Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2008

Receitas de Amor

 

Graças ao Bookmooch tive a oportunidade de ler este livro muito divertido, que já há algum tempo me suscitava curiosidade.
Acho que a expressão” Um livro delicioso que deve ser saboreado por todos os fãs de comédias românticas, pelos apreciadores de boa mesa e pelos viajantes de sofá.” exprime muito bem a natureza deste livro.
É de facto uma história leve mas cheia de encontros e desencontros, de descrições sobre lugares que agradam aos apaixonados das viagens, de receitas culinárias de fazer crescer água na boca a gourmets ou aos que a isso aspiram, e claro, a todos os que gostam de histórias de amor…neste caso histórias de amor bem apimentadas pelos ingredientes de algumas receitas com efeitos extraordinários ao nível das práticas amorosas…
Para ler nas férias ou em casa, nos transportes ou ao ar livre, posso garantir um livro divertidíssimo com graves efeitos secundários: muita fome!
Quando o terminei fiz um fabuloso prato de pasta!
http://www.thefoodoflove.com/pages/books/food_of_love/intro.asp
 
Sinopse
 
 
“Laura é o estereótipo da mulher com que sonha qualquer homem italiano: é jovem, bonita e está apenas de passagem por Itália. Beneficiando de um programa de intercâmbio, saiu dos Estados Unidos e vai passar um ano em Roma a estudar História da Arte. Cansada dos homens que lhe têm cabido em sorte, decide que abrirá o seu coração apenas a um tipo de homem muito particular: um chefe de cozinha.
Tommaso é atraente e um sedutor nato. Tem um fraquinho por mulheres estrangeiras e, com o objectivo de conquistar Laura, diz-lhe que é chef num dos melhores restaurantes de Itália. Na realidade, é apenas um humilde empregado de mesa.
O melhor amigo de Tommaso, Bruno, que é realmente chef – e um chef brilhante – concorda em ajudá-lo nesta missão de sedução culinária. Por ironia do destino, apaixona-se perdidamente por Laura. Mas a timidez e a lealdade para com o amigo levam-no a cozinhar em segredo…
Tendo Roma como pano de fundo, estas três personagens envolvem-se em aventuras e desventuras apenas possíveis na exuberante Cidade Eterna.
Inspirado em Cyrano de Bergerac, Receitas de Amor é uma comédia de equívocos, plena de romance, magia culinária e da sensual atmosfera de Itália.”

"Uma forma de saborear boa comida sem que nos preocupemos com as calorias… Uma comédia romântica e culinária."
Heat
 
"De ficar com água na boca… Uma divertidíssima história de sedução e subterfúgio… Uma fantástica sequência de sensações."
What’s On London
"Imbuído da atmosfera única de Itália, da luz do sol e de receitas de amor: que mais se pode desejar?"
Evening Herald
Asa, 2005
opinião:
a ler: A Concubina Russa, Kate Furnivall
publicado por marcia às 23:40
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 21 de Dezembro de 2008

A Ilha

Terminei a leitura deste livro há pouco. Suscitou-me curiosidade desde que saiu mas confesso que foi após a leitura do comentário da flicka que me decidi a ler.

  

Na capa a expressão “Finalmente – uma leitura de Verão com alma!” não diz muito…o que é ma leitura de Verão? Um daqueles livros mais leves? Um romance cor-de-rosa para ler na paria? Este livro não é nada disso…mas definitivamente é uma história com alma!
É uma saga familiar que parte da actualidade e caminha pelo passado pondo a nu segredos que Alexa, a personagem que procura respostas sobre o passado da sua família, vem a descobrir na companhia de uma amiga de família. Apesar de ter vivido sempre em Inglaterra Alexa aproveita uma viagem a Grécia para pensar sobre a sua relação com Ed e para investigar as suas origens familiares.
Aqui descobre histórias de tragédia, doença e crime. Mas também fica a conhecer o amor e o perdão. Esta viagem marca e muda o rumo da sua vida.
Este é um livro com uma grande investigação médica sobre a doença mais antiga do mundo, a lepra. Confesso o meu total desconhecimento sobre características e factos históricos desta patologia, mas após esta leitura fiquei a conhecer muito.
Chocou-me a forma como o diagnóstico desta doença significava exclusão social e ostracismo, como os doentes eram forçados ao exílio, ao abandono da família e de tudo para se “esconderem” numa colónia de leprosos até ao fim dos seus dias.
 
Sinopse
 
"Num momento em que tem que tomar uma decisão que pode mudar a sua vida, Alexis Fieldings está determinada a descobrir o passado da sua mãe. Mas Sofia nunca falou sobre ele, apenas contou que cresceu numa pequena aldeia em Creta antes de se mudar para Londres. Quando Alexis decide visitar Creta, a sua mãe dá-lhe uma carta para entregar a uma velha amiga e promete que através dela, Alexis vai ficar a saber mais. Quando chega a Spinalonga, Alexis fica surpreendida ao descobrir que aquela ilha foi uma antiga colónia de leprosos. E então encontra Fotini e finalmente ouve a história que Sofia escondeu toda a vida: a história da sua bisavó Eleni, das suas filhas e de uma família assolada pela tragédia, pela guerra e pela paixão. Alexis descobre o quão intimamente ligada está àquela ilha e como o segredo os une com tanta firmeza."
 
Civilização, 2008

 

opinião:
publicado por marcia às 18:08
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Domingo, 14 de Dezembro de 2008

A Vizinha do Lado

 

“A Vizinha do Lado” é um livro sobre pessoas, sobre vidas que se cruzam, sobre os amigos que temos, aqueles que colocamos em dúvida e aqueles que não pensávamos que tínhamos.
Três casais com vidas banais, filhos, empregos e as crises familiares que podiam ser as de qualquer um… tive muitas vezes a sensação de estar a ver um daqueles filmes americanos passados nos subúrbios de luxo com casinhas todas iguais em que as mulheres trocam receitas nos alpendres e comentam a vida alheia…
Um dia a vizinha viúva surge grávida e instala-se a dúvida de quem será o pai da criança. As três mulheres encaram a possibilidade se o pai ser um dos seus maridos; todas atravessam crises no casamento e a insegurança é grande.
Um livro leve e muito simples mas que nos faz pensar no que colocamos em causa quando temos dúvidas. Gostei da forma como a autora expôs a situação de um dos casais que tenta desesperadamente ter um filho, da forma como a família encara a situação e de como a frustração pode arrasar uma relação sólida.
Bom para passar uma tarde de Domingo Invernosa.
 
Sinopse
 
“Num condomínio elegante nos subúrbios do estado de Connecticut, três casais vêem a sua harmonia desfeita quando uma atraente jovem vizinha, viúva há um ano, descobre que está grávida. Quem é o pai? Poderá ser um dos três maridos?
Um a um os casais tornam-se misteriosos, fazem o balanço dos seus casamentos e da lealdade e confiança que talvez tenham dado como asseguradas. Em cada um dos casos, esta introspecção revela fraquezas, e para cada uma das mulheres a situação torna-se numa crise que as vai obrigar a tomar uma decisão, resultando na consolidação ou na dissolução dos seus casamentos.
Recheado de emoção e surpresas, A Vizinha do Lado é uma engenhosa história de confiança, ciúme e luta para manter o amor vivo.”
 
"O conhecimento e o fascínio que Delinsky tem pela alta sociedade norte-americana faz de A Vizinha do Lado um dos seus melhores livros, um feito que agradará muito para além dos seus habituais e fiéis leitores de romances."
Booklist
 
Difel, 2005
 
opinião:
a ler: A Ilha, Victoria Hislop
publicado por marcia às 22:17
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 8 de Dezembro de 2008

Estarás aí?

Mais um livro de Guillaume Musso, mais uma leitura envolvente. 

Confesso que não me deu a mesma adrenalina dos dois primeiros livros do autor, se calhar trata-se de uma fórmula boa mas que com o tempo cansa...será? 

De qualquer modo não posso dizer que haja uma repetição dos argumentos... isto é...são histórias diferentes que acabam por nos levar a conclusões semelhantes.

 

Penso que dos quatro livros editados entre nós este foi o que menos me convenceu...acho o tema interessante e dei por mim muitas vezes a pensar na possibilidade de voltar atrás no tempo e mudar o rumo da minha história...quem nunca pensou?

Este livro mostra-nos o que pode acontecer se essa possibilidade se torna uma realidade... considero-o um pouco como um ensaio, dado que viajar por diferentes dimensões de tempo é algo que não me convence.

É um livro de possibilidades, de caminhos em aberto, de vidas que podem deixar de existir se dermos o "tal passo atrás no tempo". Faz pensar e meditar. Mesmo os erros que cometemos e desejamos apagar podem ter originado coisas boas nas nossas vidas...desejamos apagá-las também?

 

Essencialmente é um livro dificil de descrever...mas que vale a pena ler...

 

Sinopse
 
"São Francisco. Elliott, médico apaixonado, nunca se recompôs do desaparecimento de Ilena, a mulher que ele amava, morta há 30 anos. Um dia, uma situação extraordinária permite-lhe recuar no tempo e encontrar o jovem que ele era, há 30 anos atrás. Elliott regressa ao instante decisivo em que um gesto seu pode salvar Ilena e modificar o destino implacável que determinara a sua vida desde então."
 
Bertrand, 2007
 

 

opinião:
a ler: A Ilha, Victoria Hislop
publicado por marcia às 15:38
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O Ano da Dançarina - Carl...

. Minotauro - O Homem que D...

. Os Desafios da Europa – U...

. Rapariga em Guerra - Sara...

. O Leitor do Comboio - Jea...

. A Breve e Assombrosa Vida...

. Revista Inominável #7

. A verdade sobre o caso Ha...

. Marcador - O Ano da Dança...

. A Serpente do Essex - Sar...

.últ. comentários

Uhm, interessante... Paula
Atenção que a Dançarina pode ter um significado di...
É verdade! Vêm aí muitas coisas boas! Deixo também...
Nunca li nada desta autora, mas deixaste-me curios...
Obrigada, Márcia. Quando pedi para avisares, pense...
Muito obrigada, Isaura! Beijinho!
Beijinhos, Isaura! Obrigada por teres ido!
Olá Paula! Vêm aí novidades interessantes da Minot...
Acho que vais gostar, Ana!
é bem "agarrado", Teresa!

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds