Domingo, 26 de Outubro de 2008

Bookmooch II

Graças ao Bookmooch a minha Estante está mais enriquecida; chegou cá a casa "A Fotografia" de Penelope Lively.

 

Esta é uma autora em relação à qual eu tenho curiosidade há algum tempo.

Agradeço à lucyl o seu envio!

publicado por marcia às 19:32
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Domingo, 19 de Outubro de 2008

Enquanto Salazar Dormia...

 

Cá está um exemplo de um livro bastante divulgado e apelativo que nunca me tinha dado vontade de ler…não sei porquê…mas há livros que nos chamam e outros que não…
Mas aconteceu. Acabou por me vir parar às mãos.
Tinha uma ideia diferente deste livro. Foi editado numa altura em que se editou tudo ou quase tudo sobre Salazar. Quando é demais chateia e se calhar foi isso que nunca me fez olhar duas vezes para ele.
No entanto numa das minhas visitas ao Blog Viagens Literárias percebi tratar-se de algo para além do que eu pensava…
http://viagemnasleituras.blogspot.com/search/label/Domingos%20Amaral
Depois foram as curiosas coincidências do destino (para quem acredita nelas) que o fizeram chegar até mim. Mesmo sem o pedir um amigo emprestou-mo. Achou que eu iria gostar.
Com todos estes sinais poderia eu não o ler?
Gostei deste livro. Não tanto como muitos que já li mas gostei. A nível literário não é nada de extraordinário mas vale pela história…principalmente porque desconhecia tantas coisas que fiquei agora a saber.
Jack Gil é um espião luso-britânico na Lisboa de 1941. Conta-nos as suas histórias e aventuras, a sua perspectiva da guerra e da política internacional. 50 anos depois regressa a Lisboa para o casamento do neto e recorda tudo o que viveu, as mulheres que amou.
Numa primeira fase partilha com o leitor a sua história de vida…tudo o que se passava “Enquanto Salazar dormia…”. Numa fase posterior é o neto o seu confidente que absorve, maravilhado as histórias de espiões e perseguições protagonizados pelo avô agora com 85 anos.
Uma história de amizade e amor. De família. De guerra.
Descrições de uma cidade que ainda existe mas não da forma que já foi. Leiam!
Sinopse

Lisboa, 1941. Um oásis de tranquilidade numa Europa fustigada pelos horrores da II Guerra Mundial. Os refugiados chegam aos milhares e Lisboa enche-se de milionários e actrizes, judeus e espiões. Portugal torna-se palco de uma guerra secreta que Salazar permite, mas vigia à distância.
Jack Gil Mascarenhas, um espião luso-britânico, tem por missão desmantelar as redes de espionagem nazis que actuavam por todo o país, do Estoril ao cabo de São Vicente, de Alfama à Ericeira. Estas são as suas memórias, contadas 50 anos mais tarde. Recorda os tempos que viveu numa Lisboa cheia de sol, de luz, de sombras e de amores. Jack Gil relembra as mulheres que amou; o sumptuoso ambiente que se vivia no Hotel Aviz, onde espiões se cruzavam com embaixadores e reis; os sinistros membros da polícia política de Salazar ou mesmo os taxistas da cidade. Um mundo secreto e oculto, onde as coisas aconteciam "enquanto Salazar dormia", como dizia ironicamente Michael, o grande amigo de Jack, também ele um espião do MI6. Num país dividido, os homens tornam-se mais duros e as mulheres mais disponíveis. Fervem intrigas e boatos, numa guerra suja e sofisticada, que transforma Portugal e os que aqui viveram nos anos 40.
Casa das Letras, 2007
opinião: Bom
publicado por marcia às 19:14
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Bookmooch

Aproveitei o fim-de-semana para me registar no Bookmooch.

 

http://www.bookmooch.com/m/bio/marciafb

 

O conceito agrada-me e já andava para fazer o registo há algum tempo.

 

Espero que hajam leitores interessados nos livros da minha lista, e que também me seja possível receber livros de outras pesoas.

 

Convido os visitantes do meu blog que não conhecem o conceito a dar uma volta pelo site:

 

http://www.bookmooch.com/

 

Aos que já conhecem deixo a dica de darem uma vista de olhos pela minha lista de livros.

 

Boas leituras!

 

publicado por marcia às 18:47
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Domingo, 5 de Outubro de 2008

O Tempo dos Amores Perfeitos

 

Tiago Rebelo tem já vários romances editados mas eu confesso que nunca tive muita curiosidade em ler nenhum deles. Não sei bem porquê mas ainda não tinha acontecido…
“O Tempo dos Amores Perfeitos” foi-me emprestado por um amigo e bastante recomendado. Assim sendo não pude deixar de lhe dar o benefício da dúvida. Ainda bem que o fiz pois revelou-se dos melhores livros que li nos últimos tempos, com a vantagem de ser de um autor português (não me agrada muito estar sujeita às subjectividades das traduções…fico sempre desconfiada…não vos acontece???)
O livro lê-se de um fôlego…tem uma história de amor envolvente…tem história, ou seja, a nossa história que, apesar de grandiosa e interessante ando um bocado pelas ruas da amargura do ensino e da cultura geral do nosso povo.
Reconheço a minha total ignorância em relação ao período histórico relatado no livro, ou melhor, o estado de ignorância em que me encontrava pois graças ao “Tempo dos Amores Perfeitos” aprofundei o que era um conhecimento muito básico do “mapa cor-de-rosa”.
Leiam e inspirem-se com a história de amor entre Carlos e Leonor, tremam com as batalhas e as emboscadas, sofram com as injustiças e inspirem-se com a coragem dos bravos que fizeram parte da nossa história. Mas acima de tudo deliciem-se com este fabuloso livro.
Sinopse

Com provas dadas que o apontam como um dos mais promissores autores portugueses da nova geração literária, Tiago Rebelo continua a apostar na área do romance, desta feita incidindo sobre as aventuras de um oficial português em Angola, nos anos que se seguem ao Ultimatum britânico. Com base nas memórias do Tenente Carlos Augusto de Noronha e Montanha, ilustre antepassado do próprio autor, Tiago Rebelo cria um universo de ficção e veracidade históricas, que abre caminho para uma história de amor entre o tenente Montanha, um jovem combatente destacado para Angola, e Leonor, a belíssima e encantadora filha do governador daquela cidade. As longas conversas mantidas entre ambos fazem com que Carlos e Leonor se tornem inseparáveis, chegando por fim a consumar o amor e a planear o casamento. Uma leitura pautada pela magia de África como pano de fundo, devolve o tom e a cor a toda uma época que nos seduz incondicionalmente num ritmo galopante até ao final.


“Sendo um romance passado no final do século XIX nas antigas colónias portuguesas, e retratando o ambiente de guerra vivido nessa altura, não é um livro de catarse dos traumas da guerra colonial. Será mais um romance ao estilo de Guerra e Paz, com um subtil acento mordaz na descrição das limitações das tropas portuguesas e um sabor romanesco na construção das personagens e enredo muito ao gosto de Tolstoi (...) Boa estrutura narrativa; construção e evolução das personagens; enquadramento destas nos respectivos ambientes sociais e psicológicos.”
Luís Robalo de Campos
 
“(...)O Tempo dos amores Perfeitos é um romance que se lê de um só fôlego (...) Neste romance, Tiago rebelo recriou de uma forma interessante uma época particularmente conturbada da história nacional, com o mérito do seu texto não traduzir qualquer preconceito ideológico, numa história onde não há vencedores, mas antes vidas perdidas e existências desfeitas.”
Agripina Carriço Vieira, Jornal de Letras
Presença, 2007
opinião: Brilhante!
a ler: O Azul da Baía, Nora Roberts
publicado por marcia às 23:11
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O Ano da Dançarina - Carl...

. Minotauro - O Homem que D...

. Os Desafios da Europa – U...

. Rapariga em Guerra - Sara...

. O Leitor do Comboio - Jea...

. A Breve e Assombrosa Vida...

. Revista Inominável #7

. A verdade sobre o caso Ha...

. Marcador - O Ano da Dança...

. A Serpente do Essex - Sar...

.últ. comentários

Uhm, interessante... Paula
Atenção que a Dançarina pode ter um significado di...
É verdade! Vêm aí muitas coisas boas! Deixo também...
Nunca li nada desta autora, mas deixaste-me curios...
Obrigada, Márcia. Quando pedi para avisares, pense...
Muito obrigada, Isaura! Beijinho!
Beijinhos, Isaura! Obrigada por teres ido!
Olá Paula! Vêm aí novidades interessantes da Minot...
Acho que vais gostar, Ana!
é bem "agarrado", Teresa!

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds