Domingo, 31 de Janeiro de 2010

Passatempo "A Reciclagem de Jimmy"

 

É com enorme prazer que o planetamarcia lança mais um passatempo.

Novamente com o apoio da Editorial Bizâncio, que desde já agradeço, estão a concurso 3 exemplares de “A Reciclagem de Jimmy” de Andy Tilley.
Para se habilitarem a serem um dos vencedores apenas têm de responder acertadamente às seguintes questões sobre o livro:
1.Que negócio decide montar Jimmy?
2.Como se chama o amigo de Jimmy?
3.Em que cidade cresceu o autor, Andy Tilley?
O passatempo decorre até às 23h59 do próximo dia 7 de Fevereiro.
As respostas deverão ser enviadas para o e-mail marciafb@net.sapo.pt , sempre com informação de nome e morada. O primeiro participante a responder correctamente às questões será um dos vencedores, os outros dois  serão sorteados entre as restantes participações. Os nomes dos premiados serão anunciados aqui no blogue; os vencedores serão também informados por e-mail.
Serão apenas aceites participações de residentes em Portugal, e uma por participante e residência.
Para responderem às perguntas sugiro pesquisa no blogue planetamarcia e no site da Bizâncio, nos links dedicados a este livro e ao autor.
Boa sorte a todos! Participem!
Sinopse
“Depois de uma frustrada (e hilariante) tentativa de suicídio, depois da estada no hospital para recuperação, a vida de Jimmy toma um rumo inesperado. Com o seu novo amigo, o divertido Kevin, decide montar um negócio para apoio aos que desejam suicidar-se mas que, como ele, não conseguem ter êxito à primeira. Depois de várias peripécias infrutíferas, Jimmy decide colocar o seu conhecimento sobre o sofrimento humano ao serviço das almas desesperadas, ajudando, em lugar de explorar, os que querem acabar com as suas vidas. Uma perspectiva delirante dos aspectos mais sombrios da alma humana, com um notável humor, constituindo um imenso tributo à vida.”
Autor
ANDY TILLEY cresceu em Manchester, tal como Jimmy Gee, o herói de A Reciclagem de Jimmy. Atribui à sua cidade, com os seus incontáveis filósofos urbanos e a sua sabedoria viva, os créditos por este seu primeiro romance e pela sua originalidade. O seu trabalho como engenheiro em empresas petrolíferas tem-no levado a lugares exóticos como o Cazaquistão, o Sara, etc. Tem dois filhos e uma casinha nos Lagos, em Inglaterra.

 

publicado por marcia às 22:08
link do post | comentar | favorito
|

A Agência - Ally O'Brien - Opinião

 

“ A Agência” foi um dos livros que promovi sob a forma de passatempo recentemente aqui no blogue. Tinha a perspectiva de ser um livro descontraído e muito divertido. Não me enganei, proporcionou-me momentos de leitura únicos.
Tess Drake é uma espécie de heroína desta história. Digo uma espécie pois é aquele género de pessoa que comete gaffes, enfim, mete frequentemente “o pé na argola”. Tess trabalha na indústria do entretenimento e pretende iniciar o seu próprio negócio, ser patroa de si própria, fundar a sua Agência.
Acima de tudo esta história vale por Tess, pela forma directa como se dirige ao leitor, como estabelece  o seu próprio diálogo com ele, através dos seus pensamentos mais privados. Adorei a forma como caracteriza as outras personagens, como lhe encontra pontos particulares e os “trabalha” sob a forma de um humor que não é exactamente negro mas tem uns apontamentos de requinte numa área cinzenta.
Tess tem um emprego que pretende deixar para se tornar independente mas não sabe se consegue os clientes necessários para se estabelecer por conta própria, está apaixonada pelo amante casado mas não consegue resistir a outras aventuras sexuais. Já perdeu a melhor amiga, pelo meio da trama é acusada de homicídio, encontra-se com Tom Cruise, trava uma luta sobre propriedade intelectual e corre sérios riscos de chegar ao fim do livro sem nada…sem nada não, a seu lado tem sempre a sua assistente lésbica e um cliente sem perspectivas de algum dia trazer algum lucro ao negócio.
Uma história cheia de altos e baixos, muito divertida, que se lê num fôlego. Uma escrita simples e acessível que permite uma leitura muito rápida; o nível de satisfação obtido é alto, obriga ao contínuo folhear das páginas, só se pára quando se chega ao fim.
Sinopse
“A sensual superagente Tess Drake trabalhou arduamente para conseguir conquistar um lugar na fascinante, mas feroz, indústria do entretenimento. Funcionária da Agência Literária Bardwright, que opera em Londres e Nova Iorque, move-se nos emocionantes e acelerados mundos da lealdade, da imoralidade e da vingança. Tess está metida em sarilhos, grandes sarilhos... Tem ainda outro ligeiro problema: dorme com homens dos dois lados do Atlântico, que, por sua vez, dormem com as mulheres que estão a tentar arruiná-la. Conseguirá Tess abandonar o barco sem perder os clientes e sem despedaçar o coração? Ou perderá tudo, antes de descobrir se realmente possui as qualidades necessárias para fazer o que sempre desejou? Este é um romance imensamente divertido, cheio de riscos e de recompensas, que nos revela o mundo das grandes agências de direitos e expõe toda a ambição, o sexo, a adrenalina e a sorte dos quais depende o êxito de uma jovem mulher.”
 
Editorial Bizâncio, 2009

 

a ler: Kate Morton, Jardim dos Segredos
publicado por marcia às 17:06
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sábado, 30 de Janeiro de 2010

A Lucidez do Amor - Tânia Ganho - Opinião

 

“A Lucidez do Amor” é um livro inesperado. Não conhecia a autora, o título não sugere o tema, e o tema, uma vez desenvolvido, também não é o que parece ao início.
Se a leitura da sinopse me sugeria um livro sobre a guerra, agora, após a conclusão da leitura, encaro este livro como uma viagem a um universo feminino que eu julgava já não existir.
Michael e Paula são casados, mas pelo tempo que dura esta história estão separados por muitas milhas. Como piloto da Força Aérea Francesa, Michael cumpre uma missão no Afeganistão. Paula fica só com o filho de ambos, Artur, nascido recentemente. Binta, a mãe de Paula, acompanha e ajuda a filha nesta fase difícil a cuidar do bebé e de constante preocupação com o marido ausente.
É curioso como actualmente a questão da guerra já não é vista com o peso dramático de outros tempos. Talvez pelos avanços tecnológicos, ou pela possibilidade que, graças à comunicação social, quase se seguir a “guerra em directo”, parece que tudo fica mais perto e o drama é menor. Mas a verdade é que o sofrimento causado pela distância e o constante sobressalto de poder ter de lidar com a morte a qualquer instante, continuam bem presentes, qualquer que seja a guerra.
Uma vez entrando na história deste livro entramos numa realidade desconhecida e actualmente pouco divulgada. A descrição do dia-a-dia de Paula permite-nos entrar no universo das mulheres dos militares. Apesar de Paula gostar de trabalhar como Ilustradora e ter mantido o seu emprego após o casamento, percebi que a maioria das mulheres com quem se relaciona, e que são também casadas com militares, vivem num universo feminino que eu julgava já não existir nos tempos de hoje. Cuidam da casa e dos filhos, encontram-se em tertúlias femininas sobre bordados, colagens, vestidos de noiva e afins, esperam junto ao telefone para saberem notícias dos maridos em países distantes, vivem para o dia do regresso dos mesmos, e passam toda a ausência deles em constante preocupação pelas suas vidas.
Achei muito curioso entrar neste mundo restrito. Se para mim e para tantas mulheres o dia-a-dia é uma correria, pequenos prazeres ficam para trás devido à falta de tempo, a maternidade já não é vivida como deveria ser pois o tempo dedicado aos filhos é sempre condicionado pelas “obrigações” que as mulheres assumem agora na nossa sociedade, gostei de entrar e conhecer este grupo de mulheres que vive numa aldeia pacata, que tem tempo para a família e para as amigas, se dedica às crianças com calma. É claro que se as profissões dos maridos tornam possível esta realidade, não é menos verdade que é essa mesma profissão a razão de muita angústia e constante preocupação durante a ausência destes.
Resumindo, um livro que me mostrou uma realidade distante e que me fez pensar, que me deu prazer ler pela sua escrita cuidada e suave. A meu ver, fortes motivos para recomendar a sua leitura.
Segundo informação do site da autora (www.taniaganho.com) "A Lucidez do Amor" será apresentado no próximo dia 1 de Fevereiro, pelas 18h30, no El Corte Inglés em Lisboa.
Sinopse
“Esta é a história de Michael e Paula, cujas vidas se vão desenrolando em paralelo, numa pequena aldeia de França e numa base internacional no meio do deserto tajique, separados por quatro meridianos e cinco mil quilómetros de distância.
Uns meses depois do 11 de Setembro, Michael Adam, piloto da Força Aérea francesa, é enviado para o Afeganistão no âmbito da luta contra o terrorismo. Passados quatro anos, parte novamente em missão, mas desta vez com plena consciência da natureza letal do seu trabalho. É com o inquietante pressentimento de que poderá não regressar a casa que se despede da mulher, Paula, e do filho recém-nascido. Atirada para um mundo sem homens, Paula é obrigada a tornar-se mãe solteira e a criar laços de amizade com o heterogéneo grupo de mulheres que a rodeia e que vive ao ritmo do toque do telefone - até ao dia em que as linhas ficam mudas…
Baseado em quatro personagens profundamente humanas e complexas - o piloto estranhamente supersticioso com licença para matar, a sua mulher artista e impressionável, a sogra africana, sábia e marcada para toda a vida, e o sogro amargo que carrega um pesado segredo dos seus tempos de guerra na Guiné-Bissau -, A Lucidez do Amor é um romance inquietante e cheio de suspense, que questiona o significado do amor, explorando as diferenças que nos separam uns dos outros, mas que podem também unir-nos irrevogavelmente. “
 
Porto Editora, 2010

 

a ler: A Agência, Ally O'brien
publicado por marcia às 12:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010

Apresentação de "Maníacos de Qualidade" de Joana Amaral Dias

 

A obra será apresentada pelos professores Medeiros Ferreira, Eurico Figueiredo e José Luís Pio de Abreu.

Dia 4 de Fevereiro, 18h30, no Salão Nobre do Hospital Miguel Bombarda, Lisboa.

 

publicado por marcia às 23:45
link do post | comentar | favorito
|

Debate em torno do livro "Morrer é só não ser visto", de Inês de Barros Baptista

A Servilusa promove uma debate em torno do livro "Morrer é só não ser visto" de Inês Barros Baptista.

Este evento contará com a intervenção do Cónego João Rocha, da Socióloga Isabel Moço, da psicóloga clínica Paula Barbosa, da autora do livro Inês de Barros Baptista e de José Luís Peixoto, uma das pessoas que deu o seu testemunho para este livro.

O encontro terá lugar quinta-feira, dia 4 de Fevereiro, na Capela do Cemitério dos Prazeres, pelas 17h30.

 

publicado por marcia às 23:38
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2010

Apresentação do livro "A Tragédia da Rua do Arsenal", de Jean Pailler, por Júlio Conrado, com a presença do autor

 

Dia 3 de Fevereiro na livraria Bulhosa de Entrecampos pelas 18h30.

A obra será apresentada por Júlio Conrado e o encontro contará com a presença do autor.

publicado por marcia às 23:31
link do post | comentar | favorito
|

LER NO CHIADO - Fevereiro

publicado por marcia às 23:26
link do post | comentar | favorito
|

Novidade Zéfiro - O Oráculo dos Segredos - Bento Serrano

 

O conteúdo desta obra pertence à mais profunda tradição popular portuguesa e, se percorrermos o país de Norte a Sul, são vários os testemunhos de receitas para prevenir

males e manter a saúde, curar moléstias, cuidar da beleza ou melhorar algum aspecto da vida.
A tradição popular afirma que a cura para todos os males que afligem o Homem se encontra na Natureza. Com o conhecimento que os nossos antepassados detinham das plantas, das ervas e das flores, extraíam a sua essência para restabelecer a saúde das pessoas que padeciam de algum mal.
Esta era a antiga forma popular de cura através da Natureza. Infelizmente, com o progresso humano adveio o esquecimento desta sabedoria popular e, assim, rompeu-se o elo que ligava o homem à Natureza. E assim perdeu-se o segredo. Porém, ainda subsistem alguns resquícios destas tradições nas aldeias mergulhadas no Portugal profundo que têm sido preservadas pelos curandeiros populares.
O objectivo desta obra é, assim, trazer este conhecimento à luz do dia.
 
TítuloO ORÁCULO DOS SEGREDOS
AutorBento Serrano
Colecção: Ventos da Tradição | Categoria: Esoterismo
Nº de páginas: 96 | Dimensão: 16 x 23 cm
ISBN: 978 - 989 - 677 - 014 - 3
P.V.P.: 9,52 € + 5% IVA = 10 €
Data de Publicação: 26 de Janeiro de 2010
publicado por marcia às 23:19
link do post | comentar | favorito
|

Novidade Zéfiro - Principios Ocultos da Saúde - Max Heindel

 

O conhecimento ocultista de raiz teosófica que inicialmente influenciou Max Heindel diz-nos que a doença surge primeiro nos corpos mais subtis, invisíveis (seja no corpo vital, emocional ou mental), e que só mais tardiamente se reflecte no corpo físico.
Este primeiro volume da obra Princípios Ocultos da Saúde, relativo ao Homem e as suas Doenças, refere diversos aspectos ocultos que justificam o aparecimento da doença
na vida do homem. Neste âmbito, aborda e analisa os aspectos hereditários ou a herança familiar impressa no corpo físico, a questão kármica que subjaz à reencarnação e os laços engendrados (causa/efeito) das nossas vidas passadas. Para o autor, estes são factores determinantes e condicionantes de toda a existência humana, bem como a causa da disfunção no corpo humano.
Pro jecto Apeiron
 
Título PRINCÍPIOS OCULTOS DA SAÚDE– O Homem e as suas doenças
Autor Max Heindel
Colecção: Ventos da Tradição | Categoria: Esoterismo
Nº de páginas: 88 | Dimensão: 16 x 23 cm
ISBN: 978 - 989 - 677 - 015 - 0
P.V.P.: 9,52 € + 5% IVA = 10 €
Data de Publicação: 26 de Janeiro de 2010

 

publicado por marcia às 23:08
link do post | comentar | favorito
|

Novidade Zéfiro - Cartas de Noé para Nayma

 

“Agora sei porque te escrevo estas cartas, Nayma. Por elas eu aprendo a falar. Renasço. Nelas escrevo o que me dizes ao ouvido, depois da minha ignorância racionalista te interrogar
todos os dias, meu Anjo. Nestas cartas também seguem as palavras possíveis sobre a luz com que perscruto os caminhos ignorados do mistério que é a vida.
Eu bem escrevo e assino – Noé –, mas acredita que é como se fora o próprio Espírito a pegar-me na mão enquanto ensina as primeiras letras a um infante. Eu assino para haver um nome que fala contigo, umas letras e um som, à volta do qual se vão condensando os vislumbres espirituais que tu me dás. Por isso, com esse nome amo e rezo, o que aliás é o mesmo. Amar e rezar são dois irmãos gémeos às avessas: diferentes por fora e iguais por dentro.”
 
Cartas Filosóficas, Místicas e Gnósticas ao Longo do Calendário Espiritual Cristão cujo Destinatário é a Própria Alma do Leitor.
 
Carlos Aurélio licenciou-se em Artes Plásticas na Faculdade de Belas Artes de Lisboa. Actualmente é professor no Ensino Secundário. Dedica-se igualmente ao desenho, à pintura, fotografia e escrita.
Espiritualista e fiel estudioso da escola da filosofia portuguesa, acompanha de perto o trabalho de António
Telmo, ao lado de quem tem estado há mais de vinte anos.
É autor de Mapa Metafísico da Europa e Considerando os Filósofos.
 
Título CARTAS DE NOÉ PARA NAYMA
Autor Carlos Aurélio
Colecção: Nova Águia | Categoria: Filosofia
Nº de páginas: 352 | Dimensão: 16 x 23 cm
ISBN: 978 - 989 - 677 - 017 - 4
P.V.P.: 17,62 € + 5% IVA = 18,50 €
Data de Publicação: 26 de Janeiro de 2010

 

publicado por marcia às 23:02
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria com Miguel Sou...

. Revista Inominável nº10 -...

. Orgulho e Preconceito - J...

. Octaedro, de Julio Cortáz...

. Ken Follett em Portugal -...

. Ensaio sobre o dever (Ou ...

. O Ladrão que Estudava Esp...

. Novo romance de Ken Folle...

. "Os Melhores Contos de Ed...

.últ. comentários

inesquecível Mr. Darcy...
É o bom dos clássicos, não vão desaparecer.
Parabéns à revista, aos Inomináveis e sobretudo a ...
Tenho um carinho muito especial por Jane Austen e ...
Este livro foi uma desilusão, tem aspetos históric...
Parabéns para nós e a todos :)Beijinhos
Também li este livro recentemente! Vamos sempre a ...
Tenho de tratar disso! Beijinho.

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds