Livros.
 
Pompeia – Mary Beard
Colecção: História
P.V.P: 29 €
ISBN: 978-989-626-193-1
Páginas: 448 + 16 extratextos
Formato: 16 X 23,5 / Cartonado
Data de lançamento: Fevereiro
 
Às primeiras horas do dia 25 de Agosto de 79, a chuva de pedra-pomes que caía sobre Pompeia parecia abrandar, fazendo com que muitos habitantes saíssem de casa em busca de um abrigo seguro. Em vão, a erupção do Vesúvio não dava tréguas e os habitantes da pequena cidade no Sul de Itália encontraram a morte nas ruas da cidade que ficou coberta de cinzas, ficando oculta durante cerca de 1600 anos até ser redescoberta no século XVIII.
As várias escavações em Pompeia permitiram recriar o dia-a-dia desta cidade da Roma Antiga. As cinzas e a lama moldaram os corpos das vítimas permitindo que fossem encontradas no modo exacto como conheceram a morte, muitas delas com objectos que permitem contar a sua história. 
A autora conta-nos uma nova história de Pompeia, longe das lendas e mitos que foram sendo criados. A historiadora recria o quotidiano dos habitantes de Pompeia, das suas profissões, leva-nos a visitar os banhos, os seus vários bordéis, a conhecer o teatro, os jogos e diversões e apresenta-nos personagens fascinantes como a sacerdotisa Eumáquia, Públio Casca, um dos assassinos de César, os gladiadores...
Mary Bread é professora catedrática de Cambridge e membro do Newnham College. É editora do The Times Literary Supplement e autora do blog «a Don’s Life». Entre os seus livros publicados destacamos The Parthenon, The Colisseum e The Roman Triumph.
 
Top 10 dos Negócios – Maria Duarte Bello
Colecção: Actualidade
P.V.P: 17 €
ISBN: 978-989-626-201-3
Páginas: 264
Formato: 16 X 23,5 / Brochado
Data de lançamento:Fevereiro
 
A forma como falamos em público, com energia, graça, eloquência e elegância provoca um impacto no modo como nos vêem e pode até influenciar ou condicionar uma carreira. A maneira como usamos os cartões profissionais ou nos comportamos num almoço de negócios revela o grau de cultura e educação de cada um, independentemente do seu estatuto social e do nível económico. A escolha do que vestimos no nosso dia-a-dia profissional, transmite uma imagem de marca. Saber trabalhar com mais inteligência e eficácia, saindo de bloqueios provocados por pessoas ou circunstâncias, é fundamental para fazermos a diferença. Sermos activos, eficientes, desenvolvendo talentos inatos e procurando constantemente novas aptidões e competências pode colocá-lo no topo do mundo dos negócios.
A autora explica-lhe, através de mandamentos práticos e objectivos, como liderar, gerir, empreender, planificar, negociar e saber estar no mundo dos negócios. O caminho não é fácil, requer esforço e tempo, mas está ao alcance de todos. Basta definir objectivos e traçar um rumo em direcção ao topo. Este livro é uma ferramenta indispensável para gestores, empresários, trabalhadores, para todos nós que queremos atingir a excelência na nossa vida profissional, social e pessoal.
Maria Duarte Bello é directora-geral da MDB - Coaching e Gestão de Imagem, Unipessoal Lda. Coach especialista em Executive, Team e Life Coaching, formada pelo Instituto International OlaCoach e pela The International School of Coaching. Licenciada em Direito, é  formadora nas áreas da Comunicação e Comportamento, Gestão de Imagem, Falar em Público e Media Training; Consultora de Protocolo na organização de eventos. É ainda docente na Escola Superior de Comunicação Social, no ISLA - Instituto Superior de Línguas e Administração; foi ainda docente no INP - Instituto Superior de Novas Profissões.
 
Emagrecer com Sucesso – Dr. Fernando Póvoas
Colecção: Saúde
P.V.P: 13 €
ISBN: 978-989-626-206-8
Páginas: 220
Formato: 16 X 23,5 / Brochado
Data de lançamento: Fevereiro
 
O Dr. Fernando Póvoas ensina-o/a a Emagrecer com Sucesso através de um método equilibrado e saudável que o/a vai ajudar a perder peso, mas também ensinar a alterar a sua forma de viver. Não há mudança exterior que não obrigue a uma mudança interior. O primeiro passo é força de vontade.
O segundo é desmistificar as ideias que tem sobre obesidade, alimentação e dietas. Por exemplo, saltar refeições emagrece. Falso. Fazer exercício físico engorda. Falso. Comer produtos light ou só saladas e sopas é a solução ideal. Falso. E o maior mito de todos é que todas as dietas são complicadas, restritivas, impositivas, radicais, assustadoras e pouco tempo depois voltamos ao mesmo peso ou engordamos ainda mais....
Neste livro, o Dr. Fernando Póvoas ajuda-o/a a perceber quais os principais erros que comete no seu dia-a-dia e, através de uma dieta simples, que está ao seu alcance e que lhe permite uma grande liberdade de escolha, ensina-lhe o segredo para emagrecer, mas também, para manter o seu peso ideal.
Fernando Póvoas formou-se na Faculdade de Medicina do Porto e hoje trabalha entre Lisboa e o Porto nas suas duas clínicas onde presta apoio – juntamente com a sua equipa multidisciplinar – nas áreas de nutrição, psicologia, estética e cirurgia plástica a milhares de doentes de vários pontos do país, Espanha e Angola. Trabalhou na área desportiva ao serviço do Futebol Clube do Porto, Ermesinde e Freamunde. Foi no Centro de Saúde de S. Pedro da Cova, onde exercia Medicina Geral e Familiar, que começou a tratar, com uma taxa elevada de sucesso, inúmeros casos de obesidade. É autor do livro o Prazer de Emagrecer (2007) e co-autor da obra Legumes sem desculpas, editada por A Esfera dos Livros.

 

publicado por marcia às 23:39
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria com Miguel Sou...

. Revista Inominável nº10 -...

. Orgulho e Preconceito - J...

. Octaedro, de Julio Cortáz...

. Ken Follett em Portugal -...

. Ensaio sobre o dever (Ou ...

. O Ladrão que Estudava Esp...

. Novo romance de Ken Folle...

. "Os Melhores Contos de Ed...

.últ. comentários

inesquecível Mr. Darcy...
É o bom dos clássicos, não vão desaparecer.
Parabéns à revista, aos Inomináveis e sobretudo a ...
Tenho um carinho muito especial por Jane Austen e ...
Este livro foi uma desilusão, tem aspetos históric...
Parabéns para nós e a todos :)Beijinhos
Também li este livro recentemente! Vamos sempre a ...
Tenho de tratar disso! Beijinho.

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds