Segunda-feira, 27 de Julho de 2009

Resultados do Passatempo "Amante de Sonho"

As vencedoras do Passatempo "Amante de Sonho" são:

2. Diana Almeida

39.Natacha Nogueira

 

Agradeço todas as participações recebidas e espero poder continuar a contar convosco em iniciativas futuras.

 As respostas correctas são as seguintes:

 

1.       Qual o nome da série a que pertence “Amante de Sonho”? Predador da Noite;
2.       Sob que outro nome escreve a autora? Kinley MacGregor;
3.       O que queria ser Sherrilyn quando andava no jardim de infância? Escritora e mãe;
4.       Que acontecimento fez Sherrilyn parar de escrever subitamente? Morte do irmão mais velho;
5.       Qual o nome do género literário pelo qual Sherrilyn Kenyon ficou conhecida? Romance paranormal;
6.       Em que ano foi publicado o seu primeiro romance? 1994
publicado por marcia às 19:26
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 26 de Julho de 2009

Escolhi o teu Amor - Emily Giffin

 

Mais um livro que li num sopro, sedenta de chegar ao fim, mas que me deu um imenso prazer a percorrer.

“Escolhi o teu amor” pertence a um dos meus géneros de histórias preferido. Não sei se lhe poderei chamar história, pois cada palavra, cada página parecem tão reais; saídos da alma de quem escreve de uma forma que me fez viver este romance como se fosse uma confidência, uma partilha.
Ellen casou com Andy, irmão da sua melhor amiga, Margot. Mas Ellen tem uma história mal resolvida com o passado e, quando encontra casualmente o ex-namorado Leo, coloca em causa o casamento e a sua suposta felicidade.
Escrito na primeira pessoa e fazendo uso de uma linguagem fluida e muito envolvente, Emily Giffen consegue criar uma grande proximidade com o leitor. Gostei da forma como tudo parece ser um constante desabafo, uma partilha de pensamentos; Ellen esquematiza tudo, procura respostas e causas para os seus actos, não receia admitir a dúvida e procura perceber o que a fará feliz, o que realmente deseja.
Ellen é uma observadora; através dela a autora descreve-nos pessoas, lugares, acções, sentimentos e pensamentos. Ainda amará Leo? Ou será esta uma história mal acabada a que falta uma última conversa, um ponto final? Levando as dúvidas ao extremo pondera retomar o contacto com o passado mas receia perturbar a sua relação actual, o seu casamento, e colocar em causa a família que a acolheu e a adora.
É um livro sobre escolhas. Sobre o poder do amor e da sorte. Sobre como uma situação inesperada nos faz pensar nos nossos actos, e em como encararíamos o passado se a situação presente fosse diferente. Ellen questionaria voltar para Leo se estivesse a viver um momento particularmente feliz com Andy? Mas não está, e o poder dos momentos felizes do passado com Leo assumem uma força que a fazem estar permanentemente em dúvida. Fiel a si própria escolhe o caminho certo. Ou será que não? Eu achei que sim…
Sinopse
“Como se pode voltar a amar verdadeiramente alguém se ainda não esquecemos quem partiu?

"Escolhi o Teu Amor" é uma história envolvente sobre uma mulher na encruzilhada da vida e das emoções e sobre as razões que, por um lado, nos fazem escolher amar quem amamos e, por outro, nos impedem de esquecer quem nos partiu o coração.
A relação de Ellen e Andy não é só aparentemente perfeita.
Eles amam-se verdadeiramente. Não há dúvidas de que a sua relação é repleta de entrega e devoção mútuas.
Até que um dia acidentalmente, Ellen cruza-se com Leo, o ex-namorado com quem manteve uma relação problemática e obsessiva; o mesmo homem que um dia, sem explicação, a deixou e lhe despedaçou o coração.
Leo, que Ellen nunca esqueceu e que, oito anos depois, reaparece por acaso e faz com que ela questione se a vida que tem é, afinal, a vida que quer e merece.”
 
“Uma Jane Austen contemporânea” Cincinnati Enquirer
 
Porto Editora, 2009
opinião:
a ler: Até que o rio nos Separe, Charles Martin
publicado por marcia às 17:50
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Sábado, 25 de Julho de 2009

Íntimo e Perigoso - Linda Howard

 

Bailey e Cam não gostam particularmente um do outro e não se inibem de o demonstrar, os seus contactos são esporádicos e resumem-se ao tempo partilhado durante algumas viagens de avião.

Cam é, juntamente com Bret, proprietário de uma empresa de aviação que opera viagens em jactos particulares; ambos são pilotos. Bailey é cliente habitual e numa das suas viagens dá-se um acidente e o avião despenha-se. Bailey e Cam sobrevivem milagrosamente ao desastre mas ficam entregues a si mesmos, feridos, no meio das montanhas, sem comida nem agasalhos.
Bailey revela uma força interior que Cam não conhecia, cuida dele, e encontra soluções para ultrapassarem o frio e a fome. Cam vê a mulher que existe para além da fachada de frieza construída por Bailey, para lidar com algumas situações da sua vida; as dificuldades aproximam-nos e fazem nascer o romance que todos sabemos que vai acontecer neste género de livros… uma história de amor nascida das dificuldades, sempre pautada por uma incrível força de vontade e instinto de sobrevivência, faz-nos pensar afinal quais são as coisas mais importantes para sobreviver. Pode-nos custar viver sem luxo e dinheiro, mas não podemos mesmo viver sem calor ou comida…e sem amor? Bailey poderá deixar-se levar por este amor que nasce da dificuldade? Por um homem que sempre considerou antipático e arrogante? Que sempre a viu como uma bonequinha de porcelana rica a quem não falta nada?
Na solidão das montanhas, após horas de intenso e constante relacionamento, vão ficar a conhecer-se verdadeiramente e a saber as realidades de vida de cada um…e nem tudo é o que parece.
E o que pode ser pior do que, além de se encontrarem sozinhos e de não ter chegado nenhuma equipa de resgate, descobrirem que o avião foi sabotado, que deliberadamente alguém os tentou matar? Ao longo de toda a história, porque nos é contada a realidade da vida de Bailey, é fácil apontar culpados. Confesso que desde o início desconfiei da personagem que no final foi apontada como culpada, não por achar que fizesse muito sentido mas mais por saber que neste género de livros tem sempre de haver uma reviravolta final. Não que considere uma fórmula gasta, mas uma fórmula que resulta e que nos faz ler até ao fim ávidos de saber o que vai acontecer.
“Íntimo e Perigoso” não é tão bom como “Nunca te Perdi”, da mesma autora, mas vale muito a pena. Torna-se compulsivo e interessante, as suas cerca de 200 páginas são percorridas num instante.
Sinopse
“Um violento acidente de aviação… uma perigosa caminhada pela inóspita paisagem de Idaho… uma atracção arrebatadora… e um jogo mortal do gato e do rato.
Bailey é uma mulher bonita e jovem, e acaba de se tornar viúva do multimilionário Winegate. Mas os seus problemas não terminam aqui: os filhos que ele deixou têm praticamente a idade de Bailey e quando descobrem que toda a fortuna ficou a cargo dela, passam detestá-la ainda mais. Quando decide usar o avião particular para sair do inferno em que a sua vida se tornara, este despenha-se. Mas graças à perícia do seu piloto, Cam Justice, o acidente não lhe tira a vida. Afastada do mundo e com pouca esperança de ser salva, Bailey tem que confiar a sua vida a Cam, um homem tão rude quanto atraente.”
 
Saída de Emergência, 2009

 

opinião:
a ler: Escolhi o teu Amor, Emily Giffen
publicado por marcia às 18:03
link do post | comentar | ver comentários (31) | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Julho de 2009

Novidade SDE - Apresentação da Colecção Teen

 

A TEEN é a mais recente, ambiciosa, distinta e divertida colecção juvenil-adulto.
 
Estreou hoje nas livrarias a TEEN, a nova colecção da Saída de Emergência para jovens adultos mais emocionante das livrarias, inserida na literatura de aventura e fantástico.
A colecção TEEN inicia-se com dois títulos, Daenerys, A Mãe dos Dragões de George R. R. Martin…
e Illusya, Um Reino Encantado do autor português Bruno Matos.
Uma Colecção que trata os jovens como seres pensantes, perspicazes e curiosos.
TEEN significa TONIFICA E ESTIMULA NEURÓNIOS
 
Que publicará a melhor fantasia e as aventuras mais emocionantes.
O lema é “uma aventura por mês”.
 
Reunindo excelência de conteúdo e grafismo perfeito.
Ou não fosse a Saída de Emergência famosa pelas suas capas.
 
Cujo critério editorial não é publicar o mesmo que os outros.
Os editores são os mesmos da Bang!, a melhor e mais original colecção de fantástico em Portugal.
 
Que vai ser a colecção juvenil mais apelativa e valiosa das livrarias.
A TEEN é a única colecção do género com capa dura.
 
E que é mesmo uma colecção com futuro.
Os livros respeitam já o novo acordo ortográfico.
 
E para que a colecção não passe despercebida a ninguém, a editora Saída de Emergência preparou uma campanha de oferta de 10.000 livros do primeiro título, Daenerys. Numa compra superior a 25 euros em qualquer loja Bertrand, é oferecido o primeiro livro.
Assim começa a colecção TEEN (Tonifica e Estimula os Neurónios) onde cada livro é um bilhete para um exótico mundo de fantasia, um portal para um futuro distante e desconhecido, um convite para uma aventura que nunca acaba.
Assista ao trailer em 3D da colecção TEEN: http://tinyurl.com/mtxldg
 
publicado por marcia às 22:56
link do post | comentar | favorito
|

Novidade Quetzal - Perto da Felicidade - Richard Yates

 

Um romance lapidar sobre os sonhos do sonho americano.

 
Cold Spring Harbor é um subúrbio tradicional de Nova Iorque, o pano de fundo de um retrato da América dos anos quarentas, na ressaca de uma guerra e sob a ameaça de outra. Charles Shepard é um militar na reforma, que vive resignadamente a frustração de nunca ter combatido; Gloria Drake é uma mulher abandonada à solidão e à proximidade da loucura, fumando e falando sem cessar; Evan Shepard é um jovem à deriva, que procura uma formação superior, mas a quem os casamentos, que faz e desfaz distraidamente, travam o passo; Rachel Drake entrega-se a um marido imperfeito e ausente, tentando cumprir o papel da «esposa perfeita». Nesta América deprimida e imóvel, cada um desempenha o papel que lhe cabe desempenhar. Porém, no coração de alguns brilha o desejo e germina a semente de um futuro maior.
 
AUTOR
Richard Yates nasceu em 1926, em Yonkers, Nova Iorque. Após o serviço militar nas Forças Armadas americanas durante a Segunda Guerra Mundial, trabalhou como publicitário e chegou a escrever os discursos do senador Robert Kennedy. Os seus contos, muito premiados, começaram a aparecer em 1953, e o seu primeiro romance, Revolutionary Road, foi nomeado para o National Book Award em 1962. Yates é também autor de obras como The Easter Parade, Young Hearts Crying e Eleven Kinds of Loneliness, a serem publicados em breve pela Quetzal. Richard Yates foi casado duas vezes e pai de três filhas. Morreu em 1992.
 
Perto da Felicidade, de Richard Yates
serpente emplumada   | 216 páginas |   PVP 14,90 euros 
NAS LIVRARIAS A PARTIR DE 17 de JULHO

 

publicado por marcia às 22:48
link do post | comentar | favorito
|

Novidade Quetzal - Balas de Prata - Élmer Mendonza

 

O policial deste verão vem do México.

Um romance negro que não lhe dará tréguas até à última página.
 
Abandonado pela mulher que amava, abatido, e a precisar de um psicanalista, o agente Edgar, o Canhoto, Mendieta acumula trabalho, enquanto se encarrega da investigação do assassínio de Bruno Canizales. A este, um advogado de prestígio, com uma vida dupla, e filho do antigo ministro da Agricultura, encontraram-no com o crânio perfurado por uma bala de prata.
 
O telemóvel do Canhoto não pára de tocar com as chamadas do seu superior, que lhe vai anunciando a descoberta de novos cadáveres num curtíssimo espaço de tempo.
 
Quem estará por detrás de tudo isto?
Os narcotraficantes? Os políticos alvoroçados com a proximidade das eleições? Os membros da duvidosa Pequena Fraternidade Universal à qual Canizales pertencia? A investigação que, cheia de humor e adrenalina percorre antros e mansões, e envolve jornalistas e belíssimas lésbicas, revelará um intrincado novelo de interesses preversos, no qual o único realmente empenhado em ir até ao fim e, para variar, em fazer justiça é o Canhoto Mendieta — talvez porque já não tenha nada a perder.
 
«Balas de Prata é um romance negro, tal como o teria concebido Hammett. Com o núcleo filosófico como os dos melhores romances do género: a procura — mais do que de um culpado — da verdade.» Babelia | El País
 
«Élmer Mendoza é um leitor de Rulfo (Pedro Páramo aparece como um gancho metaliterário no romance) e de Ricardo Piglia, outro gancho, possivelmente preso ao Piglia de Plata QuemadaBabelia | El País
 
«[O Agente Mendieta] É um polícia sem escrúpulos, corrupto, por vezes romântico, crê por breves instantes na justiça e que o seu trabalho é importante e fá-lo com propriedade. Mas no fundo vive em desespero e toma ansiolíticos.» La Vanguardia
 
«O patricarca da literatura mexicana. O meu mestre.» Arturo Pérez-Reverte 
 
O AUTOR
Élmer Mendoza nasceu em Culiacán, no México, em 1949. É professor catedrático na Universidade Autónoma de Sinaloa e coordena sete grupos de escrita criativa em várias cidades do país. Entre 1978 e 1995, publicou diversos volumes de contos e crónicas e, em 1999, o seu primeiro romance — Un asesino solitário — que, segundo o crítico Federico Campbell, capta pela primeira vez, com destreza, o efeito da cultura do narcotráfico no México.
Balas de Prata, agora em edição portuguesa da Quetzal, e que mereceu por unanimidade o Prémio Tusquets, consagrou-o como escritor de primeiríssima ordem no panorama do romance hispânico.
 
Balas de Prata foi galardoado com o Prémio Tusquets 2008.
Trata-se de um prémio atribuído pela Editora Tusquets – que publica no México, Espanha e Argentina – a romances em língua espanhola. O prémio é geralmente anunciado durante a Feira do Livro em Guadalajara e a obra distinguida é publicada simultaneamente nos três países. Segundo o júri, a atribuição justifica-se pela «modernidade enraivecida no uso da linguagem, na estrutura narrativa próxima da mais recentes linguagens televisivas, e no ritmo diabólico que, como nos melhores romances clássicos, não dá tréguas ao leitor até ao desenlace.»
Mais informações em http://www.tusquetseditores.com
 
«Aspiro a que os meus leitores  temam morrer antes de acabar o livro». 
Élmer Mendoza
 
Balas de Prata, de Élmer Mendoza
Tradução de Salvato Telles de Menezes
série américas | 240 páginas |   PVP 18,50 euros 
NAS LIVRARIAS A PARTIR DE 17 de JULHO

 

publicado por marcia às 22:33
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Julho de 2009

Amante de Sonho - Sherrilyn Kenyon

 

Confesso não ser uma leitora habitual de livros de fantasia ou com pormenores digamos que esotéricos. Daí a minha grande curiosidade em relação a este “Amante de Sonho” que, apesar de não ser o meu género, me suscitou muita curiosidade desde que soube do seu lançamento.
As opiniões de alguns leitores do livro em Inglês estiveram na base dessa minha grande curiosidade.
Não me desiludiu. Superou muito as minhas expectativas e revelou-se uma das histórias mais empolgantes e apaixonantes que li nos últimos tempos. Um dia chegou para o ler e para me deixar muito curiosa com os próximos volumes desta série.
Grace tem uma existência solitária e triste, marcada pela morte dos pais e por uma desilusão amorosa do passado. A sua amiga Selena tenta ajudá-la a ultrapassar a solidão, e no seu aniversário oferece-lhe um livro que esconde um segredo; neste livro está encerrado por uma maldição um Deus Grego que, uma vez invocado, satisfaz todas as fantasias femininas durante um mês.
Julian é o estereotipo de tudo o que as mulheres desejam, lindo, escultural, inteligente, desejável e um mestre nas artes do amor. Mas a história de Julian é muito mais do que isso, e é a história do passado deste Guerreiro da Macedónia, General de um exército invencível, adorado por todas as mulheres, mas com muitos receios e inseguranças, que ficamos a conhecer.
Lembrei-me muitas vezes da série “Os Imortais” ao ler este livro; toda a envolvência mística dos guerreiros e das suas lutas, das histórias de amor ao longo dos séculos acesas com um fogo que parece nunca se extinguir.
Terrivelmente sedutor e com pormenores sexuais bastante explícitos, é um deleite para os sentidos. Cativa-nos pela história de amor que nasce entre Grace e Julian, dois seres completamente diferentes, de épocas distintas, mas cujos passados deixaram marcas semelhantes que os aproximam.
Um amor assim poderá vencer uma maldição de séculos? Será suficiente para desafiar os Deuses do Olimpo? A resposta está no fim do livro e até lá chegar a corrida é alucinante!
Vai apaixonar todos os que acreditam no amor e, se calhar fazer acreditar algumas almas menos convencidas…
Eu rendi-me!
Não deixem de participar no passatempo a decorrer aqui no blogue até à próxima sexta-feira, vão ser sorteados 2 livros do “Amante de Sonho”.
Sinopse
“Grace Alexander, uma bonita terapeuta sexual de Nova Orleães, julgava estar destinada a uma vida sem paixão. Até ao dia em que a amiga Selena a convence de que, por artes mágicas, poderá convocar um escravo de amor durante um mês. Certa de que a magia da amiga irá falhar, Grace deixa-se levar pela brincadeira. Mas…”
 
Chá das Cinco, 2009

 

a ler: Íntimo e Perigoso, Linda Howard
publicado por marcia às 22:12
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|

Livro de Alice Vieira premiado na Suécia

 

A edição sueca de Flor de Mel (Honungsblomma), de Alice Vieira, acaba de ser distinguido com a Estrela de Prata do Prémio Peter Pan. Publicado pela Lusima Böcker em 2008, o lançamento do livro contou com a presença da autora, que se deslocou propositadamente à Suécia.
O Prémio Peter Pan foi instituído em 2000 pelo IBBY da Suécia e pela Feira do Livro de Gotemburgo, sendo atribuído anualmente a um livro infantil ou juvenil de autor estrangeiro, atendendo ao tema tratado e à qualidade literária da obra. A entrega do prémio terá lugar no próximo mês de Setembro.
No ano em que comemora 30 anos de carreira literária, Alice Vieira vê assim juntar-se mais um prémio às suas numerosas distinções (incluindo o Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para a Infância).
publicado por marcia às 22:08
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 19 de Julho de 2009

O Caso das Mangas Explosivas - Mohamed Hanif

 

 Depois de já tanto se ter falado acerca deste livro, graças à sua excelente campanha de divulgação e promoção, iniciei a sua leitura com grande expectativa. Já tinha uma ideia formada do que esperar, o que nem sempre é positivo, mas confesso que “O Caso das Mangas Explosivas” é diferente de tudo o que li até agora.

Fruto de uma criatividade impressionante e muito bem escrito, transporta o leitor para uma sucessão de cenários que poderiam ter sido os últimos tempos da vida do General Zia. Uma sátira mordaz construída com pormenores da vida pessoal e pensamentos deste ditador que o colocam a ridículo, dadas as vezes que é “apanhado” nas redes de um sistema que ele próprio criou.
A escrita de Mohamed Hanif é simples mas cativante, acessível e bem construída. Personagens ricas cujas vidas nos vão sendo descritas a pouco e pouco sem receios de misturar épocas, a história vive muito de súbitos “regressos ao passado” que explicam algumas atitudes e factos.
Dos factos históricos reais apenas temos a morte do presidente paquistanês Zia ul-Haq num acidente aéreo em 17 de Agosto de 1988. Ou não? O que é verdade e o que é ficção? Até onde nos pode levar a teia da conspiração? Pelo autor não há limites. Para o leitor tudo é possível, é pegar neste livro e deixar-se levar pelo que foi escrito… e também para onde a imaginação quiser.
Adorei as descrições do modo de pensar de Zia, os seus medos e devaneios. As suas preocupações com a sua saúde e como seu casamento, a forma como olha para as mulheres e como vê os seus subordinados, o exército e o seu próprio país.
Tudo nos é relatado por Ali Shigri, cadete da Força Aérea, que passa por vários tormentos ao longo da história. De suspeito a prisioneiro mas ao mesmo tempo filho de um dos “mitos” do sistema, até que ponto Ali Shigri está envolvido nesta trama fatídica e poderá ser responsável na conspiração das mangas?
Leiam!
Sinopse
“No dia 17 de Agosto de 1988, o presidente paquistanês Zia ul-Haq morreu num acidente aéreo. No avião presidencial viajavam igualmente o chefe dos serviços secretos e o embaixador dos Estados Unidos. Não houve sobreviventes e, ainda hoje, a razão que levou à queda do avião continua envolta em mistério. O acidente ficou a dever-se a:
Falha mecânica?
Falha humana?
Impaciência da CIA?
Maldição de uma cega?
Generais descontentes com as suas pensões de reforma?
A estação das mangas?
Ou o responsável terá sido o próprio narrador, Ali Shigri, um jovem cadete da Força Aérea, que nos relata a sua participação nos acontecimentos?

Com um humor ácido e um ritmo trepidante, digno dos melhores thrillers políticos, Mohammed Hanif retrata sem contemplações os aspectos mais absurdos da vida militar durante os últimos dias de vida do cruel ditador Zia ul-Haq, expondo as manipulações de todos os implicados que, com a sua miopia política, contribuíram para o auge do fanatismo radical.

Um primeiro romance brilhante e audaz, que valeu ao autor ser nomeado para o Booker Prize e para o Guardian First Book Award e vencer, mais recentemente, o Commonwealth Writers Prize para a primeira obra.”
 
Porto Editora, 2009

 

opinião:
a ler: Amante de Sonho, Sherrilyn Kenyon
publicado por marcia às 13:24
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

Passatempo "Amante de Sonho"

O planetamarcia e a Editora Chá das Cinco (Grupo Saída de Emergência) lançam a partir de hoje e até dia 24 de Julho, um passatempo para dois exemplares do livro “Amante de Sonho” de Sherrilyn Kenyon.

Para participar basta responder acertadamente às seguintes perguntas, cujas respostas poderão encontrar aqui no blogue.
1.Qual o nome da série a que pertence “Amante de Sonho”?
2.Sob que outro nome escreve a autora?
3.O que queria ser Sherrilyn quando andava no jardim de infância?
4.Que acontecimento fez Sherrilyn parar de escrever subitamente?
5.Qual o nome do género literário pelo qual Sherrilyn Kenyon ficou conhecida?
6.Em que ano foi publicado o seu primeiro romance?
Serão consideradas válidas para sorteio as participações com todas as respostas correctas. O passatempo destina-se unicamente a residentes em Portugal.
Enviem as vossas respostas para marciafb@net.sapo.pt com indicação de nome e morada.
publicado por marcia às 00:13
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria com Miguel Sou...

. Revista Inominável nº10 -...

. Orgulho e Preconceito - J...

. Octaedro, de Julio Cortáz...

. Ken Follett em Portugal -...

. Ensaio sobre o dever (Ou ...

. O Ladrão que Estudava Esp...

. Novo romance de Ken Folle...

. "Os Melhores Contos de Ed...

.últ. comentários

inesquecível Mr. Darcy...
É o bom dos clássicos, não vão desaparecer.
Parabéns à revista, aos Inomináveis e sobretudo a ...
Tenho um carinho muito especial por Jane Austen e ...
Este livro foi uma desilusão, tem aspetos históric...
Parabéns para nós e a todos :)Beijinhos
Também li este livro recentemente! Vamos sempre a ...
Tenho de tratar disso! Beijinho.

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds