Domingo, 29 de Março de 2009

Nunca te Perdi

 

 

Iniciei esta leitura no passado fim-de-semana, mas como o tempo durante a semana de trabalho é escasso para ler, posso dizer que o li praticamente todo ontem e hoje.
Já tinha recolhido várias opiniões acerca deste livro; acho que até recolhi opiniões demais pois através de algumas fiquei a saber pormenores que preferia ignorar antes de começar a ler…mas enfim… a sede de informação tem destas partidas.
De inicio a leitura não avançou com tanto entusiasmo quanto eu esperava…mas confesso que a partir de uma certa altura não deu mais para parar…parei no final.
Linda Howard é uma escritora romântica, há quem a compare a Nora Roberts. Os seus leitores são maioritariamente mulheres e, apesar deste ter sido o único livro que li dela, concordo com essas ideias.
Há medida que avançava na leitura fiquei com a sensação de que o livro poderia ter um mistério mais denso, isto é, o desenrolar da história é muito óbvio, desde início percebi claramente quem eram os culpados, os maus e os bons. Portanto o truque deste livro não está no suspense pois página a página são “postas as cartas na mesa”.
O que nos agarra é o poder desta história, uma mãe a quem é roubado o filho recém-nascido e que passa anos à procura de pistas para o re-encontrar. Milla nunca desiste, luta contra todas as dificuldades, sacrifica o seu casamento, discute com a família e consegue ter-nos ali até à última página presos para saber se a sua persistência e coragem são recompensadas.
A escritora cria uma das personagens masculinas que achei mais interessantes neste tipo de livros. Habitualmente são descritos homens perfeitos que satisfazem todas as necessidades físicas, psicológicas e emocionais das mulheres. Neste caso aquele que se torna o companheiro de Milla na procura do filho e também o seu grande apoio a nível pessoal é um assassino a soldo, com hábitos de eremita e não particularmente bonito… gostei desta variação apesar de por vezes o achar tão irreal com os outros…os tais perfeitos…
Seja como for, e apesar de não ser um livro ideal para quem já tem algumas exigências literárias, é emocionante e compulsivo. Para quem gosta de ler são características indispensáveis. Aos mais sensíveis pode fazer soltar uma outra lagrimita…acho que daria uma boa adaptação ao cinema.
Gostei muito de ler este livro. Provavelmente lerei outros livros da autora.
Sinopse
“Milla Edge mudou-se recentemente para o México, onde o seu marido David, foi colocado como médico. A vida deles é um sonho. Acabaram de ter o primeiro filho, e estão tremendamente apaixonados. Ambos se deliciam com a nova vida, e Milla está no auge do seu brilho maternal quando lhe roubam o bebé Justin das suas próprias mãos.

Uma década mais tarde, Milla é uma mulher diferente. O casamento há muito que terminou e a sua vida é totalmente dedicada à Organização Não Governamental que lidera: Finders. À caça de criminosos, ela percorre os lugares mais desoladores do mundo à procura de crianças raptadas (incluíndo o seu filho que nunca aceitou perder). Dois homens cruzam o seu caminho: True Gallagher, um dos grandes mecenas da sua instituição, e Diaz um perigoso mercenário, tão interessante como misterioso.
Quanto mais Milla se aproxima das respostas, maiores são os perigos que enfrenta. E ninguém brinca com os cabecilhas das redes de tráfico infantil.”
 
“Linda Howard desperta-nos os sentidos…”  Affaire de Coeur
 
“Um espetáculo! A Srª Howard é um talento estraordinário. Os seus livros são inesquecíveis, estimulantes e sensuais, e criam um enorme suspense.”  Romantic Times
 
“Ela escreve histórias tão bonitas… personagens tão contagiantes…”  Julie Garwood
 
“Uma arrebatadora obra-prima de suspense. Linda Howard é uma contadora de histórias soberba e original.”  Iris Johansen
 
Saída de Emergência, 2009

 

opinião:
a ler: A Baía do Desejo, Jojo Moyes
publicado por marcia às 20:52
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Março de 2009

Uma Longa Viagem com José Saramago

José Saramago, na primeira pessoa do singular.

 

João Céu e Silva apresenta um retrato surpreendente do escritor mais traduzido, e mais lido, no estrangeiro

 

 

 

 

Sem tabus. Sem reticências. Eis José Saramago, como nunca antes retratado.
 
Uma Longa Viagem com José Saramago, da autoria de João Céu e Silva, é o resultado de dezenas de horas de conversas, realizadas ao longo de dois anos, e tendo como cenários
o Bairro do Arco do Cego, Azinhaga, Mafra e Lavre, sem esquecer Lanzarote. Um livro escrito ao ritmo de uma entrevista em discurso directo, como deve ser quando se procura desvendar o outro lado de um escritor lido por muitos milhares de leitores.
Nesta grande conversa, José Saramago liberta-se de todas as amarras e responde a todas as questões colocadas por João Céu e Silva, mesmo as que entram na esfera mais pessoal do escritor. O seu percurso literário, as suas opiniões sobre Portugal e o mundo, o seu relacionamento com Pilar Del Río, tudo foi falado, tudo está registado neste livro.
Não menos interessante é o facto de todas essas respostas serem comentadas por 24 personalidades, todas elas com presença marcante na vida de José Saramago, como Zeferino Coelho, José Carlos Vasconcelos, José-Augusto França e a própria Pilar del
Río.
Uma Longa Viagem com José Saramago estará nas livrarias nos próximos dias e será apresentado a 24 de Abril por Ricardo Araújo Pereira, num evento em que estará presente José Saramago. Mas certamente será, a partir de agora, uma peça imprescindível para conhecer melhor a vida e obra de um grande escritor português.
 
João Céu e Silva nasceu em Alpiarça, em 1959, licenciou-se em História durante os anos em que viveu no Rio deJaneiro e é, desde 1989, jornalista do Diário de Notícias. Publicou um livro de viagens (Caravela Tropical) e um romance (28 Dias em Agosto). Uma Longa Viagem com José Saramago é o terceiro volume de uma série que pretende fazer o retrato biográfico de alguns portugueses ilustres, através de uma longa entrevista e dos testemunhos de quem os conheceu. Foram já publicados: Uma Longa Viagem com Álvaro Cunhal (Edições ASA, 2005) e Uma Longa Viagem com Miguel Torga (Edições ASA, 2007).
 
Título: Uma Longa Viagem com José Saramago | Autor: João Céu e Silva
N.º Págs.: 416 | PVP: 19 €  | PORTOEDITORA
publicado por marcia às 23:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Março de 2009

Beleza Assassina e Pequenos Gestos de Amor Eterno

Vou divulgar duas recentes apostas da  que, apesar de serem de géneros diferentes me agradam muito.

 

 

 

Título – Beleza Assassina
Autora – Chelsea Cain http://www.chelseacain.com/
Nº páginas – 360
PVP – 16,50€

 

Sinopse
Ela é bela. Ela é brilhante. Ela é uma assassina.
Após dez anos no encalço de Gretchen Lowell, o detective Archie Sheridan é raptado e torturado durante dez dias pela lindíssima serial killer. Mas, no final, ela decide, misteriosamente, libertá-lo e entregar-se às autoridades.
Gretchen é condenada a prisão perpétua, enquanto Archie é condenado a outro tipo de prisão: viciado em vários medicamentos, não é capaz de regressar à sua antiga vida e não consegue esquecer aqueles dez dias de tortura... nem Gretchen.
Quando outro assassino começa a raptar e assassinar raparigas adolescentes de Portland, Archie é convidado a voltar ao activo e a liderar a equipa que vai investigar os crimes recentes.
A nova investigação dará início a um jogo mortal entre Archie, o novo assassino e... Gretchen Lowell.
 
"Excelente... (Lowell) é uma vilã tão memorável como Hannibal Lecter..."
Publishers Weekly
 
"O livro é de tal modo inovador, que é como se Cain tivesse inventado um novo género... Merece um público vasto."
Toronto Star
 
"Beleza Assassina é um romance vertiginoso. Sórdido e carregado de suspense, com personagens bem concebidas, surpresas sinistras e diálogos mordazes."
The New York Times Book Review
 
"Personagens imperfeitas mas inteligentes, um assassino peculiar e um cenário que complementa o enredo macabro fazem deste romance um que os amantes de thrillers não podem deixar de ler."
USA Today
 
"Chelsea Cain arquitectou uma sórdida peça de suspense que é absolutamente impossível parar de ler."
Library Journal
 
 
 
 
 
Título – Pequenos Gestos de Amor Eterno
Autor – Danny Scheinmann http://www.dannyscheinmann.com/
N.º Páginas – 352
PVP – 16,50€
 
Sinopse
Quanto tempo esperaria por amor?
Seria capaz de dar a vida pela memória de um beijo?
 
1917. Moritz Daniecki consegue sobreviver à Revolução Russa. Decidido a voltar para a sua amada Lotte, foge da prisão da Sibéria e inicia uma longa e rigorosa viagem pela Ásia e Europa. O que Moritz teme é que Lotte já não esteja à sua espera.
 
1992. Leo Dakin acorda numa cama de hospital algures no Equador. A sua namorada está morta e ele não se lembra do que pode ter acontecido. Culpando-se pela morte, entra numa espiral de loucura e desespero. Mas o que Leo não sabe é que, muito em breve, fará uma descoberta que mudará a sua vida para sempre.
 
Nesta estonteante estreia, Danny Schneimann pinta um retrato dramático de dois homens que se agarram à vida pela memória do amor. Dois homens cuja ligação misteriosa é revelada num espectacular desenlace a que não ficará certamente indiferente.
 
"Terno e profundo."
The Observer

"É mesmo o fenómeno que a crítica apregoa. Muito bem construído...uma estreia garantidamente bem-sucedida. "
Sunday Express

"Uma história incrível e extremamente romântica. É de levar às lágrimas ao mais insensível dos leitores."
Belfast News
 
publicado por marcia às 22:13
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Março de 2009

Onde caem os Anjos - Nora Roberts

O planetamarcia divulga o próximo livro da Nora Roberts, "Onde caem os Anjos", a ser lançado pela Editora Chá das Cinco já no próximo dia 9 de Abril.

 

 

 

 "Reece Gilmore foge de um passado traumático como única

sobrevivente de um crime brutal em que viu todos os seus

amigos morrer. Um dia chega a Angel’s Fist, um lugar

idílico rodeado por belas montanhas, e decide aceitar um

emprego no restaurante local como cozinheira.

Reece cedo encanta os locais com os seus dotes de culinária.

Afinal de contas, era uma famosa chefe de cozinha na

Costa Leste, mas continua atormentada pelo crime de que

foi vítima, e luta constantemente contra os pesadelos que

a assombram. Até que um dia é a única testemunha de um

novo homicídio…

Sendo tão frágil e dada a ataques de pânico, ninguém na

cidade parece acreditar em Reece a não ser Brody, um

irascível e atraente escritor de policiais. E quando uma

série de eventos perigosos tornam claro que alguém está

a tentar enlouquecer Reece e a eliminá-la do caminho, ela

terá que confiar em Brody, e em si própria, para descobrir

se existe ou não um assassino em Angel’s Fist."

 

Venha descobrir a beleza das montanhas americanas

e as fantásticas receitas de culinária de Reece Gilmore,

nesta apaixonante história de crime, loucura

e amor de Nora Roberts.

 

 

Com mais de 160 milhões de cópias vendidas em todo

o mundo, e mais de 60 bestsellers na lista do

York Times, NORA ROBERTS é uma das autoras mais

lidas, acarinhadas e respeitadas do mundo. Foi a

primeira autora a ser convidada para o Romance

Writers of America Hall of Fame. Nascida em Silver

Spring, Maryland, Nora Roberts é a mais nova de

cinco filhos. Vive em Keedysville onde continua a

escrever.

Mais informações sobre a autora em

WWW.CHADASCINCO.COM

 

 

publicado por marcia às 22:14
link do post | comentar | favorito
|

Aquisições - Ken Follett

     

 

Gostei tanto de ler "O Terceiro Gémeo" de Ken Follett que não resisti a trazer mais estes dois comigo!

opinião:
publicado por marcia às 22:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 22 de Março de 2009

O Terceiro Gémeo

 

 

Esta foi a minha primeira experiência literária com um dos autores mais falados dos últimos tempos, Ken Follett. Preferi não começar pelo conhecidíssimo “Os Pilares da Terra” mas sim por um título menos divulgado mas do qual já tinha recebido opiniões bastante positivas.
“O Terceiro Gémeo” é um livro poderoso e surpreendente que nos agarra em todas as páginas; sem picos de acção, todo ele é escrito de modo a deixar-nos sempre no limite das emoções. Impossível de largar até acabar!
Tenho algumas dúvidas de como devo expressar a minha opinião em relação a esta história; o fio condutor é tão rico de pormenores e surpresas que receio revelar algo que comprometa ou revele o desfecho. Na verdade não sei se posso falar em desfecho já que o final é talvez a parte menos emocionante do livro.
Bom, posso dizer que logo no início questionei o título…afinal dá logo algumas pistas sobre a história, qual é a ideia do autor? Ken Follett tem inúmeras ideias, este livro está cheio delas…o que sem dúvida aguçou a minha curiosidade para ler outras obras dele…estou decidida a fazer algumas pesquisas…
Talvez se possa enquadrar num género policial/suspense. Levanta questões de ética, violação de privacidade e a muito polémica clonagem. Até onde pode ir a ciência em prol da descoberta e do avanço da humanidade, quais são os limites? Existem limites?
Um drama social e familiar. Questiona sentimentos e a importância destes perante a máquina económica e a ambição cega. Leiam!
 
Sinopse
“Tendo por cenário o mundo da manipulação genética, que pretende a criação de sociedades modelares, O Terceiro Gémeo é a história apelativa e simultaneamente aterradora da utilização descontrolada da tecnologia. Trata-se, no fundo, do romance da vida de uma mulher corajosa que tenta fazer valer as suas convicções, mesmo diante dos poderosos. Chama-se Jeannie Ferrami e é uma jovem cientista interessada no estudo dos componentes genéticos. Tudo começa (ou acaba?) quando ela, através da utilização de uma base de dados do FBI, de acesso restrito, localiza dois homens que parecem gémeos: Steve, um estudante de Direito (mais tarde acusado de um crime que há-de sempre negar) e Dennis, um criminoso condenado por assassínio. Só que, realmente, eles nasceram em dias diferentes, de mães desiguais e em hospitais distantes. Talvez muito disto tenha bastante a ver com clonagem, uma investigação de Jeannie tenta fazer, apesar do Pentágono, do New York Times e da conspiração em que se vê envolvida. Ou seja, um romance a mostrar um Ken Follett no auge da sua carreira de escritor.”
 
Editorial Notícias, 1999

 

 

opinião: Excelente!
a ler: Nunca te Perdi, Linda Howard
publicado por marcia às 16:15
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Março de 2009

Nova aquisição

Nada como comprar um livro novo para animar o dia!

 

 

 

 

publicado por marcia às 23:23
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Março de 2009

Uma Questão de Fé

 

 

Muito mais que um livro sobre Deus, “Uma Questão de Fé” é um livro sobre a natureza humana.
Esta é mais uma história surpreendente daquela que é, para mim, uma das escritoras mais criativas que tenho tido o prazer de ler. Jodi Picoult parte de um tema divino e constrói uma história de dramas bem terrenos. Penso que, embora este livro nos apresente Faith, uma menina que vê e fala com Deus, a questão religiosa não é de todo a mais importante; apenas serve de motor a uma história que foca alguns dramas bastante actuais.
Faith tem 7 anos. Fala com Deus. Faz milagres. É estigmatizada.
É apenas uma criança mas tem de lidar com o mediatismo, as perseguições de vários grupos religiosos, o assédio dos jornalistas, o divórcio dos pais e a luta dos mesmos pela sua custódia.
Ao longo das cerca de 450 páginas chegamos a conclusão que o mais importante não é saber se Faith fala ou não com Deus ou se tem o poder de curar; a intenção da autora é antes explorar temas como o mediatismo e a forma a comunicação social persegue as suas “vítimas” sem qualquer pudor ou ética.
Assistimos ao desenrolar do processo de divórcio dos pais de Faith, ao modo como duas pessoas que já foram casadas e tiveram uma vida em comum chegam a uma guerra em tribunal na qual os interesses da filha são postos de parte, assim como o próprio respeito um pelo outro. Guerras de Advogados, manipulação de factos e de testemunhos…afinal o que resta quando se perde a vergonha e a dignidade? Um milagre?
Gostei particularmente desta passagem:
“- A minha professora do primeiro ano disse que há muito tempo as pessoas costumavam acreditar em todo o tipo de coisas, porque desconheciam a verdade. Por exemplo acreditavam que não deviam tomar banho, porque podiam ficar doentes. Depois houve uma pessoa que viu micróbios ao microscópio e começou a pensar de maneira diferente. Podemos acreditar mesmo muito numa coisa – diz Faith -, e apesar disso estarmos enganados.” (pág. 447)
Sinopse
“Em Uma Questão de Fé, Jodi Picoult lança-se uma vez mais numa temática polémica sobre fé, traição, milagres e mistério… mas o fio condutor da narrativa é sempre a força do amor maternal.
Pela segunda vez no seu casamento, Mariah White apanha o marido com outra mulher, e Faith, a filha de ambos, assiste a cada doloroso momento. Após o inevitável divórcio, Mariah luta contra a depressão e Faith começa a conversar com um amigo imaginário. A princípio, Mariah desvaloriza o comportamento da filha, atribuindo-o à imaginação infantil. Mas quando Faith começa a recitar passagens da Bíblia, a apresentar estigmas e a fazer milagres, Mariah interroga-se se sua filha não estará a falar com Deus. Quase sem se aperceberem, mãe e filha vêem-se no centro de polémicas, perseguidas por crentes e não-crentes e apanhadas num circo mediático que ameaça a pouca estabilidade que lhes resta.”
 
"Levanta questões pertinentes sobre religião sem se tornar sentimentalista."
Entertainment Weekly
 
"Picoult apresenta uma visão de um dos grandes mistérios do coração. A sua melhor obra até hoje."
Kirkus Reviews
 
"Faz-nos pensar sobre Deus. E isso é de facto raro na ficção moderna."
USA Today
 
Civilização Editora,2008

 

opinião:
a ler: O Terceiro Gémeo, Ken Follett
publicado por marcia às 23:55
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Domingo, 15 de Março de 2009

Passatempo Silver Bay

O planetamarcia lança, com a colaboração da ,  um passatempo para premiar 3 leitores com 3 exemplares do livro "Silver Bay - A Baía do Desejo".

 

Para participar só têm de elaborar uma frase criativa sobre o livro e enviar para marciafb@net.sapo.pt até 26 de Março de 2009. As 3 frases mais originais são as vencedoras. Participem!

 

 

 

Jojo Moyes nasceu em 1969 e cresceu em Londres.

Estudou jornalismo e foi correspondente do jornal The Independent  até 2002, quando publicou o seu primeiro romance,  Sheltering Rain, e resolveu dedicar-se à escrita a tempo inteiro.
Publicou depois  Foreign Fruit (2003), The Peacock Emporium (2004), The Ship of Brides (2005), Silver Bay (2007) e Night Music (2008).
Com Foreign Fruit obteve o prémio Romantic Novel of the Year, para o qual esteve também nomeada por The Ship of Brides e por Silver Bay.
 
Para mais informações sobre a autora e a sua obra visite o site www.jojomoyes.com

 

publicado por marcia às 11:48
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sábado, 14 de Março de 2009

Silver Bay - A Baía do Desejo

A Baía do Desejo de Jojo Moyes é uma forte aposta da Porto Editora.

O planetamarcia divulga o que já se prevê ser um enorme sucesso editorial.

Muito em breve colocarei mais informação sobre um passatempo com oferta de alguns exemplares.

 

 

Sinopse
Mike Dormer chega a Silver Bay, uma pacata vila costeira da Austrália, com um único e secreto intuito que abalará por completo a vida dos seus habitantes.
Mas Silver Bay reserva-lhe um destino diferente.
 
Liza McCullen e a sua filha Hannah, de dez anos, residem no familiar Silver Bay Hotel – tão excêntrico como a sua proprietária Kathleen – onde Mike se hospeda. As suas personalidades enigmáticas exercerão um fascínio inexplicável sobre o pragmático executivo londrino, que se deixará envolver irremediavelmente pelos membros da pequena comunidade de Silver Bay e pela magia que descobre no seu modo de vida. Em pouco tempo, Mike sentir-se-á divido entre a culpa e o desejo, a responsabilidade… e a paixão inesperada.
Paralelamente, a vida de Liza sofrerá uma reviravolta inevitável.
 
Prisioneiros de uma perigosa teia de segredos e mentiras, estarão eles preparados para enfrentar os acontecimentos que se avizinham?
 
 
Liza
«Depois de Letty morrer, houve um período em que pensei que nunca mais voltaria a ser feliz. Não há nada de redentor na morte de um filho, nenhuma lição valiosa que possamos aprender. É algo demasiado grande, demasiado esmagador, demasiado
sombrio. É uma dor gélida, sufocante, física, chocante na sua
intensidade, e, sempre que pensamos que talvez tenhamos conseguido
avançar um pouco, ela volta a erguer-se, como uma onda,
para nos afogar de novo.»
 
Mike
 
«Quando me viu sentado ao fundo do pontão, do lado da praia, a sua expressão não se alterou, mas parou a pouca distância de mim, na areia, com uma mão erguida para proteger os olhos do sol.
Cambaleou ligeiramente e interroguei-me se estaria embriagada. Via-a agora de forma diferente, depois de saber o que sabia. Era como se Liza McCullen tivesse adquirido uma nova dimensão.»
 
 
 
Recensões Críticas
 
«Como Joanne Harris e Anita Shreve, Jojo Moyes tem o dom  de tornar  a sua prosa numarrebatador poema de amor – paixões várias e um cenário carregado de beleza e romantismo fazem deste livro um brilhante conto sobre tragédias passadas e novos começos.» Lancashire  Evening Post
«Uma leitura assumidamente romântica.» Elle
«Um livro difícil de pousar!» New Woman
 
Nas livrarias a 26 de Março de 2009

 

publicado por marcia às 14:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Todos os Fogos o Fogo - J...

. O Motorista de Autocarro ...

. Lançamento do livro "Os D...

. O Homem Domesticado - Nun...

. Eu Confesso - Jaume Cabré...

. Leitura Conjunta - A Músi...

. Porto Editora - A Arte de...

. A Última Rodada - Rui Mig...

. Granta Portugal 9 - Comer...

. A Oeste Nada de Novo - Er...

.últ. comentários

Sim, também eu, a tudo o que escreveste, Paula. Ex...
Tantas palavras que gosto de associar aos contos: ...
Um livro que torna certas as alturas erradas...
É merecedor de atenção, Isaura.
Obrigada pelo comentário, Carlos, depois gostaria ...
Obrigada, Isaura. Escrevo-te uma dedicatória com t...
Olá Márcia,Como já sabes não pude ir à apresentaçã...
Já tinha visto este livro, mas não lhe dei a devid...
Vou ter mesmo que ler...mas acho que não para já.....
Já o comprei, está na lista das obras para ler em ...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds