Sábado, 30 de Janeiro de 2010

A Lucidez do Amor - Tânia Ganho - Opinião

 

“A Lucidez do Amor” é um livro inesperado. Não conhecia a autora, o título não sugere o tema, e o tema, uma vez desenvolvido, também não é o que parece ao início.
Se a leitura da sinopse me sugeria um livro sobre a guerra, agora, após a conclusão da leitura, encaro este livro como uma viagem a um universo feminino que eu julgava já não existir.
Michael e Paula são casados, mas pelo tempo que dura esta história estão separados por muitas milhas. Como piloto da Força Aérea Francesa, Michael cumpre uma missão no Afeganistão. Paula fica só com o filho de ambos, Artur, nascido recentemente. Binta, a mãe de Paula, acompanha e ajuda a filha nesta fase difícil a cuidar do bebé e de constante preocupação com o marido ausente.
É curioso como actualmente a questão da guerra já não é vista com o peso dramático de outros tempos. Talvez pelos avanços tecnológicos, ou pela possibilidade que, graças à comunicação social, quase se seguir a “guerra em directo”, parece que tudo fica mais perto e o drama é menor. Mas a verdade é que o sofrimento causado pela distância e o constante sobressalto de poder ter de lidar com a morte a qualquer instante, continuam bem presentes, qualquer que seja a guerra.
Uma vez entrando na história deste livro entramos numa realidade desconhecida e actualmente pouco divulgada. A descrição do dia-a-dia de Paula permite-nos entrar no universo das mulheres dos militares. Apesar de Paula gostar de trabalhar como Ilustradora e ter mantido o seu emprego após o casamento, percebi que a maioria das mulheres com quem se relaciona, e que são também casadas com militares, vivem num universo feminino que eu julgava já não existir nos tempos de hoje. Cuidam da casa e dos filhos, encontram-se em tertúlias femininas sobre bordados, colagens, vestidos de noiva e afins, esperam junto ao telefone para saberem notícias dos maridos em países distantes, vivem para o dia do regresso dos mesmos, e passam toda a ausência deles em constante preocupação pelas suas vidas.
Achei muito curioso entrar neste mundo restrito. Se para mim e para tantas mulheres o dia-a-dia é uma correria, pequenos prazeres ficam para trás devido à falta de tempo, a maternidade já não é vivida como deveria ser pois o tempo dedicado aos filhos é sempre condicionado pelas “obrigações” que as mulheres assumem agora na nossa sociedade, gostei de entrar e conhecer este grupo de mulheres que vive numa aldeia pacata, que tem tempo para a família e para as amigas, se dedica às crianças com calma. É claro que se as profissões dos maridos tornam possível esta realidade, não é menos verdade que é essa mesma profissão a razão de muita angústia e constante preocupação durante a ausência destes.
Resumindo, um livro que me mostrou uma realidade distante e que me fez pensar, que me deu prazer ler pela sua escrita cuidada e suave. A meu ver, fortes motivos para recomendar a sua leitura.
Segundo informação do site da autora (www.taniaganho.com) "A Lucidez do Amor" será apresentado no próximo dia 1 de Fevereiro, pelas 18h30, no El Corte Inglés em Lisboa.
Sinopse
“Esta é a história de Michael e Paula, cujas vidas se vão desenrolando em paralelo, numa pequena aldeia de França e numa base internacional no meio do deserto tajique, separados por quatro meridianos e cinco mil quilómetros de distância.
Uns meses depois do 11 de Setembro, Michael Adam, piloto da Força Aérea francesa, é enviado para o Afeganistão no âmbito da luta contra o terrorismo. Passados quatro anos, parte novamente em missão, mas desta vez com plena consciência da natureza letal do seu trabalho. É com o inquietante pressentimento de que poderá não regressar a casa que se despede da mulher, Paula, e do filho recém-nascido. Atirada para um mundo sem homens, Paula é obrigada a tornar-se mãe solteira e a criar laços de amizade com o heterogéneo grupo de mulheres que a rodeia e que vive ao ritmo do toque do telefone - até ao dia em que as linhas ficam mudas…
Baseado em quatro personagens profundamente humanas e complexas - o piloto estranhamente supersticioso com licença para matar, a sua mulher artista e impressionável, a sogra africana, sábia e marcada para toda a vida, e o sogro amargo que carrega um pesado segredo dos seus tempos de guerra na Guiné-Bissau -, A Lucidez do Amor é um romance inquietante e cheio de suspense, que questiona o significado do amor, explorando as diferenças que nos separam uns dos outros, mas que podem também unir-nos irrevogavelmente. “
 
Porto Editora, 2010

 

a ler: A Agência, Ally O'brien
publicado por marcia às 12:18
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Miar à Chuva a 30 de Janeiro de 2010 às 15:28
Olá Márcia,
Enquanto lia esta tua opinião, pensava que tinha uma ideia completamente errada sobre este livro!
Como sempre foi um prazer ler a tua opinião.
Bjinhos
Sandra do blog Vidas desfolhadas
De marcia a 30 de Janeiro de 2010 às 23:52
Obrigada Sandra, eu também tinha uma ideia diferente do livro...

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.a ler


.a ler também


.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Os Loucos da Rua Mazur, d...

. Livros ao preço de postai...

. Uma Coluna de Fogo - Ken ...

. Os Loucos da Rua Mazur, d...

. Lançamento da Antologia d...

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria em Penafiel 20...

. Escritaria em Penafiel 20...

.últ. comentários

Também acho!
Demasiadas páginas que voam...
Interessante cou ler também.
Nunca cheguei a ler OS Pilares da Terra, mas vi a ...
Quero, quero, quero!!!!!!!!! :)
Eu queria saber o porquê de eu ter guardado o nome...
este está ali na fila de espera. Demasiadas página...
Fazes bem, eu adorei.
Que maravilha de evento!Um dia vou 😊
Excelente festival. Vale a pena descobrir.Beijinho...

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

.gosto

blogs SAPO

.subscrever feeds