Domingo, 31 de Maio de 2009

Mr. Clarinet

 

 

 

Este livro foi uma compra por impulso e um tiro no escuro. Nunca tinha ouvido falar da história nem do autor. Já o comprei há cerca de um ano, na Feira do Livro de Lisboa do ano passado, e ficou na estante à espera da sua vez de ser lido… não sei bem porquê, mas só agora tive vontade de o explorar e ver se valia a pena…comecei e só parei no fim!
Não é a primeira vez que o digo, mas sou de facto exigente no que toca a policiais e histórias de suspense. Acho que os livros deste género devem fazer jus ao seu estilo e obrigarem o leitor à leitura compulsiva; o final deve sempre surpreender.
A leitura não foi exactamente compulsiva mas muito interessante; o livro está bem escrito e recheado de pormenores que mais tarde se verificam fazer todo o sentido e encaixar todas as peças do puzzle.
Mr. Clarinet ganhou o Ian Fleming Steel Dagger Award para o melhor thriller de 2006. Esta menção bem como outras referências feitas no verso ao carácter assustador do livro fizeram-me temer não conseguir ler ou deixar-me impressionar por algumas partes. Algumas situações que envolvem vudu e magia negra podem de facto ser mais fortes mas no geral acho que se lê perfeitamente bem. A parte mais empolgante e forte do livro ficará de fora desta minha opinião, pois para a referir teria que desvendar uma das situações fundamentais do desenlace da história…é pena pois é uma tema polémico e aqui sim, algumas almas mais frágeis poderão ter de interromper a leitura…
Ao longo das 489 páginas é explorada a história da família Carver que reside no Haiti e cujo pequeno Charlie está desaparecido há mais de 3 anos. A Max, ex-polícia, ex-presidiário e detective é oferecida uma pequena fortuna para descobrir o paradeiro da criança.
Num ambiente de pobreza, tráfico de drogas, magia negra e vudu, Max vai superando as dificuldades e, juntando as pistas acaba por fazer descobertas surpreendentes que o desviam do rumo correcto da investigação. Ou será que o rumo estava controlado desde o início? Por quem? Quem levou Charlie? E porquê? Está vivo ou morto?
Apesar de não ter cumprido as promessas de muita adrenalina, gostei desta leitura e, quem sabe no futuro não voltarei a este autor.
Ao que parece, e pelo que tenho lido esta colecção ”Nocturnos” da Gótica, merece ser explorada. Edita livros de suspense de alto nível.
Sinopse
“Tratava-se de um trabalho que Max Mingus, detective privado de Miami, dificilmente poderia recusar: 10 milhões de dólares para localizar o filho do multimilionário Carver - desaparecido há mais de três anos.
Max conhece o preço de uma má aposta, mas aceita ir ao Haiti porque mais ninguém o fará. Uma ilha sem lei, onde reinam o vudu e a magia negra, onde cada homem é forçado a enfrentar os seus demónios pessoais, o Haiti é também o lar de um monstro a quem chamam Mr. Clarinet, infame raptor de inúmeras crianças.
Na busca pelo rapaz, vivo ou morto, a única coisa que Max tem a perder é a própria vida. Mas, no Haiti, há destinos muito piores do que a morte… Intrigante, de cortar a respiração e altamente constrangedor, Mr. Clarinet irá cativar os leitores lançando o seu feitiço obscuro até ao mais exigente fã do thriller.”
«Adrenalina em estado puro. Absolutamente impróprio para cardíacos.»
Publishers Weekly
 
«Assustador, frenético… Uma história emocionante de magia negra e mistério que lhe tirará o fôlego.»
Daily Express
«Uma estreia fabulosa… Uma compra obrigatória… Uma obra-prima plena de vigor. Ficção policial no seu melhor. Complexo, intrigante e transmitindo uma imagética que ataca sem aviso o subconsciente do leitor.»
Independent on Sunday
«Quem é Mr. Clarinet? Não queira saber. A não ser que tenha um estômago forte.»
Observer
Gótica, 2008
 

 

a ler: O Quarto Arcano - O Anjo Negro, Florencia Bonelli
publicado por marcia às 13:17
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 30 de Maio de 2009

Um Menino Diferente

 

 

 

Diferente, igual a tantos Outros
 
Os direitos de autor do livro de Maria João Lopo de Carvalho revertem para a associação de solidariedade social Ajuda de Berço.
 
A Porto Editora apresenta, no próximo dia 2 de Junho, terça-feira, o livro Um Menino Diferente, de Maria João Lopo de Carvalho. A sessão de lançamento terá lugar na FNAC do Centro Comercial Colombo, a partir das 19h00, e contará com a presença da autora e da directora da Ajuda de Berço, Sandra Anastácio, associação para a qual os direitos da escritora reverterão automaticamente.
 
Ilustrado por J.C. Cintra Costa, Um Menino Diferente conta a história de Afonso, uma criança especial que, apesar de aprender a ler com facilidade e encontrar coisas, aparentemente, impossíveis de descobrir, se depara com sérias dificuldades na prática das mais simples acções como lavar a cabeça, utilizar o computador ou, lamentavelmente, mimar o seu cão.
 
A Ajuda de Berço, fundada em 1998, acolhe crianças até aos 3 anos de idade necessitadas de protecção premente face a situações que as coloquem em risco. A associação nasceu na sequência das urgências sentidas por um grupo de profissionais - médicos pediatras, sociólogos, enfermeiros, psicólogos, técnicos de serviço social e juristas - na resposta aos problemas das crianças em risco, em situação de abandono ou vítimas de exclusão social.
 
A Autora
Maria João Lopo de Carvalho nasceu em 1962 e licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas pela Universidade Nova de Lisboa. Professora de Português e de Inglês no ensino público e privado, representante em Portugal dos colégios ingleses Pilgrims, fundou e dirigiu a Know How, Sociedade de Ensino de Línguas e a Know How – Edições Produções e Publicidade destinada à tradução e à criação de livros personalizados para crianças. É cronista da Olá Semanário e da GQ, pertencendo também ao Conselho Editorial desta última. Colabora em várias revistas e publicações e, actualmente, está ao serviço da Câmara Municipal de Lisboa.
 
Título: Um Menino Diferente
Autor: Maria João Lopo de Carvalho
Nº Págs.: 48
PVP: 10,50€

 

publicado por marcia às 01:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 23 de Maio de 2009

O Clube de Tricot de Sexta à Noite

 

 

Georgia é mãe solteira. Vive sozinha com a filha adolescente Dakota num apartamento por cima da loja de lãs de que é proprietária.
Nova Iorque é a cidade palco desta história de amor e amizade.
O Clube de Tricot vai nascendo e crescendo um pouco por acaso, um pequeno grupo de mulheres junta-se pelos mais diferentes motivos e nem todas são tricotadeiras… mas de facto o tricot representa sempre um motivo para os encontros; ao longo de todo o livro vão sendo descritas várias técnicas desta arte cuja intenção é serem representativas de diversas fases da vida… da vida que poderia ser a de qualquer um de nós.
O melhor deste livro é fazer-nos pensar no que realmente interessa. Naquilo que muitas vezes deixamos passar no meio dos problemas diários que, infelizmente tomam uma proporção gigantesca na nossa vida e, muitas vezes nos impedem de viver em pleno o que realmente importa.
O passado invade a vida de Georgia. O pai de Dakota regressa após anos de abandono; a melhor amiga de juventude reaparece também na vida de Georgia, após uma zanga que as afastou muitos anos antes.
Perante as adversidades Georgia vai ter de demonstrar uma força que, por diversas situações da vida já demonstrou ter, mas que mais uma vez se torna imperativo usar para enfrentar todas as mudanças emocionais que se avizinham.
Gostei do facto de todas as personagens terem uma história ou o que pode ser considerado um pequeno drama pessoal; são situações de vida que as colocam à prova, e que vão levando ao crescimento do Clube de Tricot de Sexta à Noite como uma espécie de sessão de terapia e escape para as histórias de cada membro. Com o tempo nascem e fortalecem-se as relações, conhecem-se e aprofundam-se histórias de vida, o apoio e a amizade são uma ilha numa cidade em que as relações humanas são cada vez mais distantes.
Amizades que serão duramente postas à prova num final não muito feliz mas bastante real.
Gostei muito!
Sinopse
 
“Numa cidade tão grande e movimentada como Nova Iorque, é muito fácil perdermo-nos na multidão. Habituada a contar apenas consigo própria, Georgia tem um dia-a-dia esgotante em que tenta conciliar as exigências da sua loja com a educação da filha, Dakota. Em tempos não muito distantes, Georgia era uma jovem apaixonada e decidida a perseguir os seus sonhos, pelo menos até ao dia em que James – o grande amor da sua vida - soube que estava grávida e lhe despedaçou o coração ao fugir para Paris. Nesse dia, Georgia conheceu a solidão e decidiu traçar o seu caminho sozinha. Mas James tem outros planos. Planos que a incluem…
 
Será, pois, com grande surpresa que ela percebe que a sua loja se transformou num ponto de encontro. Com o pretexto de fazer tricot, mulheres extremamente diferentes entre si fazem uma pausa nas suas vidas atribuladas e partilham segredos, angústias e expectativas. Mas quando o impensável acontece, estas mulheres vão descobrir que o que criaram não é apenas um Clube de Tricot mas uma verdadeira irmandade.”
 
“Um livro espectacular – a ler imediatamente” Glamour
 
“Com um elenco fantástico de personagens femininas, é impossível não querer passar um dia debaixo dos cobertores a ler este livro” Heat
 
“O final surpreendente e poderoso de O Clube de Tricot de Sexta à Noite revela-nos que a vida é demasiado curta para ser desperdiçada” The Daily Telegraph
 
Asa, 2008
 

 

a ler: Mr. Clarinet, Nick Stone
publicado por marcia às 10:07
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Novidades Editora Saída de Emergência

 

A Águia no Deserto
 
Simon Scarrow
 
Nas fronteiras orientais do Império Romano, na Judeia, as tropas romanas encontram-se num estado deplorável.
Macro e Cato são enviados para restaurar a ordem e disciplina da coorte, mas enfrentam um outro desafio quando as tribos locais semeiam a revolta e incitam à oposição violenta a Roma. Quando a rebelião local cresce, Macro e Cato são forçados a lidar com a corrupção na coorte e restaurar a moral e força das tropas pois a não ser que as tribos sejam confrontadas, o Império
poderá perder para sempre as províncias do Oriente…
Acompanhe os nossos heróis em mais uma aventura empolgante da série da Águia de Simon Scarrow, desta vez nas terras longínquas e exóticas do Médio Oriente!
 
“Surpreendente, engenhoso... recomendo sem reservas.” —STEVEN SAYLOR
 
Sobre o autor:
 
Com grande paixão pela escrita e pela antiguidade clássica, Simon Scarrow é professor no colégio de Norwich. Apaixonado pelo período romano, organizou muitos encontros para levar os seus alunos a muitas ruínas e museus por toda a Inglaterra. Grande fã das obras de Forester, Cornwell e O’Brian, um dia decidiu escrever precisamente aquilo que gostava de ler: romances passados no seio das míticas legiõs romanas. E ainda bem que o fez pois os seus livros, tal como as legiões sobre as quais escreve, arrasaram a crítica e conquistaram leitores em todos os países onde foram publicados.
 
Género: Romance Histórico
Palavras-chave: Revolta, Intriga, Traição, Legiões Romanas, Médio Oriente
Tradutor: José Saraiva
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 336
Tiragem: 1800
PVP: 18,80 €
 
 Elric - Os Mares do Destino
 
Michael Moorcock
 
Elric de Melniboné é o último imperador de uma terra outrora poderosa, portador auto exilado da espada Tormentífera. Um dia, depara-se com um navio que o espera nas brumas de uma praia estranha. Ao embarcar no navio misterioso, descobre pelo capitão que irá participar
numa estranha demanda, lado a lado com heróis de outros tempos. Pois o navio não navega águas mortais.
Nele, guerreiros e campeões lutam contra feiticeiros e demónios numa jornada por mares que ligam, não continentes e costas, mas mundos e épocas diferentes. Todos eles são navegadores nos mares do destino.
Acompanhe Elric de Melniboné, a famosa criação de Michael Moorcock, em mais um clássico de fantasia repleto de mistério, aventura e emoção.
 
“Moorcock é um gigante. Quem gosta de literatura fantástica tem que ler Elric.” — TAD WILLIAMS
 
Sobre o autor:
 
Michael Moorcock é autor de quase 100 livros.
Vencedor de variadíssimos prémios literários, cronista regular do The Daily Telegraph, The Guardian e The Observer, crítico respeitado e músico de rock inspirado. Como editor da controversa revista New Worlds, deu voz a autores que mais tarde receberam prémios tão prestigiados como o Booker Prize.
Senhor de uma prosa poderosa e uma imaginação corrosiva, Moorcock é o mais importante sucessor dos grandes mestres do fantástico e, actualmente, a maior infl uência dentro do género. Nascido em Londres em 1939, divide o seu tempo entre os EUA e a Europa.
 
Género: Lit. Fantástica
Palavras-chave: Clássico de fantasia, Heróis, Guerreiros, Feitiçaria
Tradutor: Luís Rodrigues
Formato: 14 x 23 cm
Páginas: 208
Tiragem: 800
PVP: 16,91 €
 
 
Marcada
Primeiro volume da Casa da Noite
 
P.C. Cast e Kristin Cast
 
Zoey Redbird tem 16 anos e vive num mundo igual ao nosso, com uma única excepção: os vampyros não só existem como são tolerados. Os humanos que os vampyros “marcam” como especiais entram na Casa da Noite, uma escola onde se vão transformar em vampyros ou, se o corpo o rejeitar, morrer.
Para Zoey, apesar do medo inicial, ser marcada é uma verdadeira bênção. É que ela nunca encaixou no mundo normal e sempre sentiu que estava destinada a algo mais.
Mas mesmo na nova escola a jovem sente-se diferente dos outros: é que a marca que a Deusa Nyx lhe fez é especial, mostrando que os seus poderes são muito fortes para alguém tão jovem.
Na Escola da Noite, Zoey acaba por encontrar amizade e amor, mas também mentira e inveja. Afinal, nem tudo está bem no mundo dos vampyros e os problemas que pensava ter deixado para trás não se comparam aos desafios que tem pela frente.
 
“Marcada é o próximo Crepúsculo. - MTV.COM
Sobre as autoras:
 
P.C. Cast nasceu em Illinois, vive em Oklahoma e lecciona Inglês na South Intermediate High School em Broken Arrow desde 1993. Os seus livros de fantasia romântica receberam numerosos prémios: Prism, Holt Medallion, Daphne du Maurier, Bookseller's Best, Affaire de Coeur Reader's Choice e o Laurel Wreath.
Em 2007 iniciou a saga da Casa da Noite com a sua filha Kristin Cast como co-autora. Kristin recebeu vários prémios de poesia e jornalismo. Também vive em Oklahoma onde estuda Biologia na Northeastern State University.
 
Género: Lit. Fantástica
Palavras-chave: Teenagers, Vampiros, Escola, Poderes, Amizade, Amor
Tradutor: Susana Serrão
Formato: 16 x 23 cm
Tiragem: 6000
Nº de páginas: 312
Preço Estimado: 17,75 €

 

 

Morte Branca

 
Clive Cussler
 
Kurt Austin e Joe Zavala recebem um pedido de socorro de uma tripulação no interior de um navio que se afundou junto à costa das Ilhas Faroe. Com poucas horas de vida, esta é a sua última esperança. Tirando partido do mais recente submersível da equipa de operações especiais da agência subaquática, Austin consegue executar um salvamento que parecia impossível aos olhos de todos.
Entretanto, ele e Zavala percebem que não se tratou de um acidente. Uma organização de ambientalistas parece estar por trás de um plano maquiavélico capaz de desequilibrar todo o ecossistema marítimo. Com o apoio de uma corporação chamada Oceanus, os ambientalistas
revelam-se afinal uma ameaça global.
Morte Branca é mais um fruto da talentosa capacidade de combinar História, ciência e acção num livro intenso e divertido. Este é um Cussler Vintage e, como tal, é um livro impossível de pousar até à última página.
 
“Cussler é difícil de superar” – DAILY MAIL
“Um novo thriller de Clive Cussler é como a visita do nosso melhor amigo” – TOM CLANCY
Sobre o autor:
 
CLIVE CUSSLER cresceu na California. Ainda jovem, alistou-se na força aérea e combateu na Guerra da Coreia. Escreve desde 1965 e recebeu um Doctor of Letters Degree pelo seu trabalho. Fundou a NUMA(National Underwater & Marine Agency), uma organização não-lucrativa que se dedica à investigação da história marítima e naval.
 
Género: Thriller / Aventura
Palavras-chave: Aventura, Genética, Ecossistema, Acção
Tradutor: Isabel Andrade
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 352
Tiragem: 3000
PVP: 18,85 €

 

O Punhal do Soberano

 
Robin Hobb
 
A SAGA DO ASSASSINO CONTINUA…
Fitz mal escapou com vida à sua primeira missão como assassino ao serviço do rei. Regressa a Torre do Cervo, enquanto recupera do veneno que o deixou às portas da morte, mas a convalescença é lenta e o rapaz afunda-se na amargura e dor. O seu único refúgio será a Manha, a antiga magia de comunhão com os animais, que deve manter em segredo a todo o custo.
Enquanto recupera, o reino dos Seis Ducados atravessa tempos difíceis com os ataques sanguinários dos Navios Vermelhos. A guerra é inevitável e preparam-se frotas de combate para enfrentar o inimigo, mas o rei Sagaz não viverá por muito mais tempo.
Sem os talentos de Fitz, o reino poderá não sobreviver.
Estará o assassino real à altura das profecias do Bobo que indicam que o rapaz irá mudar o mundo?
 
“Um livro maravilhoso, escrito por uma autora no auge das suas capacidades” – J. V. JONES
 
Sobre a autora:
 
ROBIN HOBB, pseudónimo de Margaret Ogden, nasceu na Califórnia em 1952 e licenciou-se em
Comunicação na Universidade de Denver, Colorado.
É também autora de livros de fantasia contemporânea sob o pseudónimo Megan Lindholm. Após alguns anos a viver no Alasca, reside actualmente em Tacoma, Washington.
 
Género: Lit. Fantástica
Palavras-chave: Fantasia, Magia, Intriga, Guerra, Traição
Tradutor: Jorge Candeias
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 384
Tiragem: 4000
PVP: 18,85 €
 
O Salão Dourado
 
Rebecca Kohn
 
A história bíblica da Rainha Ester — cuja beleza apenas era igualada pela sua sabedoria — inspirou as mulheres ao longo de séculos. Capturando as paixões e o perigo da política que tornaram o legado de Ester tão intemporal, O Salão Dourado revela uma pesquisa meticulosa e leva-nos às profundezas do Império Persa.
Orfã e aterrorizada, Ester começa uma nova vida com o seu primo, um homem bem posicionado na corte, a quem está prometida. Mas é na luxúria do harém real que se torna mulher. Ester procura conquistar o coração do Rei Xerxes e a libertação do seu povo. Mas a sua ascenção ao trono tem um preço: terá que voltar as costas a tudo o que alguma vez desejou, e entregar o corpo a um homem que nunca poderá amar.
 
“A história da rainha Ester é uma das mais românticas da Bíblia. Mas O Salão Dourado leva-nos a lugares a que o Antigo Testamento nunca sonhou levar-nos.” — STEVEN PRESSFIELD, autor de A Última Amazona
 
Sobre a autora:
 
Nasceu em Outubro de 1958 em Chicago, e foi criada nos subúrbios dessa cidade. Estudou na Universidade de Chicago onde se especializou em literatura inglesa, com especial atenção em ficção victoriana e aos poetas românticos.
Sempre quis ser uma escritora, e desde tenra idade que escreveu pequenos contos e poesia. Mas quando começou a escrever mais a sério preferiu o formato mais longo dos romances.
Apesar de saber há muito o que queria ser quando crescesse, só passados muitos anos é que chamou a si esse título mágico de romancista. Depois de acabar os seus estudos entrou no mundo editorial. Começou por baixo, na produção, fazendo revisões e editando textos de negócios e economia. Eventualmente chegou à posição de editora, com a responsabilidade pela parte económica da companhia.
Quando começou a dedicar mais tempo ao seu trabalho percebeu que escrever um romance não iria ser fácil.
Após dez anos, três romances e uma série de cartas de rejeição, esteve à beira de desistir. Escrever pode ser um processo complicado, frustrante e solitário, mas ver o trabalho publicado é de longe mais difícil. Os escritores escrevem com a finalidade de serem lidos, mas no seu caso desesperou para encontrar um público para além da sua família e amigos.
 
Género: Romance Histórico
Palavras-chave: Bíblia, Povo Judeu, Harém, Beleza, Sedução, Poder
Tradutor: Mª da Fé Peres
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 278
Tiragem: 1600
PVP: 17,95 €

 

publicado por marcia às 09:55
link do post | comentar | favorito
|

Novidades Editora Chá das Cinco

 

 

Doce Vingança
 
Jill Mansell
 
Miranda conhece Greg numa festa. Ele é bonito, divertido e descomprometido. Tudo o que uma rapariga precisa para dar emoção à sua vida. Céus, ele é praticamente perfeito!
Claro que Greg não lhe contou que acabara de abandonar a mulher grávida…
E quando a jovem socorre um sem abrigo na rua, mal sabe ela que está na verdade a participar numa experiência de televisão com o jornalista Daniel Delancey, que se delicia a transtornar a vida de Miranda.
Um dia, um acaso leva-a ao encontro da mulher de Greg, e assim Miranda conspira a sua vingança e jura não confiar mais nos homens. Mas um encontro fortuito com o piloto de corridas Miles Harper convence-a de que talvez nem todos os homens sejam como Greg…
Com algumas surpresas e muito humor, Jill Mansell oferece-nos um divertido romance que
não conseguirá parar de ler até descobrir o desenlace das aventuras e desventuras de Miranda.
 
Sobre a autora:
 
JILL MANSELL vive com o seu companheiro e os seus filhos em Bristol e é escritora a tempo inteiro. Bem... isso não é inteiramente verdade: ela vê televisão, gosta de comer fruta, admira os jogadores de rugby que treinam no campo desportivo atrás da sua casa, e passa horas na internet maravilhada com o facto de tantos escritores terem blogues. Com uma vida movimentada, só quando é obrigada a ficar em casa é que de facto escreve. Os seus livros são já bestsellers e já venderam mais de três milhões de cópias.
 
Género: Literatura Romântica
Palavras-chave: Amor, Vingança, Comédia de equívocos
Tradutor: Isabel C. Penteado
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 368
Tiragem: 2800

PVP: 18,85 €

 

publicado por marcia às 09:51
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

Amar – Um novo caminho para a vida

 

 

Amor dá, amor recebe.
 
Porque saber amar é talvez o mais importante dos factores, aquele que garante a nossa sobrevivência num mundo cada vez mais difícil de enfrentar.
 
A Albatroz apresenta  Amar – Um novo caminho para a vida, o mais recente livro do norte-americano Gary Chapman, especialista conceituado na reflexão sobre o casamento e a vida sentimental.
Todos os dias, interagimos inúmeras vezes com os outros – não só com a família e amigos mas também com vizinhos, colegas de trabalho ou agentes de publicidade via-telefone – e uma atitude liderada pelo Amor pode não estar no topo das nossas prioridades em muitos desses encontros. Mas e se a máxima “Ama o próximo como a ti mesmo” se aplicasse mesmo com aqueles que encontramos nas mais banais circunstâncias?
 
Ciente de que o Amor está directamente relacionado com a realização pessoal de cada ser humano, Gary Chapman fornece-nos as ferramentas para que o possamos viver plenamente. Com exemplos reais, pequenas reflexões e exercícios simples, Amar – um novo caminho para a vida ajudará cada leitor a definir melhor o seu perfil e a agir em conformidade.
 
Bondade, paciência, cortesia, tolerância, humildade, generosidade e honestidade são, segundo o autor, as sete chaves para a felicidade.
 
O Autor
 
Terapeuta e conselheiro matrimonial, Gary Chapman é autor de mais de vinte livros. O mais famoso, The Five Languages of Love, foi traduzido para 36 idiomas e conta com mais de 4 milhões de exemplaresvendidos só em inglês. Gary Chapman, conferencista reconhecido, é também responsável por umprograma de rádio de âmbito nacional nos Estados-Unidos. Vive em Wiston-Salem, na Carolina do Norte.
 
www.garychapman.org
O que dizem os leitores:
• “Este livro mudará a sua vida e a de todos os que o rodeiam.”
“Amar é um livro incrível sobre o amor e os relacionamentos.”
 
Título: Amar - um novo caminho para a vida
Autor: Gary Chapman
N.º Págs.: 272
PVP: 16,50 €

 

publicado por marcia às 09:50
link do post | comentar | favorito
|

OberCom e Porto Editora reflectem sobre Comunicação

 

 

Livro “Da Comunicação de Massa à Comunicação em Rede”, da autoria de três investigadores do Observatório de Comunicação, integra a Colecção Comunicação.
 
A Porto Editora apresenta no próximo dia 22, sexta-feira, o livro “Da Comunicação em Massa à Comunicação em Rede”, organizado por Gustavo Cardoso, Rita Espanha e Vera Araújo. A sessão, que conta com a presença Adelino Gomes, terá lugar na Livraria Ferin, ao Chiado, a partir das 18h30.
 
“Da Comunicação em Massa à Comunicação em Rede” pretende contribuir para a reflexão sobre a temática dos media, através de um conjunto de percepções, interrogações, e, por vezes, testando algumas certezas sobre o campo da mediação num espaço e tempo particulares: Portugal dos anos de 2002 a 2007. Da análise à realidade da nossa sociedade e dos nossos media, encontram-se pistas para uma reflexão mais global à escala das sociedades contemporâneas. Por isso, as páginas do livro também propõem um campo mais vasto na sua abordagem: uma análise do que são os modelos e paradigmas comunicacionais das sociedades contemporâneas.
 
O Observatório de Comunicação é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos, cujo objectivo central é a produção e difusão de informação, bem como a realização de estudos e trabalhos de investigação que contribuam para o melhor conhecimento na área da comunicação.
 
A Colecção Comunicação da Porto Editora, coordenada pelos professores Joaquim Fidalgo e Manuel Pinto, está subdividida em três ramos – Teorias e Debates, Media e Sociedade e Educação e Media – e pretende tornar acessíveis textos julgados relevantes para o conhecimento e análise deste campo.
 
Título: Da Colecção em Massa á Comunicação em Rede
Autores: Gustavo Cardoso, Rita Espanha e Vera Araújo
Nº Págs.: 272
PVP: 14,90€

 

publicado por marcia às 09:48
link do post | comentar | favorito
|

Coleccionismo no Século XVIII – Textos e Documentos

 

 

Na origem da museologia moderna
 
Livro da colecção Ciência e Iluminismo (Porto Editora) reúne documentos querelatam a actividade coleccionistaportuguesa no século XVIII e primeirasdécadas de Oitocentos.
 
A Porto Editora apresenta no próximo dia 22 de Maio, sexta-feira, pelas 19h00, a obra Coleccionismo no Século XVIII – Textos e Documentos, de introdução e coordenação editorial de João Carlos Brigola. A sessão terá lugar no Anfiteatro do Laboratório de Química do Museu de Ciência da Universidade de Lisboa e contará com a presença das investigadoras Raquel Henriques da Silva e Marta Lourenço.
 
Coleccionismo no Século XVIII é uma selecção de textos e de documentos relacionados com a actividade coleccionista portuguesa, ao longo do século XVIII e primeiras décadas de Oitocentos. A proveniência documental é diversa: relatos de viajantes, epistolário científico ou familiar, legislação avulsa, regulamentos e relatórios da administração e do Governo, propostas de reformadores, artigos em periódicos, anúncios de leilões, actas de congregações religiosas, memórias académicas, inventários, etc. Este conjunto textual e iconográfico – alargando o conceito de fonte a áreas mais vastas do que as da tradicional historiografia – permite comprovar o entendimento do museu enquanto instituição central da cultura, local onde confluem ideias sobre as sensibilidades, o gosto, o saber científico de uma época e onde se surpreendem as tendências coleccionistas dos seus protagonistas, as suas relações com o poder e com a sociedade.
 
A colecção Ciência e Iluminismo integra obras científicas portuguesas da segunda metade do século XVIII e primeiro quartel do século XIX. O seu principal objectivo é o de proporcionar um melhor conhecimento das fontes para a história da produção científica em Portugal ao longo do referido período, que corresponde a uma época de especial relevância na história das ciências em geral.
 
O Coordenador Editorial
João Carlos Brigola é Doutor em História pela Universidade de Évora e Professor Auxiliar com Agregação na mesma instituição. Investigador do Centro de Estudos de História e Filosofia da Ciência, tem-se dedicado ao estudo, ensino e divulgação de temas relacionados com a teoria e história do património cultural, do coleccionismo e da museologia.
 
Título: Coleccionismo no Século XVIII – Textos e Documentos
Coordenador: João Carlos Brigola
Nº Págs.: 144
PVP: 15,50€

 

publicado por marcia às 09:43
link do post | comentar | favorito
|

Grupo Porto Editora na Internet

 

Empresas e chancelas do grupo reunidas num site.
 
– Desde 19 de Maio de 2009, o Grupo Porto Editora tem endereço na Internet:
www.grupoportoeditora.pt.
 
No seguimento da recente reestruturação do site institucional – www.portoeditora.pt –, o novo espaço reúne todas as empresas e chancelas do grupo: Porto Editora, Areal Editores, Lisboa Editora, Plural Editores Angola, Plural Editores Moçambique, Bloco Gráfico, Ideias de Ler, Albatroz e PlayGames.
 
A página permite também aceder aos respectivos sites – em construção estão os espaços do Bloco Gráfico, empresa que assegura a produção de todo o grupo, e da chancela Albatroz – possibilitando assim um melhor conhecimento da actividade desenvolvida por cada uma das marcas e um acesso mais rápido aos produtos e serviços por elas disponibilizados.
 
O Grupo Porto Editora tem uma actividade editorial abrangente e diversificada, actuando nas áreas da edição escolar e de referência, literatura de ficção, não-ficção (Ideias de Ler e Albatroz) e infanto-juvenil, e também nas áreas do multimédia e videojogos (PlayGames). A este grupo são associados valores de rigor, qualidade, dinamismo e inovação, sendo também reconhecido pela excelência de gestão e de profissionais da edição.
publicado por marcia às 09:40
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 19 de Maio de 2009

Romance em Amesterdão

 

 

Um livro que não estava na minha lista de desejos mas cuja compra se proporcionou… gostei muito de ler “No tempo dos Amores Perfeitos” e então decidi-me por mais um título do mesmo autor.
“Romance em Amesterdão” é uma história actual, não tem portanto na a ver com o livro que li anteriormente. Confesso que gostei, está escrito de uma forma que cativa e prende o leitor. Conta a história de Mariana e Zé Pedro; Mariana e Ricardo; Ricardo e Zé Pedro.
Três personagens cujos destinos estão envolvidos desde o dia em que Mariana e Zé Pedro se apaixonam em Amesterdão. Porque a vida nem sempre é simples e porque o amor pode não ser o suficiente para se dar um passo decisivo no sentido do desconhecido, Marina acaba por casar com Ricardo. Mas passados 15 anos o reencontro casual entre ela e Zé Pedro vai acordar os sentimentos que ambos julgavam estar ultrapassados.
A partir desse encontro tudo muda; Mariana pondera se terá tomado a decisão certa, a atracção por Zé Pedro é incontrolável e o casamento com Ricardo é seriamente posto em causa.
O evoluir dos acontecimentos vai proporcionando a descoberta mais profunda das personagens, gostei das descrições que o autor faz entre as duas personagens masculinas (Zé Pedro e Ricardo) e da forma como ambos vão sendo caracterizados mediante o seu nascimento, educação e meio em que cresceram. São homens muito diferentes, eu diria mesmo opostos, que lutam pelo amor da mesma mulher.
A situação chega a pontos impensáveis e faz-nos pensar na capacidade que podemos ter ou não de adaptação e aceitação de novas situações.
Um livro que é um ensaio sobre as reacções humanas e que nos faz pensar até onde poderemos ir de cabeça perdida;  uma história que faz meditar sobre as grandes vantagens da ponderação antes de colocar em causa uma situação confortável…. ou por outro lado, compensará viver uma vida cómoda mas pouco emotiva?
Recomendo a leitura… a meditação sobre estes temas virá por acréscimo.
Sinopse
 
“Mariana e Zé Pedro passaram quinze longos anos sem se tornarem a ver. O tempo que poderia ter sido suficiente para fazer desmaiar a sua paixão vivida em Amesterdão. Os mesmos quinze anos que fizeram Mariana imaginar, milhares de vezes, o reencontro; e Zé Pedro desesperar de alguma vez voltar a encontrá-la. Quando, subitamente, numa azafamada manhã, numa estação de metro, se voltaram a encontrar. Quando tudo parecia ter sido diluído no tempo, eis que o passado volta a ser vivido no presente. Um romance apaixonante!”
 
Editorial Presença

 

publicado por marcia às 22:41
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria com Miguel Sou...

. Revista Inominável nº10 -...

. Orgulho e Preconceito - J...

. Octaedro, de Julio Cortáz...

. Ken Follett em Portugal -...

.últ. comentários

inesquecível Mr. Darcy...
É o bom dos clássicos, não vão desaparecer.
Parabéns à revista, aos Inomináveis e sobretudo a ...
Tenho um carinho muito especial por Jane Austen e ...
Este livro foi uma desilusão, tem aspetos históric...
Parabéns para nós e a todos :)Beijinhos
Também li este livro recentemente! Vamos sempre a ...
Tenho de tratar disso! Beijinho.

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds