Sábado, 24 de Janeiro de 2009

A Vida num Sopro

 

 

Foi com alguma expectativa que iniciei a leitura deste livro. Confesso que gostei bastante de ler “A Filha do Capitão” do mesmo autor, mas que os livros da “saga” Tomás Noronha me desiludiram profundamente…
“A Vida num Sopro” conta a história do amor arrebatador de Amélia e Luís que, apesar de se apaixonaram ainda bastante jovens, são forçados ao afastamento por parte da mãe desta que não aprova o namoro.
Amélia desaparece da vida de Luís e este segue o seu percurso sempre pensando nela e tentando encontrar um pouco dela em todas as mulheres que vai conhecendo.
Correndo o risco de me tornar repetitiva vou usar a expressão já utilizada por vários leitores que escreveram opinião sobre este livro: “lê-se num sopro”; na verdade a utilização de linguagem corrente e simples, faz com que as cerca de 600 páginas se virem com bastante rapidez. Não é muito rico a nível literário mas tem o mérito de pôr muita gente a ler.
E quando, num país onde se diz ler pouco, muitas pessoas lêem um romance de um autor nacional, que tem um bom enquadramento histórico/político e pode fazer com que mais gente aprenda um pouco do que foi a nossa história, do modo de vida em vários pontos do nosso país num passado bastante recente, este livro é merecedor desse mérito.
A grande desvantagem é o preço. Considero-o exorbitante para o nosso nível de vida.  Não é caso único, os livros são caros no nosso país.
Sinopse
 
 
“Portugal, anos 30.
Salazar acabou de ascender ao poder e, com mão de ferro, vai impondo a ordem no país. Portugal muda de vida. As contas públicas são equilibradas, Beatriz Costa anima o Parque Mayer, a PVDE cala a oposição.
Luís é um estudante idealista que se cruza no liceu de Bragança com os olhos cor de mel de Amélia. O amor entre os dois vai, porém, ser duramente posto à prova por três acontecimentos que os ultrapassam: a oposição da mãe da rapariga, um assassinato inesperado e a guerra civil de Espanha.
Através da história de uma paixão que desafia os valores tradicionais do Portugal conservador, este fascinante romance transporta-nos ao fogo dos anos em que se forjou o Estado Novo.
Com A vida num sopro, José Rodrigues dos Santos traz o grande romance de volta às letras portuguesas.”
 
Gradiva, 2008

 

opinião:
a ler: Nunca me Esqueças, Lesley Pearse
publicado por marcia às 19:59
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|
Sábado, 17 de Janeiro de 2009

A Concubina Russa

 

 

Este livro atraíu-me deste a primeira vez que o vi. O argumento pareceu-me excelente e o facto de me ter sido oferecido no Natal fez com que o iniciasse de imediato.
Kate Furnivall conta a história de Lydia e da mãe que, fugidas da Rússia, vivem na China em Junchow. Decorre o ano de 1928 e Junchow é uma área multicultural onde habitam Russos, Japoneses, Americanos, Italianos, Franceses, Britanicos e claro, Chineses.
Lydia tem 16 anos e é uma aventureira, não tem medo de nada e as dificuldades em que vive com a mãe fizeram com que desenvolvesse capacidades exímias de roubar e mentir. A história de Lydia é a da luta pela sobrevivência. Apaixona-de por Chang An Lo, um chinês de ideais comunistas.
A história deste livro é a do amor de Lydia e Chang An Lo. Da sua relação clandestina devido ao preconceito bem como da polémica que as ideias políticas de Chang An Lo suscitam no meio aristocrático que Lydia e a mãe, apesar da pobreza, ainda se movimentam.
Ao longo de 584 páginas temos histórias de amor, traição, mentira, violência, política e drogas. Ingredientes actuais dada uma história do século passado. Eu diria que este livro tem todos os ingredientes para o sucesso mas, de alguma forma, não me conseguiu fascinar. Apesar de tantos ingredientes falta-lhe qualquer coisa para ser uma receita brilhante, falta-lhe envolvência, magia, alma. Gostei de ler mas não me perdi nas palavras, não me deixei levar pela história. Não me conquistou verdadeiramente.
Sinopse
 
"Uma poderosa história de amor, sobrevivência e lealdade, num fascinante e agitado momento da História.

Exiladas da Rússia após a Revolução Bolchevique, a bela e destemida Lydia e a sua aristocrática mãe refugiam-se em Junchow, na China.
Sozinha e sem recursos, Lydia serve-se da sua astúcia para sobreviver, ludibriando e roubando estrangeiros desprevenidos.
Nas ousadas investidas que faz pela cidade chinesa, Lydia cruza-se com um jovem comunista chinês, Chang An Lo, que a salva da morte certa, num perigoso confronto com as tríades chinesas.
Nesta atmosfera de perigo e exotismo, entre raptos, traições e o tráfico de ópio, Lydia e Chang apaixonam-se, desafiando o preconceito e a desonra."
 
"Um épico dolorosamente belo."
New Woman


"Um romance de cortar a respiração."
Marie Claire


"Uma aventura romântica e épica. Incrivelmente envolvente."
The Bookseller
 
Porto Editora, 2008
 

 

 
opinião:
a ler: A Vida num Sopro, José Rodrigues dos Santos
publicado por marcia às 23:16
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quinta-feira, 1 de Janeiro de 2009

Novo Ano de 2009!

Desejo um excelente ano de 2009 a todos os que me visitam e mais uma vez agradeço os comentários e ideias.

 

Que o novo ano seja rico em leituras!

 

Aqui fica o meu "ponto de partida" para as leituras deste ano.

Agradeço ao marido, aos pais e a mim pelos presentes de Natal literários!

 

a ler: A Concubina Russa, Kate Furnivall
tags:
publicado por marcia às 11:20
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. D. Quixote - A Construção...

. Apresentação do livro "A ...

. Minotauro - Rapariga em G...

. Minotauro - A Serpente do...

. A Avó e a Neve Russa - Jo...

. Onze Tipos de Solidão - R...

. Concerto em Memória de um...

. Desgraça - J. M. Coetzee ...

. Revista Inominável #6

. É assim Que A Perdes - Ju...

.últ. comentários

Boa!!Muito sucesso e sorte.Espero que corra bem.Be...
A mim também tenta!
Sim, é verdade. Isso também me agrada bastante!
Este quero! Também tenho um especial fascínio pela...
A guerra dos Balcãs impressiona-me muito, por isso...
Estou a ver que gostaste!
Ah, este já li!Esta nova editora promete.Paula
Sim, tem óptimas referências e sim, a capa é magní...
Tenho ouvido falar muito (e bem) deste livro. Que ...
É bastante bom! É ler! É ler!

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds